Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Levítico 16 Estudo: O Grande Dia da Expiação

Em Levítico 16 temos a instituição da solenidade anual do dia da expiação, que tinha em si tanto Evangelho como talvez qualquer das indicações da lei cerimonial, como evidencia a referência que o apóstolo faz a ela, Hebreus 9.7ss.

Anteriormente, tivemos diversas leis a respeito de ofertas pela expiação do pecado por pessoas em particular, e a serem feitas em ocasiões em particular. Mas esta diz respeito ao sacrifício fixo, pelo qual toda a nação se interessava.

Todo o serviço do dia era responsabilidade do sumo sacerdote. Ele jamais deveria entrar no santuário, para dentro do véu, exceto neste dia, v.v. 1,2. Ele deveria entrar vestido com vestes de linho, v. 4.

Ele devia levar uma oferta de expiação pelo pecado, e um holocausto, para si mesmo (v. 3), fazer a sua oferta pela expiação do pecado (v.v. 6-11) e então passar para dentro do véu com um pouco do sangue da sua oferta pela expiação do pecado, queimar incenso, e espargir o sangue diante do propiciatório, v.v. 12-14.

Dois bodes deveriam ser fornecidos pelo povo, deveriam ser lançadas sortes sobre eles, e um deles devia ser uma oferta pela expiação do pecado do povo (v.v. 5,7-9), e o seu sangue devia ser espargido diante do propiciatório (v.v. 15- 17), e então um pouco do sangue das duas ofertas pela expiação do pecado devia ser espargido sobre o altar, v.v. 18,19. 2.

O outro bode seria um bode emissário (v. 10), os pecados de Israel deviam ser confessados diante dele, e então ele seria enviado ao deserto (v.v. 20-22), e aquele que o levasse estaria cerimonialmente impuro, v. 26.

Os holocaustos, então, deveriam ser preparados, a gordura das ofertas pela expiação do pecado deveriam ser queimadas sobre o altar, e a sua carne queimada fora do arraial, v.v. 23-25,27,28.

O povo devia observar religiosamente o dia, com um santo descanso e uma santa lamentação pelo pecado. E este devia ser um estatuto perpétuo, v. 29ss. (Henry, Matthew, Comentário do Pentateuco)

Esboço de Levítico 16:

Levítico 16.1 – 4: O grande dia da expiação

Levítico 16.5 – 14: A oferta pelo pecado

Levítico 16.15 – 19: O sangue atrás do véu

Levítico 16.20 – 28: Oferta pelo pecado da nação

Levítico 16.29 – 34: Dia de descanso

 

Levítico 16.1 – 4: O grande dia da expiação

1 O Senhor falou com Moisés depois que morreram os dois filhos de Arão, por haverem se aproximado do Senhor.

2 O Senhor disse a Moisés: Diga a seu irmão Arão que não entre a toda hora no Lugar Santíssimo, atrás do véu, diante da tampa da arca, para que não morra; pois aparecerei na nuvem, acima da tampa.

3 Arão deverá entrar no Lugar Santo com um novilho como oferta pelo pecado e com um carneiro como holocausto.

4 Ele vestirá a túnica sagrada de linho, com calções também de linho por baixo; porá o cinto de linho na cintura e também o turbante de linho. Essas vestes são sagradas; por isso ele se banhará com água antes de vesti-las.

Levítico 16.5 – 14: A oferta pelo pecado

5 Receberá da comunidade de Israel dois bodes como oferta pelo pecado e um carneiro como holocausto.

6 Arão sacrificará o novilho como oferta pelo seu próprio pecado, para fazer propiciação por si mesmo e por sua família.

7 Depois pegará os dois bodes e os apresentará ao Senhor, à entrada da Tenda do Encontro.

8 E lançará sortes quanto aos dois bodes: uma para o Senhor e a outra para Azazel.

9 Arão trará o bode cuja sorte caiu para o Senhor e o sacrificará como oferta pelo pecado.

10 Mas o bode sobre o qual caiu a sorte para Azazel será apresentado vivo ao Senhor para fazer propiciação, e será enviado para Azazel no deserto.

11 Arão trará o novilho como oferta por seu próprio pecado para fazer propiciação por si mesmo e por sua família, e ele o oferecerá como sacrifício pelo seu próprio pecado.

