Mateus - Bíblia de Estudo Online

Em Mateus 11.1 – 6, vemos que os momentos de grande pressão muitas vezes abalam a nossa convicção. Preso e em face da morte, as dúvidas começam a perturbar João Batista.

Ele já não tem tanta certeza de que Jesus seja o Messias. Mas nesse episódio eu vejo a mão e a bondade de Deus com o seu servo.

Quando os discípulos de João Batista relatam ao Senhor sobre sua dúvida, Jesus responde sem grosseria, desprezo, ou julgamento.

Ele reforça a convicção de João Batista dizendo: “Voltem e anunciem a João o que vocês estão ouvindo e vendo” (Mateus 11:4)

A tarefa dos discípulos de João era reatar ao seu mestre tudo o que Jesus Cristo estava operando. Os ensinamentos e os milagres de Jesus são elementos fundamentais para a saúde da nossa fé.

Não servimos a um Deus morto, fruto da nossa imaginação. O Senhor está vivo e reina para sempre. “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e para sempre”. (Hebreus 13.8)

Após apresentar um relato com o objetivo de fortalecer a convicção de João Batista, o Senhor Jesus dá testemunho dele. Declara que João encerra o ciclo dos profetas sendo a figura profética do Elias que haveria de vir, conforme diz a profecia.

Além disso, Jesus diz que dentre os homens nascidos de mulher nenhum deles é maior do que João Batista.

Eu glorifico a Deus por isso!

Não temos um Deus ingrato e mal. Mesmo sabendo que a fé de João Batista estava sendo a açoitada pela dúvida, ao invés de criticá-lo o Senhor o elogia e defende publicamente.

Muitas vezes como seres humanos não valorizamos toda uma trajetória de vida que as pessoas desenvolvem ao nosso redor e preferimos muitas vezes julgá-las por um momento do que pelo todo.

Quanto a isso é importante que observemos o exemplo do Senhor Jesus Cristo que ao invés de colocar o seu servo na forca, preferiu valorizar o seu bom trabalho.

Vemos em Mateus 11:20–24 que muitas cidades e povos recebem testemunho do Evangelho de Jesus e escolhem desprezar a mensagem.

A despeito de tudo o que é operado nela por meio da Palavra de Deus elas permanecem indiferentes, incrédulas e desprezam a mensagem da morte e ressurreição do Senhor.

Vemos neste trecho que o Senhor está atento ao comportamento delas. Cidades corruptas, capitais injustas, centros de pecado, maldade e devassidão serão severamente castigadas pelo Senhor na sua vinda.

Vivemos em mundo profundamente conturbado e sombrio. Pessoas ansiosas, com medo, preocupadas, estressadas, iradas, sobrecarregadas, etc., são uma constante em nossas vidas.

Jesus apresenta a si mesmo como solução. Ele faz o convite: “Venham a mim… e eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28)

Não importa qual o seu problema ou como você está se sentindo. O convite está de pé. Vá até Jesus e troque de fardo com ele. O nosso é pesado mas o dele é leve. Glória a Deus!

Esboço de Mateus 11:

11.1 – 6: João Batista quer saber se Jesus é o Messias

11.7 – 11: Jesus dá testemunho de João Batista

11.12 – 19: João Batista encerra o ciclo dos profetas

11.20 – 24: Jesus denuncia cidades incrédulas

11.25 – 30: O julgo de Jesus Cristo

 

É o Messias?

Muitas pessoas seguem ídolos, filosofias e caminhos diversos que levam a perdição. Em nossos dias até mesmo, muitas das igrejas cristãs, não são saudáveis para congregar.

O ensino delas é corrompido pela ganância, carnalidade e o amor as coisas deste mundo.

João Batista não queria cometer este erro. Quando precisou ter certeza que estava seguindo a pessoa certa, buscou as evidências.

Sigamos o seu exemplo, não vai sair por aí atrás de toda boa pregação, caminho, aparência. Analise as evidências, os frutos, dedique o tempo que for necessário. Fazendo assim você e sua família terá paz.

Jesus dá Testemunho de João Batista

O que as pessoas dizem sobre você? Qual é a sua reputação?

Normalmente o testemunho da maioria reflete o parte do que somos. Contudo, há um testemunho superior ao das pessoas. É o de Deus.

