Bíblia de Estudo Online

Malaquias 2 Estudo: Deus Repreende os Sacerdotes

Em Malaquias 2, observamos que o sacerdote que não honra a Deus de maneira correta, não o faz sem ser percebido.

O Senhor deixa muito clara a sua insatisfação, além disso, ele mostra que a atitude não ficará sem consequências.

O Senhor dá o exemplo do sacerdote que o agrada usando o exemplo de Levi. Ele diz: “A verdadeira lei estava em sua boca e nenhuma falsidade achou-se em seus lábios. Ele andou comigo em paz e retidão, e desviou muitos do pecado”.

Uma outra grande responsabilidade do sacerdote é o ensino. O Senhor declara que sua maneira irresponsável de ensinar a Lei, provocou ruína à fé de muitas pessoas.

Por fim, ele deixa claro sua insatisfação com o adultério. Os sacerdotes estavam cometendo adultério. Traindo suas esposas e ainda assim continuavam a oferecer ofertas ao Senhor em seu altar.

Ou seja, a reponsabilidade de quem ministra diante do Senhor é enorme. Não podemos ignorar que os sacerdotes devem viver de maneira santa e honesta diante de Deus e da sua Igreja. (Ver Malaquias 1 Estudo)

Em Malaquias 2 veremos:

Malaquias 2.1 – 4: Sacerdotes Desonram a Deus

Malaquias 2.5 – 7: O exemplo de Levi como sacerdote

Malaquias 2.8 – 12: A responsabilidade do sacerdote no ensino

Malaquias 2.13 – 16: Advertência contra o adultério

 

Malaquias 2.1 – 4: Sacerdotes Desonram a Deus

1 E agora esta advertência é para vocês, ó sacerdotes.

2 Se vocês não derem ouvidos e não se dispuserem a honrar o meu nome”, diz o Senhor dos Exércitos, “lançarei maldição sobre vocês, e até amaldiçoarei as suas bênçãos. Aliás, já as amaldiçoei, porque vocês não me honram de coração.

3 Por causa de vocês eu destruirei a sua descendência; esfregarei na cara de vocês os excrementos dos animais oferecidos em sacrifício em suas festas e lançarei vocês fora, com os excrementos.

4 Então vocês saberão que fui eu que lhes fiz esta advertência para que a minha aliança com Levi fosse manti­da, diz o Senhor dos Exércitos.

Malaquias 2.5 – 7: O exemplo de Levi como sacerdote

5 A minha aliança com ele foi uma aliança de vida e de paz, que na verdade lhe dei para que me temesse. Ele me temeu, e tremeu diante do meu nome.

6 A verdadeira lei estava em sua boca e nenhuma falsidade achou-se em seus lábios. Ele andou comigo em paz e retidão, e desviou muitos do pecado.

7 Porque os lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca todos esperam a instrução na Lei, porque ele é o mensageiro do Senhor dos Exércitos.

Malaquias 2.8 – 12: A responsabilidade do sacerdote no ensino

8 Mas vocês se desviaram do caminho e pelo seu ensino causaram a queda de muita gente; vocês quebraram a aliança de Levi, diz o Senhor dos Exércitos.

9 “Por isso eu fiz que fossem desprezados e humilhados diante de todo o povo, porque vocês não seguem os meus caminhos, mas são parciais quando ensinam a Lei.”

10 Não temos todos o mesmo Pai? Não fomos todos criados pelo mesmo Deus? Por que será, então, que quebramos a aliança dos nossos antepassados sendo infiéis uns com os outros?

11 Judá tem sido infiel. Uma coisa repugnante foi cometida em Israel e em Jerusalém; Judá desonrou o santuário que o Senhor ama; homens casaram-se com mulheres que adoram deuses estrangeiros.

12 Que o Senhor lance fora das tendas de Jacó o homem que faz isso, seja ele quem for, mesmo que esteja trazendo ofertas ao Senhor dos Exércitos.

Malaquias 2.13 – 17: Advertência contra o adultério

13 Há outra coisa que vocês fazem: Enchem de lágrimas o altar do Senhor; choram e gemem porque ele já não dá atenção às suas ofertas nem as aceita com prazer.

14 E vocês ainda perguntam: “Por quê?” É porque o Senhor é testemunha entre você e a mulher da sua mocidade, pois você não cumpriu a sua promessa de fidelidade, embora ela fosse a sua companheira, a mulher do seu acordo matrimonial.

15 Não foi o Senhor que os fez um só? Em corpo e em espírito eles lhe pertencem. E por que um só? Porque ele desejava uma descendência consagrada. Portanto, tenham cuidado: Ninguém seja infiel à mulher da sua mocidade.

16 “Eu odeio o divórcio”, diz o Senhor, o Deus de Israel, “e também odeio homem que se cobre de violência como se cobre de roupas”, diz o Senhor dos Exércitos. Por isso, tenham bom senso; não sejam infiéis.

17 Vocês têm cansado o Senhor com as suas palavras. “Como o temos cansado?”, vocês ainda perguntam. Quando dizem: “Todos os que fazem o mal são bons aos olhos do Senhor, e ele se agrada deles” e também quando pergun­tam: “Onde está o Deus da justiça?”

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.