Provérbios - Bíblia de Estudo Online

Em Provérbios 19 somos advertidos, entre outras coisas, a ter cuidado com a precipitação no falar. Mais uma vez o sábio chama a nossa atenção para o assunto porque ele considera importante.

Muitas pessoas vivem de falar o que pensam e acabam destruindo a si mesmas e a seus relacionamentos mais próximos.

Nossas palavras devem ser guiadas pela sabedoria da Palavra de Deus. Se o nosso coração estiver cheio dela, nossas palavras serão sempre temperadas com poder para curar, libertar, ensinar, sarar, etc.

Vemos no versículo 4, que as pessoas que tem riquezas, tem muitos amigos. Essa rede de relacionamento, no entanto, não deve nos iludir. Nem todas as pessoas que se aproximam do rico o amam, mas o fazem por causa do ele pode lhes proporcionar.

Devemos ser diligentes e sempre buscar o crescimento em todas as áreas, mas quando isso acontecer e a benção do Senhor lhe enriquecer saiba que é preciso estar atento à quem lhe ama de verdade.

Esboço de Provérbios 19:

19.1 – 7: Melhor a integridade que a tolice

19.8 – 14: Angústias domésticas

19.15 – 29: Verdades da sabedoria 

 

Provérbios 19.1 – 7: Melhor a integridade que a tolice

1 Melhor é o pobre que vive com integridade do que o tolo que fala perversamente.

2 Não é bom ter zelo sem conhecimento, nem ser precipitado e perder o caminho.

3 É a insensatez do homem que arruína a sua vida, mas o seu coração se ira contra o Senhor.

4 A riqueza traz muitos amigos, mas até o amigo do pobre o abandona.

5 A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras não sairá livre.

6 Muitos adulam o governante, e todos são amigos de quem dá presentes.

7 O pobre é desprezado por todos os seus parentes, quanto mais por seus amigos! Embora os procure, para pedir-lhes ajuda, não os encontra em lugar nenhum.

Provérbios 19.8 – 14: Angústias domésticas

8 Quem obtém sabedoria ama-se a si mesmo; quem acalenta o entendimento prospera.

9 A testemunha falsa não ficará sem castigo, e aquele que despeja mentiras perecerá.

10 Não fica bem o tolo viver no luxo; quanto pior é o servo dominar príncipes!

11 A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas.

12 A ira do rei é como o rugido do leão, mas a sua bondade é como o orvalho sobre a relva.

13 O filho tolo é a ruína de seu pai, e a esposa briguenta é como uma goteira constante.

14 Casas e riquezas herdam-se dos pais, mas a esposa prudente vem do Senhor.

Provérbios 19.15 – 29: Verdades da sabedoria

15 A preguiça leva ao sono profundo, e o preguiçoso passa fome.

16 Quem obedece aos mandamentos preserva a sua vida, mas quem despreza os seus caminhos morrerá.

17 Quem trata bem os pobres empresta ao Senhor, e ele o recompensará.

18 Discipline seu filho, pois nisso há esperança; não queira a morte dele.

19 O homem de gênio difícil precisa do castigo; se você o poupar, terá que poupá-lo de novo.

20 Ouça conselhos e aceite instruções, e acabará sendo sábio.

21 Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor.

22 O que se deseja ver num homem é amor perene; melhor é ser pobre do que mentiroso.

23 O temor do Senhor conduz à vida: quem o teme pode descansar em paz, livre de problemas.

24 O preguiçoso põe a mão no prato, e não se dá ao trabalho de levá-la à boca!

25 Açoite o zombador, e os inexperientes aprenderão a prudência; repreenda o homem de discernimento, e ele obterá conhecimento.

26 O filho que rouba o pai e expulsa a mãe é causador de vergonha e desonra.

27 Se você parar de ouvir a instrução, meu filho, irá afastar-se das palavras que dão conhecimento.

28 A testemunha corrupta zomba da justiça, e a boca dos ímpios tem fome de iniquidade.

29 Os castigos estão preparados para os zombadores, e os açoites para as costas dos tolos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here