Juízes 1, nos apresenta um relato específico do tipo de progresso que as diversas tribos de Israel obtiveram na subjugação de Canaã após a morte de Josué.

Este se esforçou o máximo nessa grande obra e deixou tudo encaminhado de tal maneira que poderiam facilmente tê-la concluído no tempo devido, se não tivessem fracassado e desobedecido. Lemos neste capítulo o que eles fizeram e onde fracassaram.

As tribos de Judá e Simeão unidas lutaram bravamente. Deus escolheu Judá para iniciar a obra (v.v. 1,2). 2. Judá levou Simeão para agir em conjunto com ele (v. 3).

Eles foram bem-sucedidos em suas investidas contra Bezeque (v.v. 4-7), Jerusalém (v. 8), Hebrom e Debir (v.v. 9-15), Horma, Gaza e outros lugares (v.v. 17-19). Mas, onde havia carros de ferro, eles fracassam (v. 19).

O autor cita o estabelecimento dos queneus no meio deles (v. 16). As outras tribos, em comparação com essas duas, agiram de forma covarde. Benjamim fracassou (v. 21). A casa de Josué saiu vitoriosa contra Betei (v.v. 22-26), mas em outros lugares não obteve sucesso; o mesmo pode ser dito a respeito de Manassés (v.v. 27,28) e Efraim (v. 29).

Zebulom poupou os cananeus (v. 30). Aser foi o que mais se humilhou diante dos cananeus (v.v. 31,32). Naftali não obteve a posse completa de diversas das suas cidades (v. 33). Dã foi limitado pelos amorreus (v. 34).

Não há relato acerca de Issacar, nem das duas tribos e meia do outro lado do Jordão. (Henry, Matthew, Comentário de Josué a Ester)

Esboço de Juízes 1:

Juízes 1.1 – 8: Judá e Simeão iniciam a conquista da terra

Juízes 1.9 – 20: Mais uma porção é conquistada

Juízes 1.21 – 36: As demais tribos 

 

Juízes 1.1 – 8: Judá e Simeão iniciam a conquista da terra

1 Depois da morte de Josué, os israelitas perguntaram ao Senhor: “Quem de nós será o primeiro a atacar os cananeus?”

2 O Senhor respondeu: “Judá será o primeiro; eu entreguei a terra em suas mãos”.

3 Então os homens de Judá disseram aos seus irmãos de Simeão: “Venham conosco ao território que nos foi designado por sorteio, e lutemos contra os cananeus. Iremos com vocês para o território que lhes foi dado”. E os homens de Simeão foram com eles.

4 Quando os homens de Judá atacaram, o Senhor entregou os cananeus e os ferezeus nas mãos deles, e eles mataram dez mil homens em Bezeque.

5 Foi lá que encontraram Adoni-Bezeque, lutaram contra ele e derrotaram os cananeus e os ferezeus.

6 Adoni-Bezeque fugiu, mas eles o perseguiram e o prenderam, e lhe cortaram os polegares das mãos e dos pés.

7 Então Adoni-Bezeque disse: “Setenta reis com os polegares das mãos e dos pés cortados apanhavam migalhas debaixo da minha mesa. Agora Deus me retribuiu aquilo que lhes fiz”. Eles o levaram para Jerusalém, onde morreu.

8 Os homens de Judá atacaram também Jerusalém e a conquistaram. Mataram seus habitantes ao fio da espada e a incendiaram.

Juízes 1.9 – 20: Mais uma porção é conquistada

9 Depois disso eles desceram para lutar contra os cananeus que viviam na serra, no Neguebe e na Sefelá.

10 Avançaram contra os cananeus que viviam em Hebrom, anteriormente chamada Quiriate-Arba, e derrotaram Sesai, Aimã e Talmai.

