Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Salmos 117 Estudo: Amor Eterno

No Salmos 117, o Salmista compõe um hino curto, mas extremamente profundo. A proposta é que todas as nações louvem ao Senhor. O motivo para isto, é o imenso é o seu a”mor leal” do Senhor por nós. O amor de Deus por nós é grande, profundo e eterno.

Não há como mensurar o quanto este amor é profundo e dedicado. É tão forte, que o apóstolo Paulo chega a dizer: “Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas?” (Romanos 8:32)

A demonstração do amor de Deus vai além do que podemos sentir ou imaginar. Por isso, devemos nos entregar a Ele de maneira completa e livre.

Esse salmo é curto e doce; duvido que o motivo por que o entoamos com tanta frequência como o fazemos seja por sua brevidade.

Mas, se o compreendermos e o considerarmos corretamente, deveríamos entoá-lo com mais frequência por sua doçura, especial para nós, gentios pecadores, sobre quem o salmo lança uma vista muito favorável.

Aqui temos um chamado solene para todas as nações para que adorem a Deus (v. 1). A sugestão do assunto apropriado para o louvor (v. 2).

Na verdade, logo nos cansamos do êxito, ao cantar esse salmo, se não mantivermos os afetos piedosos e devotos com os quais o sacrifício espiritual de louvor deve ser incitado e mantido aceso.

Há uma boa porção de evangelho nesse salmo. O apóstolo forneceu-nos uma chave para a compreensão dele quando o citou como prova de que o evangelho devia ser pregado para as nações gentias, e acolhido por elas, o que ainda era uma enorme pedra de tropeço para os judeus.

Por que esse fato deveria ofendê-los quando se afirma isso, e eles mesmos entoavam esse salmo com tanta frequência, louvai ao Senhor, todas as nações; louvai-o, todos os povos.

Alguns escritores judeus confessam que esse salmo se refere ao Reino do Messias; além disso, um deles é de opinião que o salmo consiste de dois versículos para indicar que Deus, nos dias do Messias, será glorificado por dois tipos de povos.

Pelos judeus, de acordo com a lei de Moisés, e pelos gentios, de acordo com os sete preceitos dos filhos de Noé, que ainda formariam uma igreja, como esses dois versículos formam um salmo.  (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Salmos 117.1,2: Amor eterno

1 Louvem o Senhor, todas as nações; exaltem-no, todos os povos!

2 Porque imenso é o seu amor leal por nós, e a fidelidade do Senhor dura para sempre. Aleluia!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.