No Salmos 29, o Salmista Davi nos convida a atribuir ao Senhor Deus, glória e força. É muito provável que ele tenha escrito este salmo durante uma tempestade.

Isso nos mostra a sensibilidade de Davi para perceber as obras de Deus em elementos cotidianos. Ele compara o trovão a voz do Senhor, e a chama de poderosa.

Ele observa os desastres causados pela força dos trovões, da água e do vento e glorifica a Deus. Atribui a Ele todos estes feitos e fica maravilhado com sua grandeza.

Por fim, quando a tempestade se acalma ele diz: “O Senhor dá força ao seu povo; o Senhor dá a seu povo a bênção da paz”.

Durante as tempestades da vida, podemos contemplar a grandeza de Deus e ter a certeza de que não viveremos em tribulações, em algum momento ela vai passar.

Esboço de Salmos 28:

29.1,2: Glória e força

29.3 – 9: A Voz do Senhor

29.10,11: A bênção da paz

 

Salmos 29.1,2: Glória e força

1 Atribuam ao Senhor, ó seres celestiais, atribuam ao Senhor glória e força.

2 Atribuam ao Senhor a glória que o seu nome merece; adorem o Senhor no esplendor do seu santuário

Salmos 29.3 – 9: A Voz do Senhor

3 A voz do Senhor ressoa sobre as águas; o Deus da glória troveja, o Senhor troveja sobre as muitas águas.

4 A voz do Senhor é poderosa; a voz do Senhor é majestosa.

5 A voz do Senhor quebra os cedros; o Senhor despedaça os cedros do Líbano.

6 Ele faz o Líbano saltar como bezerro, o Siriom como novilho selvagem.

7 A voz do Senhor corta os céus com raios flamejantes.

8 A voz do Senhor faz tremer o deserto; o Senhor faz tremer o deserto de Cades.

9 A voz do Senhor retorce os carvalhos e despe as florestas. E no seu templo todos clamam: “Glória!”

Salmos 29.10,11: A bênção da paz

10 O Senhor assentou-se soberano sobre o Dilúvio; o Senhor reina soberano para sempre.

11 O Senhor dá força ao seu povo; o Senhor dá a seu povo a bênção da paz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here