Bíblia de Estudo Online Diego Nascimento

Tiago 2 Estudo: A Fé é Confirmada Pelas Obras

Em Tiago 2, há uma ênfase muito forte a relação entre a fé e as obras. Tiago começa falando sobre a discriminação entre o rico e o pobre. E apresenta a maneira como deve ser tratada.

A misericórdia deve sempre guiar os nossos relacionamentos. Por isso, nossos julgamentos e decisões devem ser influenciados por ela.

Tiago discorre de forma contundente sobre a importância de uma fé cristã confirmada pelo comportamento, ou pelas obras. Ele não vê sentido em um cristão que não apresenta no seu dia-a-dia, traços de generosidade, compaixão e amor.

 

Esboço de Tiago 2:

Tiago 2.1 – 9: A discriminação e a parcialidade

Tiago 2.10 – 13: Misericórdia e juízo

Tiago 2.14 – 19: A fé sem obras é morta

Tiago 2.20 – 26: A importante relação entre fé e obras

 

A Fé Que Não Salva

“De que adianta, meus irmãos, alguém dizer que tem fé, se não tem obras? Acaso a fé pode salvá-lo? Se um irmão ou irmã estiver necessitando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: “Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se”, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? (Tiago 2:14-16)

A fé que não salva na verdade não nos traz proveito algum; uma mera profissão de fé pode às vezes parecer proveitosa, para obter a boa opinião dos que são verdadeiramente bons, e pode em alguns casos produzir coisas boas aos olhos do mundo.

Mas que proveito trará, se alguém ganhar o mundo e perder a sua alma? Que aproveita? Porventura, a fé pode salvá-lo?

Todas as coisas devem ser consideradas proveitosas ou não proveitosas para nós na medida em que tendem a promover ou atrapalhar a salvação da nossa alma.

E, acima de todas as coisas, devemos cuidar para fazer tal balanço da fé como algo que não tem proveito se não salva, mas agrava nossa condenação e destruição no final.

Um homem ter fé, e ele dizer que tem fé, são duas coisas diferentes; o apóstolo não diz: Se um homem tem fé sem obras, pois isso não é um caso presumível.

A ideia central dessa parte das Escrituras é mostrar claramente que uma opinião, ou especulação, ou consentimento, sem obras, não é fé. Mas a questão é colocada desta forma: Se alguém disser que tem fé etc.

Os homens são capazes de se orgulhar de algo a outros, e serem em si mesmos presunçosos de algo de que na verdade estão destituídos.

Amor Operante

Somos ensinados que assim como o amor ou a caridade são princípios operantes, assim é a fé, e que nenhum desses aspectos prestaria para qualquer coisa se não fosse assim.

E, ao tentar ver com que se parece uma pessoa que simula que é muito caridosa, mas que nunca faz nenhuma obra de caridade, você pode julgar que sentido há em alguém simular que tem fé sem os frutos necessários e apropriados dela:

“E, se o irmão ou a irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e lhes não derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito virá daí?” (Tiago 2.15-17).

O que essa caridade, que consiste em meras palavras, vai aproveitar a vocês ou aos pobres? Vocês querem aparecer diante de Deus com essas demonstrações de caridade vazias?

Vocês podem também simular que o seu amor e caridade vão passar no teste sem atos de misericórdia assim como pensam que uma profissão de fé vai defendê-los diante de Deus, mesmo não tendo obras de piedade e obediência. “Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma” (Tiago 2.17).

ATENÇÃO!

Somos propensos demais a descansar numa mera profissão de fé, e a pensar que isso vai nos salvar; é religião leviana e barata dizer: “Cremos nos artigos da fé cristã”. Mas é uma grande ilusão imaginar que é suficiente para nos levar ao céu.

Os que argumentam dessa forma fazem injustiça a Deus, e fraudam a sua própria alma. Uma fé cómica é tão odiosa quanto a caridade cómica, e ambas mostram um coração que está morto para a verdadeira piedade.

Você pode ter tanto prazer em um corpo morto, no vazio da alma, dos sentidos ou de ações, quanto Deus tem prazer em uma fé morta, em que não há obras. (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Rosana de Jesus Delfim da Silva disse:

    Muito bom é o livro que estou estudando no o momento é maravilhoso que Deus continue abençoando

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.