Salmos - Bíblia de Estudo Online

O salmista encorajou Israel a testificar (deixe Israel dizer; cf. 124: 1) que os iníquos que continuaram a oprimi-los desde o princípio não tinham sido vitoriosos (Salmos 129:1–2).

As imagens de sulcos arados descrevem o sofrimento extremo que os inimigos infligiram a Israel (v. 3). É como se tivessem arado longos sulcos nas costas.

A libertação de tal sofrimento é atribuída ao justo Senhor (v. 4). Ele os soltou. Talvez a figura do verso 3 continue aqui: Deus pode ter quebrado o arreio do lavrador para que a lavra não pudesse continuar. Ou a palavra cordas no versículo 4 pode simplesmente se referir à subjugação (cf. 2: 3).

Esboço de Salmos 129:

129.1 – 3: Opressão desde a juventude

129.4 – 8:O Senhor é justo

 

Salmos 129.1 – 3: Opressão desde a juventude

1 Muitas vezes me oprimiram desde a minha juventude; que Israel o repita:

2 Muitas vezes me oprimiram desde a minha juventude, mas jamais conseguiram vencer-me.

3 Passaram o arado em minhas costas e fizeram longos sulcos.

Salmos 129.4 – 8:O Senhor é justo

4 O Senhor é justo! Ele libertou-me das algemas dos ímpios.

5 Retrocedam envergonhados todos os que odeiam Sião.

6 Sejam como o capim do terraço, que seca antes de crescer,

7 que não enche as mãos do ceifeiro nem os braços daquele que faz os fardos.

8 E que ninguém que passa diga: “Seja sobre vocês a bênção do Senhor; nós os abençoamos em nome do Senhor!”

 

Referências:

Ross, A. P. (1985). Psalms. In J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), The Bible Knowledge Commentary: An Exposition of the Scriptures (Vol. 1, p. 886). Wheaton, IL: Victor Books.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here