Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Salmos 123 Estudo: Cansados da Zombaria

No Salmos 123, o Salmista descreve sua angústia, causada pela humilhação daqueles que lhe oprimem. Este salmo foi escrito, provavelmente, durante o período do cativeiro. Daí a linguagem mais “serviçal” estar empregada.

Contudo, devemos ficar mais atentos a lição. O Salmos 123 nos ensina a depender de Deus. A esperar dele, de suas mãos a nossa provisão e socorro.

Deus é poderoso para suprir nossas necessidades e cumprir o desejo do nosso coração. Ele é capaz de mudar e restaurar a nossa sorte. A situação de desprezo, vergonha e dor não precisa persistir para “sempre” em nossas vidas.

Podemos clamar a Deus, dizer a ele que estamos cansados da zombaria e confessar que esperamos e confiamos em sua salvação.

Esse salmo foi escrito em uma época em que a igreja de Deus fora derrubada e maltratada, alguns acham que foi quando os judeus estavam cativos na Babilônia, embora essa não tenha sido a única vez em que foram insultados pelos soberbos.

O salmista começa como se falasse só consigo mesmo (v. 1), mas logo fala em nome da igreja. Aqui temos a expectativa deles de misericórdia de Deus (v.v. 1.2). O pedido deles a Deus por misericórdia (v.v. 3,4).

Ao cantar esse salmo devemos elevar os olhos para o favor de Deus com santa preocupação e, depois, baixar os olhos para a reprovação dos homens com santo desdém.

A solene confissão de fé e de esperança em Deus que o povo de Deus fez (v.v. 1,2). Observe o título dado a Deus aqui: Para ti que habitas nos céus. Nosso Senhor Jesus, na oração, ensinou-nos a ter o olho voltado para Deus como o Pai nosso, que estás nos céus.

Não que Ele esteja confinado lá, mas é especialmente lá que Ele manifesta sua glória, como Rei em sua corte. O céu é um lugar de perspectiva e de poder. Ele que habita lá, dali, detém toda calamidade de seu povo e envia dali alguém ou o que for necessário para salvá-los.

As vezes, parece que Deus abandonou a terra, e os inimigos do povo de Deus perguntam: onde está o seu Deus?

Todavia, eles podem responder com conforto: o nosso Deus está nos céus. Aquele que habita nos céus, assenta-se lá como Juiz; pois o Senhor tem estabelecido o seu trono nos céus, e para esse trono a inocência ofendida pode apelar. (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Esboço de Salmos 123:

Salmos 123.1,2: Como servos e servas

Salmos 123.3,4: Cansados da zombaria

 

Salmos 123.1,2: Como servos e servas

1 A ti levanto os meus olhos, a ti, que ocupas o teu trono nos céus.

2 Assim como os olhos dos servos estão atentos à mão de seu senhor, e como os olhos das servas estão atentos à mão de sua senhora, também os nossos olhos estão atentos ao Senhor, ao nosso Deus, esperando que ele tenha misericórdia de nós.

Salmos 123.3,4: Cansados de zombaria

3 Misericórdia, Senhor! Tem misericórdia de nós! Já estamos cansados de tanto desprezo.

4 Estamos cansados de tanta zombaria dos orgulhosos e do desprezo dos arrogantes.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});