Levítico - Bíblia de Estudo Online

Das sete proibições no Pentateuco contra comer sangue (Gênesis 9:4; Lev. 3:17; 7: 26–27; 17: 10–14; 19:26; Deut. 12: 15–16, 23–24 15:23), este (Levítico 17:10-14) é o mais claro e fornece a lógica subjacente.

O verso 11 dá duas razões para a proibição de comer sangue: a vida de uma criatura está no sangue; portanto, abster-se de comer sangue é mostrar respeito pela santidade da vida.

Segundo, o sangue faz expiação pela sua vida (Deus escolheu o sangue sacrificial como preço de resgate pela vida de uma pessoa, então a vida de um substituto é abandonada na morte); portanto, abster-se de comer sangue é mostrar respeito por sua sacralidade como veículo de expiação.

O fato de que Deus disse, “eu dei a você para fazer expiação por si mesmo no altar”, exclui a visão de que o sangue era inerentemente eficaz. Seu valor expiatório foi somente porque Deus havia “dado” para esse propósito; Ele o escolheu como um símbolo apropriado da realidade da expiação e do perdão. (1)

Esboço de Levítico 17:

17.1 – 9: Instruções a respeito do sacrifício

17.10 – 16: A proibição de comer sangue 

 

Levítico 17.1 – 9: Instruções a respeito do sacrifício

1 O Senhor disse a Moisés:

2 Diga a Arão e seus filhos e a todos os israelitas o que o Senhor ordenou:

3 Qualquer israelita que sacrificar um boi, um cordeiro ou um cabrito dentro ou fora do acampamento,

4 e não o trouxer à entrada da Tenda do Encontro para apresentá-lo como oferta ao Senhor, diante do tabernáculo do Senhor, será considerado culpado de sangue; derramou sangue e será eliminado do meio do seu povo.

5 Os sacrifícios, que os israelitas agora fazem em campo aberto, passarão a trazer ao Senhor, entregando-os ao sacerdote, para oferecê-los ao Senhor, à entrada da Tenda do Encontro, e os sacrificarão como ofertas de comunhão.

6 O sacerdote aspergirá o sangue no altar do Senhor, à entrada da Tenda do Encontro, e queimará a gordura como aroma agradável ao Senhor.

7 Não oferecerão mais sacrifícios aos ídolos em forma de bode, aos quais prestam culto imoral. Este é um decreto perpétuo para eles e para as suas gerações.

8 Diga-lhes: Todo israelita ou estrangeiro residente que oferecer holocausto ou sacrifício,

9 e não o trouxer à entrada da Tenda do Encontro para oferecê-lo ao Senhor, será eliminado do meio do seu povo.

Levítico 17.10 – 16: A proibição de comer sangue

10 Todo israelita ou estrangeiro residente que comer sangue de qualquer animal, contra esse eu me voltarei e o eliminarei do meio do seu povo.

11 Pois a vida da carne está no sangue, e eu o dei a vocês para fazerem propiciação por si mesmos no altar; é o sangue que faz propiciação pela vida.

12 Por isso digo aos israelitas: Nenhum de vocês poderá comer sangue, nem também o estrangeiro residente.

13 Qualquer israelita ou estrangeiro residente que caçar um animal ou ave que se pode comer, derramará o sangue e o cobrirá com terra,

14 porque a vida de toda carne é o seu sangue. Por isso eu disse aos israelitas: Vocês não poderão comer o sangue de nenhum animal, porque a vida de toda carne é o seu sangue; todo aquele que o comer será eliminado.

15 Todo aquele que, natural da terra ou estrangeiro, comer um animal encontrado morto ou despedaçado por animais selvagens, lavará suas roupas e se banhará com água, e ficará impuro até a tarde; então estará puro.

16 Mas, se não lavar suas roupas nem se banhar, sofrerá as consequências da sua iniquidade.

 

Referências:

Lindsey, F. D. (1985). Levítico Em J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), O Comentário do Conhecimento da Bíblia: Uma Exposição das Escrituras (Vol. 1, p. 199-200). Wheaton, IL: Victor Books.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here