Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Lucas 13 Estudo: A Tragédia e o Pecado

Lucas 13.1 – 5: Muitas pessoas acreditam que a principal razão de toda tragédia, é o pecado. Neste trecho Jesus Cristo nos mostra que não é bem assim.

De fato, todos nós pecamos independente da tragédia. Sendo assim Jesus nos alerta a tomar conta de nossa própria vida. 

Lucas 13.6 – 9: Jesus conta o exemplo de um homem, dono de terra que esperou por três anos que uma figueira desse fruto, mas ela não deu.

Isto fez com que ele decretasse que ela fosse cortada. O servo que cuidava dela pediu um pouco mais de paciência. Foi quando o dono da terra disse: “Se der fruto no ano que vem, muito bem! Se não, corte-a”.

Ou seja, o princípio é que na condição de cristãos precisamos ser frutíferos em todo o tempo, pois o Senhor Deus não tolera a infertilidade por nossa parte.

Lucas 13.10 – 17: Estando na sinagoga em um sábado, Jesus Cristo sente compaixão por uma mulher encurvada e a cura (Ver Milagres de Jesus e Cura Divina). A atitude dele deixa os fariseus muito irritados, pois diziam: “Há seis dias em que se deve trabalhar. Venham para ser curados nesses dias, e não no sábado”.

Isso deixa Jesus Cristo profundamente indignado. Daí ele diz: “Hipócritas! Cada um de vocês não desamarra no sábado o seu boi ou jumento do estábulo e o leva dali para dar-lhe água?”.

Ou seja, para eles cuidar de animais no sábado era lícito, mas cuidar de seres humanos é ilícito. Essa hipocrisia sempre deixava Jesus irritado, e deve nos deixar também.

Eles não entenderam o princípio do sábado e deturparam a Lei de Deus.

Lucas 13.18 – 21: Para saber mais sobre o Reino de Deus veja: Estudo Bíblico Sobre o Reino de Deus.

Lucas 13.22 – 30: Jesus Cristo nos ensina que na vida teremos de fazer escolhas. Sendo assim ele diz as escolhas que levam ao Reino de Deus são as da porta estreita.

Ou seja, é um caminho mais difícil, árduo, doloroso. Contudo, ao final dele encontraremos descanso eterno em Deus.

Em contrapartida a porta larga, oferece opções mais fáceis. Porém ao final dela o que nos aguarda é choro e ranger de dentes, que são a marca do agonizante sofrimento eterno.

Lucas 13.31 – 35: Algumas pessoas vieram dizer a Jesus que Herodes queria matá-lo. A partir daí o Senhor levantou um lamento sobre Jerusalém.

Sua maior dor é que ele já havia tentado de diversas formas cuidar dela e ajuntar seus filhos. Ele fez isso, ao longo dos anos enviando seus profetas. Mas eles mataram a todos.

Jesus Cristo sabia que inclusive ele seria morto por suas mãos. Contudo, sua maior tristeza era saber que a redenção havia chegado e eles não percebiam. (Ver Lucas 12 Estudo)

 

Esboço de Lucas 13:

13.1 – 5: Relação entre a tragédia e o pecado

13.6 – 9: Parábola da figueira sem figos

13.10 – 17: A cura da mulher encurvada

13.18 – 21: O Reino de Deus

13.22 – 30: A porta estreita e a porta larga

13.31 – 35: O lamento de Jesus sobre Jerusalém

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.