Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Marcos 9 Estudo: A Transfiguração de Jesus

Em Marcos 9, o Senhor Jesus leva Pedro, Tiago e João para o alto de um monte, e ali eles testemunham um acontecimento extraordinário: a transfiguração do Filho de Deus.

Eles viram um pouco da glória do Senhor Jesus e testemunharam o diálogo dele com Moisés e Elias. O momento glorioso foi marcado pela presença de uma nuvem que os envolveu e uma voz de Deus que asseverou: “Este é o meu Filho amado. Ouçam-no!”

Após isso, a glória se desfez e eles desceram do monte. Jesus os advertiu que não contassem nada a ninguém até que ele ressuscitasse do mortos, algo que no momento eles não compreenderam.

A seguir os discípulos começaram a discutir sobre qual deles realmente seria o maior, talvez inspirados pelo momento de transfiguração que testemunharam.

Os mestres da lei estão dizendo a multidão que antes que se manifeste o Messias, Elias viria primeiro. Isto gera dúvida nos discípulos e eles perguntam sobre isso a Jesus.

Que os explica dizendo, que Elias já veio, isto é: João Batista, mas eles não o respeitaram nem reconheceram.

Marcos 9 destaca mais um milagre de Jesus. Ele expulsa um espírito que causa surdez e mudez. O Senhor critica severamente os seus discípulos de não conseguirem expulsá-lo e diz que eles não conseguiram devido a incredulidade deles.

Jesus Cristo explica que certas entidades só são repelidas por meio da oração e do jejum. Algo que eles não estavam fazendo. Jesus percebendo isso, os ensinou que o maior entre eles seria aquele que se comportasse como o menor, isto é servindo a todos.

Ele encerra ensinando acerca das coisas que nos fazem pecar e nos exorta a abrir mão delas antes que elas resultem em condenação e nós sejamos lançados no inferno.

Esboço de Marcos 9:

Marcos 9.1 – 10: A transfiguração de Jesus

Marcos 9.11 – 14: Jesus explica a “segunda vinda” de Elias

Marcos 9.15 – 27: Jesus expulsa um espírito maligno

Marcos 9.28, 29: A importância da oração e do jejum

Marcos 9.30 – 32: Jesus fala mais uma vez sobre seu sofrimento

Marcos 9.33 – 37: Jesus Cristo ensina quem é o maior

Marcos 9.38 – 40: Jesus reprova o partidarismo

Marcos 9.42 – 50: Jesus ensina sobre os tropeços e o inferno

 

Transfigurado

“Seis dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e João e os levou a um alto monte, onde ficaram a sós. Ali ele foi transfigurado diante deles. Suas roupas se tornaram brancas, de um branco resplandecente, como nenhum lavandeiro no mundo seria capaz de branqueá-las”. (Marcos 9.2,3)

Ele tinha começado a falar aos seus discípulos da sua morte e dos seus sofrimentos; e, para evitar que se magoassem, ele lhes dá esse vislumbre da sua glória, para mostrar que os seus sofrimentos eram voluntários.

E que dignidade e glória o poder da sua Pessoa colocaria sobre eles, para que não se desviassem devido ao “escândalo da cruz”.

Isso aconteceu no cume de um “alto monte”, como o diálogo que Moisés teve com Deus, que se deu no topo do monte Sinai, e como a perspectiva de Canaã que ele teve no topo do monte Pisga.

Diz a tradição: “Foi no topo do monte Tabor que Cristo se transfigurou”; se for assim, as Escrituras se cumpriram, “o Tabor e o Hermom regozijam-se em teu nome” (SaImos 89.12).

O Dr. Lightfoot, observando que o último lugar em que encontramos Jesus foi em Cesaréia de Filipe, que ficava longe do monte Tabor, prefere pensar que era um monte alto de que Josefo fala, perto de Cesaréia.

Relato das Testemunhas

As testemunhas desse acontecimento foram Pedro, Tiago e João. Estes eram os três que deveriam dar testemunho na terra, em resposta a Moisés, Elias e à voz do céu, os três que deveriam dar um testemunho vindo do céu.

Jesus não levou todos os discípulos com Ele, porque o acontecimento devia ser privativo. Assim como existem privilégios diferenciados que são dados aos discípulos, e não ao mundo, também há privilégios para alguns discípulos, e não para outros.

Todos os santos são pessoas próximas a Jesus, mas algumas estão no seu seio. Tiago foi o primeiro dos doze a morrer por Jesus, e João viveu mais que todos eles, para ser a última testemunha da sua glória. Ele escreveu (João 1.14): “Vimos a sua glória”; e o mesmo fez Pedro (2 Pedro 1.16-18). (Henry, Matthew, Comentário dos Evangelhos)

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.