Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Salmos 148 Estudo: Louvem Desde os Céus

No Salmos 148, o Salmista faz o convite a toda criação, para que louve ao Senhor. Ele continua com a mesma exortação do Salmos 147, porém o convite se torna mais amplo. Ele começa convidando todos os seres celestes, desde os anjos até as estrelas, todos devem louvar ao Senhor.

Após isso, ele convida a todos que vivem na Terra, desde animais até seres humanos. Até mesmo as autoridades: reis, governadores e juízes são exortados.

Todos os seres viventes devem louvar ao Senhor. Ele é o criador de todas as coisas, somos obra de suas mãos e Ele nos ama profundamente.

Esse salmo é o mais solene e veemente chamado para que todas as criaturas, de acordo com sua capacidade, louvem a seu Criador e anunciem seu poder eterno e divindade, as coisas invisíveis que são manifestadas nas coisas visíveis.

Com isso, o salmista pretende expressar seu grande afeto à obrigação de louvar; ele está muitíssimo satisfeito com o fato de Deus ser louvado, está muito desejoso que Ele seja louvado mais.

Por isso, faz tudo que pode para envolver todos a sua volta nesse trabalho prazeroso, sim, e todos que vierem depois dele, cujo coração é muito apático e frio se não for levantado e engrandecido no louvor a Deus, por meio dos elevados voos da poesia divina que encontramos nesse salmo.

Ele recorre a mais alta casa, às criaturas que são postas no mundo de cima, para louvar ao Senhor, estes são seres intelectuais e capazes de fazer isso ativamente (v.v.1,2); e os que não o são e, por isso só são capazes de fazer isso objetivamente (v.v. 3-6).

Ele recorre à casa mais baixa, às criaturas do mundo mais baixo, e estas só podem ministrar assuntos de louvor (v.v. 7-10) e os que, sendo dotados de razão, são capazes de oferecer esse sacrifício (w. 11-13).

Especialmente seu próprio povo, que tem mais motivo para louvar, e está mais preocupado em fazer isso que todos os outros (v. 14). (Henry, Matthew, Comentário dos Livros Poéticos)

Esboço de Salmos 148:

Salmos 148.1 – 6: Louvem desde os céus

Salmos 148.7 – 10: Vocês que estão na Terra

Salmos 148.11 – 14: Reis da Terra e nações

 

Salmos 148.1 – 6: Louvem desde os céus

1 Aleluia! Louvem o Senhor desde os céus, louvem-no nas alturas!

2 Louvem-no todos os seus anjos, louvem-no todos os seus exércitos celestiais.

3 Louvem-no sol e lua, louvem-no todas as estrelas cintilantes.

4 Louvem-no os mais altos céus e as águas acima do firmamento.

5 Louvem todos eles o nome do Senhor, pois ordenou, e eles foram criados.

6 Ele os estabeleceu em seus lugares para todo o sempre; deu-lhes um decreto que jamais mudará.

Salmos 148.7 – 10: Vocês que estão na Terra

7 Louvem o Senhor, vocês que estão na terra, serpentes marinhas e todas as profundezas,

8 relâmpagos e granizo, neve e neblina, vendavais que cumprem o que ele determina,

9 todas as montanhas e colinas, árvores frutíferas e todos os cedros,

10 todos os animais selvagens e os rebanhos domésticos, todos os demais seres vivos e as aves,

Salmos 148.11 – 14: Reis da Terra e nações

11 reis da terra e todas as nações, todos os governantes e juízes da terra,

12 moços e moças, velhos e crianças.

13 Louvem todos o nome do Senhor, pois somente o seu nome é exaltado; a sua majestade está acima da terra e dos céus.

14 Ele concedeu poder ao seu povo, e recebeu louvor de todos os seus fiéis, dos israelitas, povo a quem ele tanto ama. Aleluia!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});