Estudos Bíblicos Diego Nascimento

Deus e o Centro da Nossa Adoração

Deus e o Centro da Nossa Adoração

A nossa adoração a Deus deve envolver muito mais do que o ir a Igreja aos domingos. Precisamos estar conscientes de alguns elementos muito importantes em nosso relacionamento com ele.

São pontos que a humanidade tem esquecido e considerado irrelevantes, geração após geração. Mas isso não é o que mais preocupa e sim, o fato de que muitos cristãos estão agindo dessa forma.

Neste estudo quero analisar com você a ligação entre Deus e a nossa adoração, fazendo um comparativo entre como os descrentes o veem e como os seres celestiais o adoram, e como nós, cristãos, devemos nos comportar diante de tudo isso.

Para o melhor entendimento do tema, é muito importante que você leia as referências bíblicas e assista ao vídeo até o final, ok?

Então “BORA!” 

Não cometa esse erro – Romanos 1:20-23

Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;

Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu.

Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos.

E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

A criação anuncia a existência de Deus, e isso é óbvio do ponto de vista lógico. Olhar para a criação e não enxergar o projeto de Deus, é como olhar para o automóvel e acreditar que ele veio do acaso.

Faça parte da nossa comunidade online e tenha acesso a conteúdo exclusivo.

Mesmo assim, os seres humanos, com toda a inteligência que lhes foi dada, escolhe não glorificar a Deus. Com isso, a humanidade se torna, dia após dia, mais vazia.

Além disso, muitas pessoas, adoram aos astros, a imagens de escultura, a pessoas, mas não se rendem a Deus em adoração.

A Adoração Envolve Tudo o Que Somos

E os quatro animais tinham, cada um de per si, seis asas, e ao redor, e por dentro, estavam cheios de olhos; e não descansam nem de dia nem de noite, dizendo: Santo, Santo, Santo, é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, que era, e que é, e que há de vir.

E, quando os animais davam glória, e honra, e ações de graças ao que estava assentado sobre o trono, ao que vive para todo o sempre,

Os vinte e quatro anciãos prostravam-se diante do que estava assentado sobre o trono, e adoravam o que vive para todo o sempre; e lançavam as suas coroas diante do trono, dizendo:

Digno és, Senhor, de receber glória, e honra, e poder; porque tu criaste todas as coisas, e por tua vontade são e foram criadas.

Quando olhamos para a eternidade e vemos os seres celestiais adorando ao Senhor, percebemos uma entrega sem reservas. Há intensidade e comprometimento por parte de todos eles.

Além disso, Deus é o objeto da adoração.

Leia Também:

As marcas da verdadeira adoração

Verdades essenciais sobre Deus

O Espírito Santo e suas características

Não há distrações, não há outros elementos. Não há nenhum outro ser em promoção. Apenas a glória de Deus é exaltada.

Com tudo o que tem, e com tudo o que são, eles adoram ao Senhor.

Sobre o autor | Website

INSCREVA-SE em meu Canal do YouTube (youtube.com/jesuseabibliaoficial) ME SIGA NO INSTAGRAM: @diegonascimento316

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});