Bíblia de Estudo Online

Mateus 19 Estudo: Jesus e o Jovem Rico

Mateus 19.1 – 12: O casamento é uma instituição divina. Ao criar Adão e Eva o Senhor Deus estabeleceu o princípio: “os fez homem e mulher” e disse: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne”?

Jesus Cristo concorda que o casamento que têm a benção de Deus é aquele que é feito entre homem e mulher. Um outro ponto muito importante a ser observado é que o casamento constitui uma nova família e o que isso quer dizer?

Na cultura brasileira é muito comum os filhos casarem e continuar na casa dos pais. Isso interfere diretamente na privacidade, na educação dos filhos e no desenvolvimento do casamento.

Não é esta a orientação bíblica. O desejo e a instrução de Deus é que: “o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher”.

O divórcio não é a vontade de Deus para o casamento, todavia há algumas exceções, uma delas é o caso do adultério.

E na minha OPINIÃO o cônjuge que é vítima de abuso físico ou sexual, tem a possibilidade de divorciasse, visto que sua integridade física está sendo comprometida.

O Brasil é recordista mundial de violência doméstica. Algo que não podemos admitir nem encobrir. Devemos lembrar que a vida é mais importante para Deus.

Um exemplo disso é Davi. Ele para salvar a sua vida, comeu os pães da proposição, algo que só era permitido aos sacerdotes, contudo o Senhor Deus não o puniu por isso (Mateus 12.4,7).

Mateus 19.13 – 15: Devemos incentivar as nossas crianças ao conhecimento de Deus, leitura da bíblia e participação na igreja. A vida das crianças é preciosa para Deus não devemos deixa-las distante dos planos de Deus.

Mateus 19.16 – 26: Este jovem aproximou-se de Jesus para saber que tipo de boas obras ele podia praticar, a fim de herdar a vida eterna.

O Senhor lhe respondeu que não há boas obras a serem cumpridas, mas sim mandamentos a ser obedecidos e quais.

A resposta dele ao Senhor é de que já cumpria a todos eles, Jesus Cristo então o desafiou a dar sua riqueza aos pobres. Isso o constrangeu e ele não conseguiu cumprir a exigência porque amava suas riquezas.

Mateus 19.27 – 30: Após ouvir a declaração de Jesus Cristo ao jovem rico, os apóstolos ficaram intrigados já que eles abriram mão de tudo para segui-lo.

Então Pedro perguntou: “Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?”

O Senhor Jesus garante ao seu apóstolo que ele e todos os que abrissem mão de suas vidas e bens por causa do Reino de Deus não ficariam sem recompensas aqui nesta Terra e na era vindoura. (Ver Mateus 18 Estudo)

 

Mateus 19.1 – 12: Jesus dá instruções para o casamento

1 Quando acabou de dizer essas coisas, Jesus saiu da Galiléia e foi para a região da Judéia, no outro lado do Jordão.

2 Grandes multidões o seguiam, e ele as curou ali.

3 Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo?”

4 Ele respondeu: Vocês não leram que, no princípio, o Criador “os fez homem e mulher”

5 e disse: “Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne”?

6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém separe.

7 Perguntaram eles: “Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora?”

8 Jesus respondeu: Moisés permitiu que vocês se divorciassem de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio.

9 Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério.

10 Os discípulos lhe disseram: “Se esta é a situação entre o homem e sua mulher, é melhor não casar”.

11 Jesus respondeu: Nem todos têm condições de aceitar esta palavra; somente aqueles a quem isso é dado.

12 Alguns são eunucos porque nasceram assim; outros foram feitos assim pelos homens; outros ainda se fizeram eunucos por causa do Reino dos céus. Quem puder aceitar isso, aceite.

Mateus 19.13 – 15: Jesus abençoa as crianças

13 Depois trouxeram crianças a Jesus, para que lhes impusesse as mãos e orasse por elas. Mas os discípulos os repreendiam.

14 Então disse Jesus: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas”.

15 Depois de lhes impor as mãos, partiu dali.

Mateus 19.16 – 26: Jesus e o jovem rico

16 Eis que alguém se aproximou de Jesus e lhe perguntou: “Mestre, que farei de bom para ter a vida eterna?”

17 Respondeu-lhe Jesus: “Por que você me pergunta sobre o que é bom? Há somente um que é bom. Se você quer entrar na vida, obedeça aos mandamentos”.

18 “Quais?”, perguntou ele. Jesus respondeu: ““Não matarás, não adulterarás, não furtarás, não darás falso testemunho,

19 honra teu pai e tua mãe” e “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”.

20 Disse-lhe o jovem: “A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda?”

21 Jesus respondeu: “Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois, venha e siga-me”.

22 Ouvindo isso, o jovem afastou-se triste, porque tinha muitas riquezas.

23 Então Jesus disse aos discípulos: Digo-lhes a verdade: Dificilmente um rico entrará no Reino dos céus.

24 E lhes digo ainda: É mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus.

25 Ao ouvirem isso, os discípulos ficaram perplexos e perguntaram: “Neste caso, quem pode ser salvo?”

26 Jesus olhou para eles e respondeu: “Para o homem é impossível, mas para Deus todas as coisas são possíveis”.

Mateus 19.27 – 30: A recompensa de seguir a Jesus

27 Então Pedro lhe respondeu: “Nós deixamos tudo para seguir-te! Que será de nós?”

28 Jesus lhes disse: Digo-lhes a verdade: Por ocasião da regeneração de todas as coisas, quando o Filho do homem se assentar em seu trono glorioso, vocês que me seguiram também se assentarão em doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.

29 E todos os que tiverem deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberão cem vezes mais e herdarão a vida eterna.

30 Contudo, muitos primeiros serão últimos, e muitos últimos serão primeiros.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.