marca_final-01

Mateus 18 Estudo: O Maior No Reino Dos Céus

Em Mateus 18 vemos o quarto grande sermão ministrado pelo Senhor Jesus, deixando claro que Ele é superior a Moisés que escreveu os cinco livros da Lei. Além disso, nesse capítulo, Mateus mostra as instruções de Jesus que são específicas para a igreja, a sua noiva.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O ser humano tem uma tendência natural ao desejo pelo poder. Muitos de nós querem ser grandiosos, estrelas, fenômenos, enfim. Com os discípulos não foi diferente. Eles querem saber o que é preciso fazer para ser o maior no Reino de Deus (Mateus 18.1–6).

A resposta de Jesus é formidável: “Eu lhes asseguro que, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus”.

O Senhor faz advertência severas sobre o cuidado que devemos ter com o pecado. Devemos evitá-lo a todo custo, perder quando for necessário, pois é melhor sofrer o dano aqui na Terra do que no céu.

Contudo, a missão de Jesus Cristo envolve prioritariamente o pecador perdido. Qualquer pessoa que deseja experimentar a misericórdia de Deus e ter um recomeço recebe de Deus o perdão e a oportunidade para fazê-lo (v.v 18.11 – 14).

Jesus ensina aos seus discípulos sobre como eles devem perseverar na construção de bons relacionamentos e evitar, a todo custo inimizades, intrigas e contendas (v.v 18.15 – 17).

Ao passo que eles devem evitar a discórdia a todo custo eles devem ser poderosos na concordância. O Senhor garante a promessa de que tudo o que ligarmos na Terra como igreja será ligado no céu (v.v 18.18 – 22)

Uma Grande Dívida

Jesus encerra o assunto da concordância e do perdão contando sobre o perdão do rei dado a um de seus servos que possuía uma dívida impagável. Nem mesmo a venda de todos os seus bens era suficiente para quitá-la.

O Mestre conta que após a humilhação do servo o rei lhe perdoou. Porém esse servo perdoado tinha um companheiro que lhe devia o equivalente a cem dias de trabalho.

Ele o constrangeu e ameaçou a que lhe pagasse a dívida, foi quando os servos do rei viram o acontecido e contaram a Majestade. Furioso o rei mandou que fosse preso e não saísse até que toda a dívida fosse paga (Mateus 18.23–35)

O que Jesus deseja nos ensinar é que recebemos o maravilhoso perdão de Deus, algo sem igual. Por isso, não temos o direito de negar perdão a ninguém, não importa o motivo.

Mateus 18 e a criança

Na cidade de Cafarnaum, os discípulos fizeram a Jesus uma indagação que sem dúvida vinham meditando entre si: Quem é o maior no reino dos céus? (Mateus 18:1–6).

Os discípulos também estavam antecipando um reino terreno e se perguntando que grandes posições eles teriam.

Em resposta, Jesus pegou uma criança, que não tinha direitos de acordo com a Lei, e colocou-a no meio delas.

Ele disse aos discípulos que uma transformação em seu discernimento era essencial. A grandeza no reino não se baseava em grandes obras ou palavras, senão na simplicidade de um pensamento infantil.

A resposta de Jesus indicou que eles estavam fazendo a indagação errada. Eles deveriam ter se concentrado em servir ao Todo-poderoso, não perguntando sobre posições no reino.

O serviço deles precisava ser voltado aos seres humanos, uma vez que Jesus falou sobre amparar uma criança em Seu nome.

Naqueles dias, pouca atenção era dirigida às crianças, porém Jesus não as ignorou. Na verdade, Ele deu uma observação severa sobre qualquer um que possa colocar uma pedra de tropeço no caminho de um desses pequeninos que creem nele.

Seria melhor para este perverso ter uma grande pedra de moinho pendurada no pescoço e se mergulhar nas profundezas do oceano.

Um indivíduo verdadeiramente simples não se preocupa com posto ou autoridade, porém se preocupa com o serviço diligente, especificamente para com os mais necessitados.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.

});