11 Dali avançaram contra o povo que morava em Debir, anteriormente chamada Quiriate-Sefer.

12 E disse Calebe: “Darei minha filha Acsa em casamento ao homem que atacar e conquistar Quiriate-Sefer”.

13 Otoniel, filho de Quenaz, irmão mais novo de Calebe, conquistou a cidade; por isso Calebe lhe deu sua filha Acsa por mulher.

14 Um dia, quando já vivia com Otoniel, ela o persuadiu a pedir um campo ao pai dela. Assim que ela desceu do jumento, Calebe lhe perguntou: “O que você quer?”

15 Ela respondeu: “Dê-me um presente. Já que o senhor me deu terras no Neguebe, dê-me também fontes de água”. E Calebe lhe deu as fontes superiores e as inferiores.

16 Os descendentes do sogro de Moisés, o queneu, saíram da Cidade das Palmeiras com os homens de Judá e passaram a viver entre o povo do deserto de Judá, no Neguebe, perto de Arade.

17 Depois os homens de Judá foram com seus irmãos de Simeão e derrotaram os cananeus que viviam em Zefate, e destruíram totalmente a cidade. Por essa razão ela foi chamada Hormá.

18 Os homens de Judá também conquistaram Gaza, Ascalom e Ecrom, com os seus territórios.

19 O Senhor estava com os homens de Judá. Eles ocuparam a serra central, mas não conseguiram expulsar os habitantes dos vales, pois estes possuíam carros de guerra feitos de ferro.

20 Conforme Moisés havia prometido, Hebrom foi dada a Calebe, que expulsou de lá os três filhos de Enaque.

Juízes 1.21 – 36: As demais tribos

21 Já os benjamitas deixaram de expulsar os jebuseus que estavam morando em Jerusalém. Os jebuseus vivem ali com os benjamitas até o dia de hoje.

22 Os homens das tribos de José, por sua vez, atacaram Betel, e o Senhor estava com eles.

23 Enviaram espias a Betel, anteriormente chamada Luz.

24 Quando os espias viram um homem saindo da cidade disseram-lhe: “Mostre-nos como entrar na cidade, e nós lhe pouparemos a vida”.

25 Ele mostrou como entrar, e eles mataram os habitantes da cidade ao fio da espada, mas pouparam o homem e toda a sua família.

26 Ele foi, então, para a terra dos hititas, onde fundou uma cidade e lhe deu o nome de Luz, que é o seu nome até o dia de hoje.

27 Manassés, porém, não expulsou o povo de Bete-Seã, o de Taanaque, o de Dor, o de Ibleã, o de Megido, nem tampouco o dos povoados ao redor dessas cidades, pois os cananeus estavam decididos a permanecer naquela terra.

28 Quando Israel se tornou forte, impôs trabalhos forçados aos cananeus, mas não os expulsou completamente.

29 Efraim também não expulsou os cananeus que viviam em Gezer, mas os cananeus continuaram a viver entre eles.

30 Nem Zebulom expulsou os cananeus que viviam em Quitrom e em Naalol, mas estes permaneceram entre eles, e foram submetidos a trabalhos forçados.

31 Nem Aser expulsou os que viviam em Aco, Sidom, Alabe, Aczibe, Helba, Afeque e Reobe,

32 e, por esse motivo, o povo de Aser vivia entre os cananeus que habitavam naquela terra.

33 Nem Naftali expulsou os que viviam em Bete-Semes e em Bete-Anate; mas o povo de Naftali também vivia entre os cananeus que habitavam a terra, e aqueles que viviam em Bete-Semes e em Bete-Anate passaram a fazer trabalhos forçados para eles.

34 Os amorreus confinaram a tribo de Dã à serra central, não permitindo que descessem ao vale.

35 E os amorreus igualmente estavam decididos a resistir no monte Heres, em Aijalom e em Saalbim, mas, quando as tribos de José ficaram mais poderosas, eles também foram submetidos a trabalhos forçados.

36 A fronteira dos amorreus ia da subida de Acrabim até Selá, e mais adiante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here