Bíblia de Estudo Online

Lucas 17 Estudo: A Questão do Perdão

Lucas 17.1,2: Jesus Cristo deixa claro que na Igreja haverá escândalos graves. Atitudes de pessoas que levarão outros a cair, abandonar a fé.

Contudo, o Senhor declara que “Ai” daquele por quem o escândalo vem. Haverá graves consequências para este.

Lucas 17.3 – 6: O Senhor Jesus Cristo ensina a seus discípulos sobre a necessidade de perdoar. Ele diz que não importa quantas vezes (7 vezes, número de plenitude) alguém vier nos pedir perdão, devemos liberá-lo.

Ao ouvir isso os discípulos pedem que o Senhor lhes aumente a fé. Ou seja, eles reconhecem que não creem o suficiente para praticar tal atitude, no entanto eles querem ter.

Jesus Cristo diz que eles não precisam de uma grande fé (grão de mostarda), mas sim disposição. Se houver essa fé inicial ela florescerá e coisas impossíveis se tornarão possíveis.

Lucas 17.7 – 10: Jesus nos ensina que a obediência é nossa obrigação. Ou seja, não devemos nos gloriar por fazer “isso ou aquilo” que agrada a Deus. O Senhor diz que embora façamos “tudo” ao final devemos nos considerar inúteis.

Lucas 17.11 – 19: Dez leprosos foram até Jesus Cristo com a intenção de serem curados (Ver 35 Milagres de Jesus Cristo). Antes de qualquer coisa o Senhor ordenou que eles fossem oferecer a oferta (de cura) ao sacerdote. Enquanto estavam no caminho, foram curados.

Um deles, sendo samaritano, ou seja, estrangeiro, interrompeu a viagem e voltou até Jesus Cristo para agradecer.

A atitude dele surpreendeu a Jesus. Ao que o Senhor respondeu: “Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro? Então ele lhe disse: “Levante-se e vá; a sua fé o salvou”.

Devemos ser gratos a Deus. Na verdade, a gratidão deve ser uma disposição natural em nossas vidas. Como disse Paulo: “Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”. (1 Tessalonicenses 5:18)

Lucas 17.20 – 37: Os fariseus interrogaram a Jesus Cristo sobre a manifestação do Reino de Deus. O Senhor discorre sobre como isso irá ocorrer de forma precisa. A intenção dele é que não sejamos enganados ou sejamos pegos de surpresa. (Atos 16 Estudo)

 

Lucas 17.1,2: A questão do escândalo 

1 Jesus disse aos seus discípulos: É inevitável que aconteçam coisas que levem o povo a tropeçar, mas ai da pessoa por meio de quem elas acontecem.

2 Seria melhor que ela fosse lançada no mar com uma pedra de moinho amarrada no pescoço, do que levar um desses pequeninos a pecar.

Lucas 17.3 – 6: A questão do perdão

3 Tomem cuidado. Se o seu irmão pecar, repreenda-o e, se ele se arrepender, perdoe-lhe.

4 Se pecar contra você sete vezes no dia, e sete vezes voltar a você e disser: “Estou arrependido”, perdoe-lhe.

5 Os apóstolos disseram ao Senhor: “Aumenta a nossa fé!”

6 Ele respondeu: Se vocês tiverem fé do tamanho de uma semente de mostarda, poderão dizer a esta amoreira: “Arranque-se e plante-se no mar”, e ela lhes obedecerá.

Lucas 17.7 – 10: “Servos Inúteis”

7 Qual de vocês que, tendo um servo que esteja arando ou cuidando das ovelhas, lhe dirá, quando ele chegar do campo: “Venha agora e sente-se para comer”?

8 Ao contrário, não dirá: “Prepare o meu jantar, apronte-se e sirva-me enquanto como e bebo; depois disso você pode comer e beber”?

9 Será que ele agradecerá ao servo por ter feito o que lhe foi ordenado?

10 Assim também vocês, quando tiverem feito tudo o que lhes for ordenado, devem dizer: “Somos servos inúteis; apenas cumprimos o nosso dever”.

Lucas 17.11 – 19: Jesus Cristo cura dez leprosos

11 A caminho de Jerusalém, Jesus passou pela divisa entre Samaria e Galiléia.

12 Ao entrar num povoado, dez leprosos dirigiram-se a ele. Ficaram a certa distância

13 e gritaram em alta voz: “Jesus, Mestre, tem piedade de nós!”

14 Ao vê-los, ele disse: “Vão mostrar-se aos sacerdotes”. Enquanto eles iam, foram purificados.

15 Um deles, quando viu que estava curado, voltou, louvando a Deus em alta voz.

16 Prostrou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu. Este era samaritano.

17 Jesus perguntou: Não foram purificados todos os dez? Onde estão os outros nove?

18 Não se achou nenhum que voltasse e desse louvor a Deus, a não ser este estrangeiro?

19 Então ele lhe disse: “Levante-se e vá; a sua fé o salvou”.

Lucas 17.20 – 37: A manifestação do Reino de Deus

20 Certa vez, tendo sido interrogado pelos fariseus sobre quando viria o Reino de Deus, Jesus respondeu: O Reino de Deus não vem de modo visível,

21 nem se dirá: “Aqui está ele”, ou “Lá está”; porque o Reino de Deus está entre vocês.

22 Depois disse aos seus discípulos: Chegará o tempo em que vocês desejarão ver um dos dias do Filho do homem, mas não verão.

23 Dirão a vocês: “Lá está ele!” ou “Aqui está!” Não se apressem em segui-los.

24 Pois o Filho do homem no seu dia será como o relâmpago cujo brilho vai de uma extremidade à outra do céu.

25 Mas antes é necessário que ele sofra muito e seja rejeitado por esta geração.

26 Assim como foi nos dias de Noé, também será nos dias do Filho do homem.

27 O povo vivia comendo, bebendo, casando-se e sendo dado em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca. Então veio o Dilúvio e os destruiu a todos.

28 Aconteceu a mesma coisa nos dias de Ló. O povo estava comendo e bebendo, comprando e vendendo, plantando e construindo.

29 Mas no dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu fogo e enxofre do céu e os destruiu a todos.

30 Acontecerá exatamente assim no dia em que o Filho do homem for revelado.

31 Naquele dia, quem estiver no telhado de sua casa, não deve descer para apanhar os seus bens dentro de casa. Semelhantemente, quem estiver no campo, não deve voltar atrás por coisa alguma.

32 Lembrem-se da mulher de Ló!

33 Quem tentar conservar a sua vida a perderá, e quem perder a sua vida a preservará.

34 Eu lhes digo: Naquela noite duas pessoas estarão numa cama; uma será tirada e a outra deixada.

35 Duas mulheres estarão moendo trigo juntas; uma será tirada e a outra deixada.

36 Duas pessoas estarão no campo; uma será tirada e a outra deixada.

37 “Onde, Senhor?”, perguntaram eles. Ele respondeu: “Onde houver um cadáver, ali se ajuntarão os abutres”.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.