Números - Bíblia de Estudo Online

Embora Balaão não tenha tido sucesso em amaldiçoar o povo de Israel, ele evidentemente conseguiu desempenhar um papel em sua sedução pelo culto a Baal em Peor (31:16; Ap 2:14). Quando Israel estava em Sitim, imediatamente a leste do rio Jordão, onde acamparam antes de cruzar o rio (Josué 2:1), os homens israelitas se envolveram em imoralidade sexual com mulheres moabitas (Números 25: 1-9).

Esta era uma parte integral dos ritos cananeus da fertilidade (ver Deuteronômio 23: 7-18; 1 Reis 14:22-24) e era praticada em conexão com os serviços regulares de seus templos (Nm 25:2).

Os aspectos físicos e carnais dessa idolatria tentaram os israelitas e os conduziram à apostasia espiritual da adoração a Baal. Tão séria era essa quebra de aliança, especialmente quando Israel estava no limiar da terra da promessa, que o Senhor ordenou a Moisés que tomasse uma ação séria – todos os culpados envolvidos devem morrer.

Enquanto Moisés estava entregando este veredicto, um homem israelita (Zimri, v. 14) foi descarado o suficiente para trazer uma prostituta midianita (Cosbi, v.15) diretamente para o campo.

Finéias, filho de Eleazar, um sacerdote, ficou tão indignado com este pecado ousado e aberto, que ele pegou uma lança seguiu o israelita em sua tenda e atacou tanto o homem quanto sua parceira.

Isso parou a praga, evidentemente implícita na declaração sobre a ira de Deus (v. 3), mas não antes de 24.000 pessoas morrerem. Esse incidente em Baal-Peor também é mencionado em Deuteronômio 4: 3–4.

Em 1 Coríntios 10:8,Paulo diz que 23.000 pessoas morreram neste incidente, enquanto Números 25:9 tem 24.000. Essa aparente discrepância pode ser explicada pela menção do apóstolo de “um dia”, com o entendimento de que outros 1.000 podem ter morrido em outro dia ou dias. Ou 24.000 podem ter incluído os líderes, enquanto 23.000 não o fizeram. (1)

Esboço de Números 25:

25.1 – 5: O pecado de Israel

25.6 – 15: O zelo de Finéias

25.16 – 18: Punição aos midianitas 

 

Números 25.1 – 5: O pecado de Israel

1 Enquanto Israel estava em Sitim, o povo começou a entregar-se à imoralidade sexual com mulheres moabitas,

2 que os convidavam aos sacrifícios de seus deuses. O povo comia e se prostrava perante esses deuses.

3 Assim Israel se juntou à adoração a Baal-Peor. E a ira do Senhor acendeu-se contra Israel.

4 E o Senhor disse a Moisés: “Prenda todos os chefes desse povo, enforque-os diante do Senhor, à luz do sol, para que o fogo da ira do Senhor se afaste de Israel”.

5 Então Moisés disse aos juízes de Israel: “Cada um de vocês terá que matar aqueles que dentre os seus homens se juntaram à adoração a Baal-Peor”.

Números 25.6 – 15: O zelo de Finéias

6 Um israelita trouxe para casa uma mulher midianita, na presença de Moisés e de toda a comunidade de Israel, que choravam à entrada da Tenda do Encontro.

7 Quando Finéias, filho de Eleazar, neto do sacerdote Arão, viu isso, apanhou uma lança,

8 seguiu o israelita até o interior da tenda e atravessou os dois com a lança; atravessou o corpo do israelita e o da mulher. Então cessou a praga contra os israelitas.

9 Mas os que morreram por causa da praga foram vinte e quatro mil.

10 E o Senhor disse a Moisés:

11 Finéias, filho de Eleazar, neto do sacerdote Arão, desviou a minha ira de sobre os israelitas, pois foi zeloso, com o mesmo zelo que tenho por eles, para que em meu zelo eu não os consumisse.

12 Diga-lhe, pois, que estabeleço com ele a minha aliança de paz.

13 Dele e dos seus descendentes será a aliança do sacerdócio perpétuo, porque ele foi zeloso pelo seu Deus e fez propiciação pelos israelitas.

14 O nome do israelita que foi morto com a midianita era Zinri, filho de Salu, líder de uma família simeonita.

15 E o nome da mulher midianita que morreu era Cosbi, filha de Zur, chefe de um clã midianita.

Números 25.16 – 18: Punição aos midianitas

16 O Senhor disse a Moisés:

17 Tratem os midianitas como inimigos e matem-nos,

18 porque trataram vocês como inimigos quando os enganaram no caso de Peor e de Cosbi, filha de um líder midianita, mulher do povo deles que foi morta pela praga que enviei por causa de Peor.

 

Referências:

Merrill, E. H. (1985). Numbers. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 245–246). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here