Levítico - Bíblia de Estudo Online

Em Levítico 6 vemos as leis referentes ao sacrifícios pelos pecados voluntários. Neste caso, além de oferecer um sacrifício para obter o perdão de Deus, o ofertante deveria trazer uma restituição à pessoa a quem causou dano.

Essa é uma atitude ignorada pela maioria dos cristãos. Cometemos muitos erros contra as pessoas, e muitos danos são causados a elas. Quando finalmente reconhecemos que estamos errados, cremos que um pedido de perdão resolve tudo, mas nem sempre é assim.

Para que o pedido de perdão seja sincero e pleno, muitas vezes precisamos deixar isso claro por meio de uma restituição.

Um perfeito exemplo disso é Zaqueu. Quando Senhor Jesus esteve em sua casa, diante de todos ele reconheceu que havia roubado e que estava decidido a restituir quatro vezes mais, a todas as pessoas a quem ele havia enganado (Lucas 19:8).

Glória a Deus!

Esse é um exemplo perfeito de oferta pelo pecado voluntário.

Em seguida a atitude de Zaqueu, o Senhor Jesus disse: “Hoje houve salvação nesta casa” (Lucas 19:9).

Percebe, ao se preparar para pedir perdão a alguém, veja se seu erro causou danos a ela e procure restitui-la, seja por atitude ou por ressarcimento material.

Regras de Como Ofertar

De Levítico 1 até Levítico 6:7, vemos as características da ofertas, para quê são aplicadas e seus significados.

A partir de Levítico 6:8, vemos as leis de cada uma dessas ofertas, isto é, qual o ritual correto para apresenta-las, as regras de consumo, quanto ao fato de o sacerdote poder comê-la ou não, por exemplo.

Somente os sacerdotes descendentes de Arão podiam comer os sacrifícios (v.8).

Isto significa que quem não tem pacto sacerdotal com Deus não pode ser alimentado pelo sacrifício espiritual de Jesus, nem ser santificado por Ele.

Somente tem acesso à graça de Cristo quem se achega a Ele em arrependimento sincero e coração contrito.

Esboço de Levítico 6:

6.1 – 7: Lei da Expiação e da Culpa

6.8 – 13: Lei do holocausto

6.14 – 23: Lei da oferta de manjares

6.24 – 30: Lei da oferta pelo pecado 

 

Levítico 6.1 – 7: Lei da Expiação e da Culpa

1 Disse ainda o Senhor a Moisés:

2 Se alguém pecar, cometendo um erro contra o Senhor, enganando o seu próximo no que diz respeito a algo que lhe foi confiado ou deixado como penhor ou roubado, ou se lhe extorquir algo,

3 ou se achar algum bem perdido e mentir a respeito disso, ou se jurar falsamente a respeito de qualquer coisa, cometendo pecado;

4 quando assim pecar, tornando-se por isso culpado, terá que devolver o que roubou ou tomou mediante extorsão, ou o que lhe foi confiado, ou os bens perdidos que achou,

5 ou qualquer coisa sobre a qual tenha jurado falsamente. Fará restituição plena, acrescentará a isso um quinto do valor e dará tudo ao proprietário no dia em que apresentar a sua oferta pela culpa.

6 E por sua culpa trará ao sacerdote uma oferta dedicada ao Senhor: um carneiro do rebanho, sem defeito e devidamente avaliado.

7 Dessa forma o sacerdote fará propiciação por ele perante o Senhor, e ele será perdoado de qualquer dessas coisas que fez e que o tornou culpado.

Levítico 6.8 – 13: Lei do holocausto

8 O Senhor disse a Moisés:

9 Dê este mandamento a Arão e a seus filhos, a regulamentação acerca do holocausto: Ele terá que ficar queimando até de manhã sobre as brasas do altar, onde o fogo terá que ser mantido aceso.

10 O sacerdote vestirá suas roupas de linho e os calções de linho por baixo, retirará as cinzas do holocausto que o fogo consumiu no altar e as colocará ao lado do altar.

11 Depois trocará de roupa e levará as cinzas para fora do acampamento, a um lugar cerimonialmente puro.

12 Mantenha-se aceso o fogo no altar; não deve ser apagado. Toda manhã o sacerdote acrescentará lenha, arrumará o holocausto sobre o fogo e queimará sobre ele a gordura das ofertas de comunhão.

13 Mantenha-se o fogo continuamente aceso no altar; não deve ser apagado.

Levítico 6.14 – 23: Lei da oferta de manjares

14 Esta é a regulamentação da oferta de cereal: Os filhos de Arão a apresentarão ao Senhor, em frente do altar.

15 O sacerdote apanhará um punhado da melhor farinha com óleo, juntamente com todo o incenso que está sobre a oferta de cereal, e queimará no altar a porção memorial como aroma agradável ao Senhor.

16 Arão e seus filhos comerão o restante da oferta, mas deverão comê-lo sem fermento e em lugar sagrado, no pátio da Tenda do Encontro.

17 Essa oferta não será assada com fermento; eu a dei a eles como porção das ofertas feitas a mim com fogo. É santíssima, como a oferta pelo pecado e como a oferta pela culpa.

18 Somente os homens descendentes de Arão poderão comer da porção das ofertas dedicadas ao Senhor, preparadas no fogo. É um decreto perpétuo para as suas gerações. Tudo o que nelas tocar se tornará santo.

19 O Senhor disse também a Moisés:

20 Esta é a oferta que Arão e os seus descendentes terão que trazer ao Senhor no dia em que ele for ungido: um jarro da melhor farinha, como na oferta regular de cereal, metade pela manhã e metade à tarde.

21 Prepare-a com óleo numa assadeira; traga-a bem misturada e apresente a oferta de cereal partida em pedaços, como aroma agradável ao Senhor.

22 Todo sacerdote ungido, dos descendentes de Arão, também preparará essa oferta. É a porção do Senhor por decreto perpétuo e será totalmente queimada.

23 Toda oferta de cereal do sacerdote será totalmente queimada; não será comida.

Levítico 6.24 – 30: Lei da oferta pelo pecado

24 O Senhor disse a Moisés:

25 Diga a Arão e aos seus filhos a regulamentação da oferta pelo pecado: O animal da oferta pelo pecado será morto perante o Senhor no local onde é sacrificado o holocausto; é uma oferta santíssima.

26 O sacerdote que oferecer o animal o comerá em lugar sagrado, no pátio da Tenda do Encontro.

27 Tudo o que tocar na carne se tornará santo; se o sangue respingar na roupa, será lavada em lugar sagrado.

28 A vasilha de barro em que a carne for cozida deverá ser quebrada; mas, se for cozida numa vasilha de bronze, a vasilha deverá ser esfregada e enxaguada com água.

29 Somente os homens da família dos sacerdotes poderão comê-la; é uma oferta santíssima.

30 Mas toda oferta pelo pecado, cujo sangue for trazido para a Tenda do Encontro para propiciação no Lugar Santo, não será comida; terá que ser queimada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here