Lucas 18.1 – 8: Para saber mais sobre a parábola do Juiz Iníquo leia: A Parábola do Juiz Iníquo – 5 Motivos Para Orar Sempre.

18.9 – 14: Nesta parábola, Jesus Cristo nos ensina uma preciosa lição de humildade. Aqui ele ataca diretamente o sentimento de orgulho religioso dos fariseus.

Com uma oração arrogante, preconceituosa e legalista ele se dirige a Deus com uma oração que não pode jamais, tocar o coração de Deus.

Em contrapartida, o cobrador de impostos se dirige a Deus com humildade, humilhação. Ele não se considera digno de estar ali, orando a Deus.

A conclusão de Jesus Cristo é a de que o nosso relacionamento com Deus não pode ser baseado nos princípios dos fariseus.

O nosso comportamento deve ser como o do cobrador de impostos, humilde e arrependido.

Lucas 18.15 – 17: Para saber mais leia o estudo bíblico sobre: Jesus e as Crianças.

18.18 – 27: Este trecho bíblico nos mostra que não devemos colocar nada ou ninguém acima da importância de Deus em nossas vidas.

Quando Jesus orienta o jovem a deixar suas riquezas para trás, ele não consegue. Se torne um passo que impossível para ele devido ao seu amor pelas riquezas.

Lucas 18.28 – 30: Os apóstolos ficam intrigados pela resposta de Jesus ao jovem rico e Pedro lhe pregunta: “Nós deixamos tudo o que tínhamos para seguir-te!”.

A resposta do Senhor é que eles não deixarão de receber a devida recompensa ainda nesta Terra e na próxima a vida eterna.

Lucas 18.31 – 34: Jesus Cristo anuncia que sua próxima ida a Jerusalém será a última, nestes três anos de ministério. Ali ele será traído, torturado, crucificado e morto. Embora, tenha dito claramente os discípulos não o compreendem.

Lucas 18.35 – 43: Para saber mais leia o estudo bíblico sobre: O Cego de Jericó –  A Fé Que Nunca Se Cala. (Ver Lucas 17 Estudo)

 

Esboço de Lucas 18:

18.1 – 8: Parábola do Juiz Iníquo

18.9 – 14: Parábola do fariseu e do cobrador de impostos

18.15 – 17: Jesus e as crianças

18.18 – 27: Jesus e o jovem rico

18.28 – 30: A recompensa de seguir a Jesus Cristo

18.31 – 34: Jesus fala sobre o seu sofrimento

18.35 – 43: Jesus cura o cego de Jericó

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here