Bíblia de Estudo Online

Mateus 8 Estudo: A Fé do Centurião

Mateus 8.1 – 4: Ao término do Sermão da Montanha, Jesus Cristo desce do monte com os discípulos e a multidão que o seguia.

Neste instante, um leproso, na direção oposta sobe, adora ao Senhor e prostra-se de joelhos aos seus pés suplicando-lhe cura.

O destaque desse encontro, é o fato de o leproso perguntar a Jesus se ele quer curá-lo. Jesus Cristo responde claramente: “Quero. Seja purificado!” Imediatamente ele foi purificado da lepra.

Para saber mais sobre a cura, leia o Estudo Bíblico Sobre a Cura Divina: O Deus da Cura.

Mateus 8.5 – 13: Um centurião romano comandava cerca de 6 a 10 mil homens, ou seja era alguém que entendia o princípio da autoridade. Este centurião demonstra ser um homem piedoso, pois ele pede a Jesus que cure o seu servo enfermo.

O Senhor fica profundamente admirado com a fé do centurião porque ele entende que assim como ele tem autoridade sobre homens Jesus Cristo tem autoridade sobre as questões espirituais.

Então o Senhor diz: “Vá! Como você creu, assim lhe acontecerá!” Na mesma hora o seu servo foi curado.

Ou seja, a forma como ele creu determinou a forma como ele recebeu o milagre.

Mateus 8.14 – 17: Ao entrar na casa da sogra de Pedro o Senhor Jesus percebe que ela está doente. Sua atitude imediata é curá-la.

Após a cura ela levantou-se imediatamente e começou a servi-los. A cura divina, dentre tantas coisas, a cura tem o propósito de nos tornar aptos para o serviço.

Mateus 8.18 – 22: Durante seu ministério muitas pessoas demonstraram interesse de seguir a Jesus Cristo, contudo ele nunca omitiu os desafios do discipulado.

Ser cristão é o estilo de vida mais desafiador que possa existir. É necessário muita renúncia e comprometimento, porém, quem aceita o desafio vê a glória de Deus.

Mateus 8.23 – 27: Os milagres de Jesus Cristo são surpreendentes. Quando os discípulos acharam que já tinham visto tudo, eles testemunham algo fantástico.

No meio da tempestade Jesus acordou e deu ordens aos ventos e ao mar para que se acalmassem, e assim foi. A natureza ouve a voz do seu criador.

A voz de comando de Jesus Cristo ecoa por toda a Terra, não há absolutamente nada impossível para ele.

Mateus 8.28 – 34: Marcos e Lucas mencionam apenas um endemoninhado. As explicações sobre esse fato são as seguintes:

  1. A referência é à quantidade de demônios, e não de homens.
  2. Mateus reúne duas histórias de Marcos, em 1:23 e 5:1, pelo que Marcos teria razão em citar um único personagem.
  3. A ideia mais comum é que um dos dois homens era o mais violento, e que o outro dependia dele, pelo que também Marcos e Lucas mencionaram somente o que mais se destacava.

Alguns estudiosos nem procuram resolver o problema. Se há alguma solução, a terceira interpretação parece a mais razoável. (Ver Mateus 7 Estudo)

 

Versículos Chave:

Mateus 8.2: Jesus cura um leproso

“Um leproso, aproximando-se, adorou-o de joelhos e disse: “Senhor, se quiseres, podes purificar-me!”

Muitos de nós acreditam que não merecem a benção ou ajuda de Deus, é um fato, não merecemos. Mas há um outro grupo. Os que acreditam que Ele não quer.

O leproso que seguiu ao encontro de Jesus tinha essa dúvida, sei que “quiseres, podes purificar-me!”. A resposta de Jesus surpreende a nossa incredulidade: “Quero!”

Deus tem prazer em nos ajudar, abençoar, abrir as portas. O problema é a nossa imaturidade. Queremos dizer quando e como, ele deve agir.

Contudo, não é assim que funciona. Nossa parte é crer, confiar e esperar na bondade de Deus que no tempo certo recebermos o milagre.

Sobretudo, tenha certeza que a decisão do Senhor é o melhor para sua vida. Nós contemplamos apenas parte, sob a nossa perspectiva limitada. Ele contempla o todo.

Mateus 8.10: A fé do Centurião deixa Jesus admirado

“Ao ouvir isso, Jesus admirou-se e disse aos que o seguiam: Digo-lhes a verdade: Não encontrei em Israel ninguém com tamanha fé”.

Dificilmente alguém “surpreende” a Deus, mas acontece. Este homem, que nem judeu era, conseguiu tamanha façanha. Jesus ficou atônito quando viu o quanto ele confiava em Deus.

