Você já deve ter se deparado com a palavra lascívia, na Bíblia. Mas é possível que não tenha entendido muito o significado dela, visto que não é um termo comum nos nossos dias.

Nesse estudo, vou apresentar a você cinco características da lascívia que precisamos conhecer. Ela é perigosa e devemos nos manter distantes. E, para nos manter distante precisamos conhecê-la. 

A primeira coisa que precisamos conhecer em relação a lascívia é o seu significado. De acordo com o dicionário do Novo Testamento Grego é: “Vida dissoluta; procedimento escandaloso contra a decência pública, como palavras vis, movimentos corpóreos indecentes; gestos familiares sexuais entre homens e mulheres. 

Ou seja, a lascívia é um comportamento impuro que está relacionado a sexualidade impura, gestos pornográficos e indecentes, palavrões.

1. Uma das obras da carne

A primeira característica da lascívia é que ela é uma das obras da carne como está escrito em Gálatas 5:19.

É um comportamento natural ao ser humano longe de Deus. É uma das obras da carne que é muito praticada, principalmente nos nossos dias, na nação brasileira que é tão cercada de coisas que deturpam a sexualidade. 

Podemos ver isso claramente no carnaval, na parada gay e em tantas manifestações públicas. Palavrões, insultos e gestos pornográficos, enfim, todas essas coisas são muito naturais ao ser humano porque é uma das obras da carne.

2. Marca uma vida longe de Deus

A segunda característica da lascívia é, que ela marca uma vida longe de Deus, conforme 1 Tessalonicenses 4:5. O que Paulo está aconselhando aos tessalonicenses é que eles devem viver uma vida santificada e não lasciva, não na concupiscência da carne como estão aqueles que vivem longe de Deus. 

A lascívia é uma marca muito presente na vida das pessoas que não conhecem a Deus e não tem relacionamento com Ele. Elas acham isso normal. O simples fato de eu estar falando sobre isso, para a maioria dos descrentes é algo completamente sem sentido.

Porque palavrão no Brasil é moda!

Gestos indecentes são “bonitos”.

Minha esposa Carol é muito indignada com isso. Ela é professora, e os adolescentes de 11 anos até a 3º Série do ensino médio, são em sua maioria de uma boca muito “suja”, de um comportamento muito lascivo.

Então, as nossas crianças, nossos adolescentes, jovens e adultos tem desenvolvido uma boca muito suja, pelo palavrão, pela lascívia, pela agressividade, com palavras que machucam.

E tudo isso é fruto de uma vida longe de Deus!

Quem vive longe de Deus tem uma vida marcada pela lascívia.

E, eu era um dos tais. Era extremamente lascivo, quando vivia longe de Deus. Minha boca era “podre”. Quem me vê hoje não faz nem ideia de quanto palavrão eu falava.

Eu era um desses adolescentes que minha esposa Carol tem tanta aversão, que falava palavrão, era muito desbocado.

Eu era assim, mas, a graça de Deus me alcançou e me tornou o que sou. Aprouve a Deus revelar Seu Filho em mim e sou muito grato por isso.

3. A lascívia se aloja no coração

A terceira verdade sobre a lascívia é que ela se aloja no coração, como afirma Marcos 7:21-22, ela encontra morada no coração do ser humano.

Já vimos que como obra da carne, é algo natural a quem vive longe de Deus e o alojamento dela são os nossos desejos.

A partir do coração ela afeta e contamina todas as inclinações do ser humano. Você já percebeu quantas pessoas tem “segundas intenções” no Brasil? Das pessoas que nos cercam?

Eu vou contar um testemunho.

Estava com Carol e Nicolas no supermercado e era coisa muito rápida. Carol iria comprar apenas algumas poucas coisas e disse: “Amor fica aí na fila.”

As filas estavam um pouco grandes e uma delas tinha um senhor. Daí, perguntei a ele: “O senhor é o último?”. Ele disse que era, então eu disse: “Estou atrás do senhor.” 

Nesse momento, esse homem se transformou de um jeito que eu fiquei assustado. “Atrás de mim o quê rapaz!”.

Depois de toda a situação eu acho que ele percebeu no meu rosto, que eu fiquei espantado sem entender o que era que ele tava querendo dizer. 

E, por fim eu entendi que ele estava achando que eu estava com segundas intenções.

Isso é um comportamento lascivo!

Quando você é contaminado pela lascívia, acha que todo mundo tá com intenção impura na mente em relação a você. Isso acontece porque ela se aloja no coração e contamina todo o comportamento do ser humano.

4. Precisa ser tratada com disciplina

A quarta verdade sobre a lascívia é que ela precisa ser tratada com disciplina conforme lemos em 1 Coríntios 5:1-2. Aqui, ela chegou ao extremo, em que o filho teve relações sexuais com sua madrasta.

Diante disso, a ordem de Paulo, com a aprovação do Senhor Jesus, é que ele fosse excomungado, expulso da comunhão da igreja, porque seu comportamento lascivo alcançou níveis altíssimos. 

A lascívia precisa ser tratada com disciplina, principalmente, porque ela é muito contagiosa e tem o poder de denegrir a autoridade e a honra da igreja. E, isso não pode ser permitido e aceito.

A honra e a pureza na igreja precisam ser mantidas e isso se faz com disciplina. Foi exatamente isso que Paulo recomendou em relação à igreja de Coríntios.

O culpado de tal ato deveria ser expulso da comunhão, para que a honra da igreja fosse mantida e que ele pela provação do corpo, talvez seja salvo pelo Senhor Jesus.

Devemos aplicar a disciplina com amor, perdão, mas também com severidade para que ela não se espalhe e contamine o corpo de Cristo.

5. Foi o que destruiu Sansão

Em quinto lugar foi a lascívia que destruiu Sansão como lemos em Juízes 16:11. Sansão era um homem nazireu, ungido, que foi levantado por Deus para aplicar juízo aos filisteus. 

Sansão era um “Superman” de verdade.

Todos os outros homens e mulheres que Deus levantou, contaram com a intervenção sobrenatural ou com estratégias sobrenaturais, para que vencessem suas batalhas.

Mas no caso de Sansão, não!

Ele tinha uma super força mesmo e era extremamente habilidoso para a batalha. Porém, era lascivo. Tinha uma queda muito grande por mulheres que não temiam ao Senhor.

Mulheres de outras nações e até mesmo prostitutas.

Sansão ele era um homem lascivo, muito impuro na área da sexualidade. E esse comportamento não era permitido a ele. Por ser israelita e nazireu, deveria ser um homem consagrado, deveria ter se casado com uma mulher de Israel e guardado a sua pureza.

Se fosse assim ele teria sido um dos grandes nomes do Povo de Deus, mas, como era um homem lascivo, foi exatamente o oposto: se tornou uma das maiores frustrações, se transformou em uma das maiores decepções ministeriais da Bíblia.

Sansão é alguém com quem nós devemos aprender e nos manter puros, longe da lascívia. Porque ela é perniciosa e tem um poder de destruir famílias, lares ministérios, casamentos, profissões.

Enfim, a lascívia é algo realmente muito perigoso. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here