O que ele pensa a seu respeito? É possível saber?

É sim. Ele mesmo diz. Ele disse a todos o que pensava sobre João Batista. Ninguém podia imaginar, na verdade é mesmo surpreendente.

A declaração de Jesus é que João Batista, é o ser humano mais ilustre que esta Terra já viu.

Nossa!

Vale realmente a pena servir ao Senhor de modo dedicado e fiel. Nossa vida não é mais uma, diante dele. Somos monitorados de perto, 24 horas por dias, 7 dias por semana.

João Batista Encerra o Ciclo dos Profetas

Há pessoas que são um verdadeiro divisor de águas. Suas vidas impactam diretamente, sua geração, família, cidade, trabalho, nação, enfim.

João Batista foi uma destas pessoas. O ministério e a revelação de Deus por meio dos profetas, se encerrou nele.

Agora vivemos uma outra realidade, temos o dom da profecia, que é algo diferente. Eu recomendo que você leia meu Estudo Bíblico Sobre os Dons Espirituais, para compreender melhor o que estou dizendo.

De qualquer forma, analisando do ponto de vista ministerial, coloque sua vida nas mãos de Deus e se entregue. Quem sabe sua vida não é um divisor de águas?

Jesus Denuncia Cidades Incrédulas

Jesus cobra de nós uma resposta positiva, em relação a pregação do Evangelho. Quem muito conhece, certamente será muito cobrado.

Vemos isso claramente no exemplo de Corazim e Betsaida. Cidades que ouviram e viram muito da glória de Deus permaneciam incrédulas.

A incredulidade como resposta ao amor de Deus redundará em condenação eterna. Esteja atento a isso, pois não temos todo o tempo do mundo.

O Julgo de Jesus Cristo

A vida na Terra está cada vez mais cansativa. O fardo de ser “gente” é cada vez mais pesado. Contas, trabalho, cobranças, pecado, há uma tonelada sobre a humanidade, as pessoas estão cansadas.

Cristo nos faz um convite salvador, ele nos convida a fazer uma troca. O fardo dele no lugar do nosso. Parece “negócio da China”, bom demais para ser verdade, mas é real.

Ele quer pegar a angústia, a desesperança, dor, rancor, desilusão, incredulidade, ou qualquer outra mazela e nos dar: alegria, esperança, satisfação, cura, fé, alegria de viver e muito mais.

O fardo de Jesus é melhor e mais suave. Além disso ele nos convida a aprender com ele, sobre o que importa e o que não importa.

Portanto, quando o cansaço quiser destruir sua alma, não se desespere, clame ao Senhor.

9 COMENTÁRIOS

  1. A Paz do Senhor irmão!! Condordo na parte que joão so enviou os seus discipulos para que eles não tivessem mais a duvida…Pois o ministerio de João ja teria se acabado….e ele queria que assim como eleseus discipulos passassem a acreditar em Jesus.

  2. Olá, muito boa a sua interpretação. Bem esclarecedora e clara. Mas amado irmão, quando o evangelista Mateus fala sobre João, ele nao se refere somente a João, mas também a todos os seus Discípulos. Se puder corrigir partes desse texto em relação a isso, estará passando o evangelho correto que o Senhor Jesus Cristo nos deixou.

  3. Muito bom e esclarecedor seu estudo, iniciei meu curso de teologia agora e seu estudo me ajudou muito estarei sempre por aqui observando e comentando. Obrigado pelo tempo gasto em suas orientações e compartilhamentos.

  4. Como um enviado por Deus para anuciar a vinda de Seu filho, o qual se manifesta ainda no ventre de sua mãe com a presença de Maria gravida com Jesus em seu ventre, apois de ver e ouvir o espirito de Deus pousar sobre Jesus e ouvir a voz de Deus dizendo que Jesus era o seu filho amado, o encinamento de seu pai Zacarias sobre as profecias, tudo isso me faz crê que João tinha convicção que Jesus era o messias, quando ele manda os seus diciplos procurar Jesus, acredito eu era porque o seu ministerio tinha chegado ao fim e os dicisplo não tinha a certeza de quem era Jesus, no meu entendimento os diciplos de João estava incredulo sobre quem era Jesus então João mande eles perguntar para que eles vejam com os proprios olhos as maravilhas de Jesus

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here