12 Pegará o incensário cheio de brasas do altar que está perante o Senhor e dois punhados de incenso aromático em pó, e os levará para trás do véu.

13 Porá o incenso no fogo perante o Senhor, e a fumaça do incenso cobrirá a tampa que está acima das tábuas da aliança, a fim de que não morra.

14 Pegará um pouco do sangue do novilho e com o dedo o aspergirá sobre a parte da frente da tampa; depois, com o dedo aspergirá o sangue sete vezes, diante da tampa.

Levítico 16.15 – 19: O sangue atrás do véu

15 Então sacrificará o bode da oferta pelo pecado, em favor do povo, e trará o sangue para trás do véu; fará com o sangue o que fez com o sangue do novilho; ele o aspergirá sobre a tampa e na frente dela.

16 Assim fará propiciação pelo Lugar Santíssimo por causa das impurezas e das rebeliões dos israelitas, quaisquer que tenham sido os seus pecados. Fará o mesmo em favor da Tenda do Encontro, que está entre eles no meio das suas impurezas.

17 Ninguém estará na Tenda do Encontro quando Arão entrar para fazer propiciação no Lugar Santíssimo, até a saída dele, depois que fizer propiciação por si mesmo, por sua família e por toda a assembleia de Israel.

18 Depois irá ao altar que está perante o Senhor e pelo altar fará propiciação. Pegará um pouco do sangue do novilho e do sangue do bode e o porá em todas as pontas do altar.

19 Com o dedo aspergirá o sangue sete vezes sobre o altar para purificá-lo e santificá-lo das impurezas dos israelitas.

Levítico 16.20 – 28: Oferta pelo pecado da nação

20 Quando Arão terminar de fazer propiciação pelo Lugar Santíssimo, pela Tenda do Encontro e pelo altar, trará para a frente o bode vivo.

21 Então colocará as duas mãos sobre a cabeça do bode vivo e confessará todas as iniquidades e rebeliões dos israelitas, todos os seus pecados, e os porá sobre a cabeça do bode. Em seguida enviará o bode para o deserto aos cuidados de um homem designado para isso.

22 O bode levará consigo todas as iniquidades deles para um lugar solitário. E o homem soltará o bode no deserto.

23 Depois Arão entrará na Tenda do Encontro, tirará as vestes de linho que usou para entrar no Santo dos Santos e as deixará ali.

24 Ele se banhará com água num lugar sagrado e vestirá as suas próprias roupas. Então sairá e sacrificará o holocausto por si mesmo e o holocausto pelo povo, para fazer propiciação por si mesmo e pelo povo.

25 Também queimará sobre o altar a gordura da oferta pelo pecado.

26 Aquele que soltar o bode para Azazel lavará as suas roupas e se banhará com água, e depois poderá entrar no acampamento.

27 O novilho e o bode da oferta pelo pecado, cujo sangue foi trazido ao Lugar Santíssimo para fazer propiciação, serão levados para fora do acampamento; o couro, a carne e o excremento deles serão queimados com fogo.

28 Aquele que os queimar lavará as suas roupas e se banhará com água; depois poderá entrar no acampamento.

Levítico 16.29 – 34: Dia de descanso

29 Este é um decreto perpétuo para vocês: No décimo dia do sétimo mês vocês se humilharão e não poderão realizar trabalho algum, nem o natural da terra, nem o estrangeiro residente.

30 Porquanto nesse dia se fará propiciação por vocês, para purificá-los. Então, perante o Senhor, vocês estarão puros de todos os seus pecados.

31 Este lhes será um sábado de descanso, quando vocês se humilharão; é um decreto perpétuo.

32 O sacerdote que for ungido e ordenado para suceder seu pai como sumo sacerdote fará a propiciação. Porá as vestes sagradas de linho

33 e fará propiciação pelo Lugar Santíssimo, pela Tenda do Encontro, pelo altar, por todos os sacerdotes e por todo o povo da assembleia.

34 “Este é um decreto perpétuo para vocês: A propiciação será feita uma vez por ano, por todos os pecados dos israelitas”. E tudo foi feito conforme o Senhor tinha ordenado a Moisés.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.