marca_final-01

Como a ORAÇÃO E A PAZ estão ligadas?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Estamos vivendo dias muito turbulentos, onde até mesmo os cristãos estão cheio de muitas pressões, preocupações e dificuldades. Nesse sentido, vamos aprender como a oração e a paz estão ligadas e podem nos ajudar em um contexto tão desfavorável.

 

1. A paz deve ser o juiz (Colossenses 3.15) 

A paz deve ser determinante sobre a minha vida e sobre a sua vida. Não deve ser algo aleatório, que aparece uma vez ou outra. A paz deve ser o árbitro, deve ser o juiz. 

Esses dias li uma frase que me marcou muito: “se custou a minha paz já custou caro demais”. Ou seja,  a sua vida e a minha vida deve ser baseada na paz que excede todo entendimento. 

O Senhor Jesus nos dá Sua paz, contudo muitos de nós, cristãos,  estão vivendo dominados pelo medo, pelas preocupações, pelos ressentimentos e pela culpa ao invés de ter a paz como juiz e árbitro em seu coração, quem está sendo o árbitro em seu coração: é o medo, a angústia, a preocupação, a insegurança da vida. 

Mas a promessa, na verdade o mandamento é que a paz seja o juiz. Sendo assim, o seu coração e o meu coração deve ser dominado pela paz. 

A palavra que Paulo utiliza, em Colossenses 3:15 é juiz, árbitro: aquele que determina. 

Um dos homens de Deus que mais marcou a história da igreja é George Miller e uma das frases dele que marca muito a minha vida é: 

“Minha principal ajuda á oração” (George Muller) 

George Muller é um homem de Deus que teve sua história marcada por causa daquilo que o Senhor Deus fez na sua vida através do Poder da Oração. 

George Muller não tinha recurso, não era rico, não tinha apoio das pessoas ao seu redor, ou uma família rica. Mas, ele tinha a oração! 

2. Fomos chamados para a paz ( Colossenses 3:15) 

Deus nos chamou para viver em paz. Nós não fomos chamados para viver em guerra, em confusão, para viver com medo de tudo. Não! 

O desejo de Deus para sua vida e para minha vida é a paz. Eu e você deveríamos realmente resistir às tentações do medo, as tentações da insegurança. Deveríamos realmente lutar contra todo o pavor que nos cerca porque Deus nos chamou para viver em paz. 

E essa paz , como disse o Senhor Jesus e prometeu, não depende daquilo que nos cerca, ela excede todo entendimento. Se eu e você formos esperar para ter paz quando tudo ao nosso redor estiver indo bem, nós vamos nos frustrar, e muito! 

Precisamos ser intencionais. E, a oração é o caminho que nos conduz a uma a vida de paz.  Se você quer ter um coração em paz independente do que lhe cerca desenvolva uma vida de oração. 

Coloque os seus anseios diante do Senhor Jesus que Ele com certeza vai inundar o seu coração com paz. 

E as más notícias? Como vamos lidar? 

Porque elas chegam a todo momento, e quer nos perturbar, nos roubar paz.  

Quando as más notícias vierem, eu e você, precisamos colocar o nosso coração diante Dele e buscar o caminho da intimidade. A oração e a paz nos ajudarão a descobrir a vontade de Deus.  Precisamos buscar no meio da tormenta aquilo que conhecemos sobre Deus para conhecer sua vontade. 

E dessa forma a paz regerá o nosso coração e será determinante sobre o meu e sobre o seu coração. Por isso, precisamos ser intencionais. 

A oração e a paz nos ajudarão a descobrir a vontade de Deus. Então ao invés de preocupar-se, de viver ansioso coloque suas ansiedades diante do Senhor.

3. O ambiente da Paz e a oração  (Marcos 4: 37-41) 

O ambiente da Paz e a oração estão diretamente ligados.  

A primeira coisa que nós perdemos quando as tribulações vem é a paz. Em Marcos 4:37-41 lemos que os discípulos estavam com Jesus, Jesus estava lá. Os discípulos perderam sua paz no meio do Vendaval mas Jesus continuou dormindo. 

Nós não podemos permitir que as aflições tirem a nossa paz. 

O texto continua dizendo que Jesus se levantou, repreendeu o vento e disse ao mar para se acalmar e então se fez grande bonança. E, então Jesus perguntou aos seus discípulos porque estão com tanto medo? Ainda não tem fé?

Eles estavam apavorados e perguntavam uns aos outros quem era aquele homem que tinha domínio e autoridade até sobre o vento e o mar. 

Os discípulos perderam a paz. Jesus manteve a convicção!

George Muller disse mais uma frase em seu livro que é incrível:

 “Eu posso todas as coisas através de Cristo, mas sem Ele, não posso coisa alguma.” (George Muller)

Se Jesus está no barco e o vendaval chegou não precisamos perder a paz. Afinal, se Jesus está no barco, Ele fará toda a diferença. e no fim vai dar tudo certo! 

O meio da história não deve tirar a nossa confiança, a nossa convicção. O nosso olhar deve estar no alvo. Sendo asim, não permita que os vendavais da vida, que as aflições roubem a sua paz. Lembre, fomos chamados para viver em paz!

4. A oração e a paz habite abundantemente (Colossenses 3:16) 

A paz deve habitar abundantemente no nosso coração. E há um princípio por trás disso: é a palavra de Deus quem fundamenta a nossa paz. 

Existe um distanciamento da nossa geração, em relação a palavra do Senhor Deus, para com o debruçar-se sobre a palavra, para com o expor a nossa vida para a palavra. Na nossa vida não devemos ter frações da palavra, mas a palavra deve ser como um oceano no nosso coração.

“Nem a eloquência, nem a profundidade de pensamento faz um verdadeiro grande pregador. Somente uma vida de oração e meditação fará dele um vaso pronto para o uso do mestre, e próprio para ser empregado na conversão dos santos. (George Muller) 

É a oração e o debruçar-se sobre a palavra!

Não existe problema, circunstância ou pressão que possam superar o poder da palavra e o poder de um filho (a) prostrado diante do trono de Deus. Dessa forma, é isso que precisamos fazer: colocar a nossa vida diante Dele! Somente entregando a nossa vida ao Senhor Jesus vamos ter paz!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.