A primeira coisa que precisamos saber sobre a consagração: é ato pelo qual alguém ou algo é separado para Deus e a seu serviço (Êxodo 13:2; 28:3,38).

Se você deseja consagrar algo a Deus, é muito importante que você conheça alguns dos princípios que envolvem o tema, sendo assim lhe convido a ler o estudo até o final.

1. Lugares e Objetos – Mateus 21:13 

A consagração de lugares e objetos pode ser vista em diversos lugares na Bíblia, mas para este texto vou utilizar a referência de Mateus 21:13.

A Casa de Deus é um lugar consagrado ao Senhor, consequentemente os objetos que lá estão consagrados a Deus. A quem diga o Templo não tem valor nenhum, pelo fato de Deus habitar dentro de nós.

Em Mateus 21:13 vemos qual é a atitude do Senhor Jesus com relação ao Templo, é uma atitude zelo, amor e reverência – a minha casa é chamada Casa de Oração, mas vocês estão transformando ela em um covil de ladrões –  ou seja o Templo e os objetos consagrados a Deus devem ser santificados e cuidados.

Não podemos fazer o que quiser dentro da casa de Deus, com o dinheiro que é consagrado ao Senhor, não podemos estimular as pessoas a ofertar a Deus com interesses próprios, transformando o que é sagrado a Deus em algo profano.

2. O arrependimento é o primeiro ato – Atos 2:38

Em Atos 2:38 vemos que o arrependimento deve ser a primeira atitude de consagração pessoal a Deus. Vamos lembrar que consagração é algo ou alguém que é separado para Deus ou para o seu serviço, então quando você deseja separar sua vida para o serviço a Deus o primeiro ato que deve fazer parte desse desejo é o arrependimento.

A conversão é algo determinante para a consagração. Quando os ouvintes perguntaram a Pedro o que deviam fazer para ser salvos, ele respondeu que deviam arrepender-se. Não há consagração a Deus sem arrependimento, sem conversão sincera. 

3. Esperar a direção de Deus – 1 Samuel 22:3

Davi é um homem que me inspira muito em muitas coisas, mas principalmente, sobre o esperar em Deus, sobre o viver uma vida segundo a direção de Deus e isso fica muito evidente em 1 Samuel 22:31.

A perseguição implacável de Saul fez com que ele não tivesse segurança em lugar algum. Então Davi deixa seus pais com o rei de Moabe,  e segundo a sua permissão ele deixa seus pais em Moabe, até que Deus lhe revele qual caminho seguir.

Eu e você precisamos seguir a direção de Deus. Viver segundo a direção de Deus é um ato de consagração, um ato de submissão. Ao aguardar pela instrução do Senhor você está revelando o desejo viver a melhor versão da vida que o Senhor tem preparado.

É claro que o Senhor Deus só fará isso se submetermos essa área da vida a Ele. Porque temos o poder de escolha para viver aquilo que acharmos que é o melhor, é só observar o exemplo de Adão e Eva no Éden.

Deus nos trata como filhos e com bondade permite que sejamos livres para escolher, contudo, sempre nos aconselha a escolher a vida e não a morte, escolher a benção e não a maldição.

Tome decisões importantes apenas segundo a direção de Deus, ouça o Espírito Santo e suas inclinações para que tenha uma viva extraordinária. 

4. Nossas famílias – Josué 24:15

Em Quarto e último lugar a consagração das nossas famílias Josué veja o que está escrito em Josué 24:15

Josué tem uma postura muito madura com relação a posicionamento e responsabilidade pessoal. Bem diferente da postura de Moisés, que desejava tanto que o povo entrasse em Canaã que acabou ficando fora.

Josué não tem essa postura e eu aprendo muito com ele, nesse ponto. Em Josué 24:15, ele reúne todo o povo e lhes deixa conscientes de que sua missão está cumprida.

Parafraseando, Josué lhe diz – já estamos em Canaã, minha missão era trazer vocês a até aqui e eu trouxe, mas saibam de uma coisa: se vocês não querem servir a Deus eu e minha casa serviremos ao Senhor.

A postura desse homem de Deus me inspira muito, em muitos aspectos, porque fazemos parte de uma sociedade onde as pessoas vivem muito para agradar as outras e Josué me ensina que eu não preciso fazer isso, não preciso viver para satisfazer o ego dos outros.

Preciso viver para satisfazer a Deus, não importa se os meus posicionamentos irão ferir as convicções da sociedade atual, o sistema, a mídia, o marketing, é tudo indiferente, desde que eu deixe Deus feliz.

Essa é a atitude de Josué com relação a sua família e a atitude que eu e você devemos ter em relação as nossas. Por que tantos filhos de crentes não estão servindo a Deus? Por que tantos maridos e tantas mulheres estão abandonando a Deus? Por que tantas famílias que começaram servindo a Deus não servem mais?

Porque faltou esse posicionamento, essa dedicação. Começaram a fazer concessão, abrir espaço para ídolos, para satisfazer pessoas, parentes e amigos, com isso os ídolos foram entrando e infectando a família.

Josué me ensina que se eu desejo ter uma família consagrada primeiro preciso querer isso, segundo ele não consultou os outros membros da família mas garantiu, como um sacerdote determinado que seguiriam sua liderança. Terceiro, Josué me ensina que o posicionamento deve começar em mim, preciso ser uma inspiração para meu filho Nicolas servir e amar a Deus.

Porque e eu falhar nessa área, dificilmente ele terá interesse por Deus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here