O próprio Mestre dá testemunho dele diante de todos. Milhares de sermões, livros, e textos foram escritos sobre isso. Por quê?

Porque ele creu até o fim. Experimente fazer o mesmo. Crer até o fim. Ore a Deus pedindo novas revelações de sua graça para sua vida. Que aumente sua compreensão de quem ele é.

Quem sabe você não é o próximo a colocar um grande e belo sorriso no rosto dele.

Mateus 8.15: Jesus cura a sogra de Pedro

“Tomando-a pela mão, a febre a deixou, e ela se levantou e começou a servi-lo”.

Se Jesus Cristo fosse criar um perfil nas redes sociais, hoje em dia, lá apareceria: figura pública. Pois é, depois que começou seu ministério o Senhor Jesus ficou extremamente conhecido.

As pessoas que o viram crescer na pequena Nazaré, mal podiam acreditar que era ele mesmo. Mas era. Jesus a figura pública.

No entanto, isso não alterou em nada sua essência, ele continuou sendo o mesmo companheiro, amigo e pessoa relacionável de sempre.

Fica muito claro isso, quando ele visita a casa de Pedro e percebe que sua sogra está doente. Imediatamente ele a curou. A mulher levantou sadia e começou a servi-los, alegremente.

O Jesus das multidões é o Jesus familiar. Ele cuida dos nossos filhos, mães, sogras, irmãos, enfim.

No Natal, se convidado ele está na ceia. Na páscoa, ou na proclamação da independência também. Não podemos esquecer da praia.

O que quero dizer é que a fama não sobe a cabeça do nosso Deus. Ele não diferencia pessoas “importantes” de pessoas anônimas, para ele todas são preciosas.

Portanto, se você quer ter ele por perto, é só convidar que ele vem.

Mateus 8.20: Os desafios de seguir a Jesus Cristo

“Jesus respondeu: “As raposas têm suas tocas e as aves do céu têm seus ninhos, mas o Filho do homem não tem onde repousar a cabeça””.

Quando as pessoas viram o que Jesus era capaz de fazer, logo elas queriam estar por perto. Segui-lo, desbravar o mundo ao seu lado.

A empolgação diminua quando ele lançava o desafio. É preciso abrir mão, deixar o que for necessário, renunciar. Ai o desânimo batia a porta.

E quais são as garantias?

Eu mesmo nem sei onde vou passar a próxima noite, respondia o Mestre. Não é bem o que esperamos de um Salvador.

“A parte em que ele age como super-herói, tudo bem, mas pobretão? Tô fora!”

Nossa motivação principal em seguir ao Senhor, deve ser o amor e uma visão espiritual saudável. Devemos querer estar perto dele para conhecê-lo, estar perto daquilo que Deus planejou para nossa vida e viver abundantemente.

Mateus 8. 27: Jesus repreende a tempestade

“Os homens ficaram perplexos e perguntaram: “Quem é este que até os ventos e o mar lhe obedecem?”

Com certeza ao longo da sua vida, você deve ter visto muita coisa estranha. Mas alguém dar ordem ao vento e ao mar para que eles fiquem quietos, e ser obedecido, com certeza NÃO!

A atitude dos discípulos é completamente compreensível. “Quem é este?” – perguntaram. Ele é completamente diferenciado.

Ele é aquele que veio para nos dar esperança, neste mundo mal. É aquele que repreende os ventos e as tempestades que querem destruir nossa esperança.

Mateus 8.33: Jesus cura dois endemoninhados em Gadara

“Os que cuidavam dos porcos fugiram, foram à cidade e contaram tudo, inclusive o que acontecera aos endemoninhados”.

Neste capítulo podemos dizer que Jesus “arrasa”! De tudo se vê aqui, só milagres extraordinários. Coisa grande.

Depois que atravessou o “mar”, ele chegou em Gadara e foi direto para os domínios do Diabo. Jesus estava cheio de energia e queria libertar pessoas naquele lugar, começando pelas mais perigosas.

Com poucas palavras milhares de demônios saíram correndo do perímetro. Quando ficou tudo limpo, saiu o Diabo e ficou Deus, o que podemos esperar?

“As pessoas certamente irão trata-lo bem, afinal, ele expulsou quem nos oprimia”.

Mas não foi isso o que aconteceu. As pessoas souberam conviver com o Diabo, mas expulsaram Deus. Para elas o Diabo não causava prejuízo, mas Deus causou então, ele tem que ir embora.

É muito triste pensar que agimos assim. Que o Espírito Santo tenha misericórdia de nós, e nos impeça de agir dessa maneira.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.