A fornicação é uma das práticas sexuais mais comuns na sociedade mundial, atual. Para se ter uma ideia, apenas no Brasil o número de uniões estáveis cresceu 57% de 2011 a 2015, enquanto que os casamentos cresceram apenas 10% no mesmo período.

O grande responsável por toda essa expansão é a mídia secular, em formato de novelas, filmes, reality shows, celebridades, enfim. Aquilo que o Diabo tem podido utilizar a seu favor, ele tem utilizado para fazer crescer este pensamento.

Seu grande propósito é causar danos a família, que é um projeto de Deus e base para a relação saudável do ser humano com Deus.

Neste estudo bíblico sobre fornicação, vamos analisar o assunto sob a perspectiva bíblica.

O que a Bíblia diz sobre isso?

Quais as consequências dessa prática?

Essas e outras respostas você vai encontrar, até o final do estudo.

Além disso, é importante avisar que as referências bíblicas, aqui utilizadas são da tradução de Almeida Corrigida Fiel. Na NVI, fornicação está traduzido por imoralidade sexual, mas de toda forma são o mesmo tema.

O Que é Fornicação na Bíblia?

Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia… (Gálatas 5:19)

A fornicação é uma das obras da carne listadas pelo apóstolo Paulo. Assim como as outras, é um desejo inerente a natureza humana e que visa o prazer do corpo a qualquer custo, em detrimento a vontade de Deus.

O termo utilizado no Novo Testamento para fornicação é porneia e significa: relação sexual ilícita, adultério, fornicação, homossexualidade, lesbianismo, relação sexual com animais, etc. relação sexual com parentes próximos, relação sexual com um homem ou mulher divorciada, adoração de ídolos da impureza que se origina na idolatria, na qual se incorria ao comer sacrifícios oferecidos aos ídolos.

Ou seja, a fornicação é uma prática que causa graves consequência na área da sexualidade humana, por isso precisamos ter todo o cuidado para não cairmos nesta prática.

Fornicação é Pecado?

Fugi da fornicação. Todo o pecado que o homem comete é fora do corpo; mas o que fornica peca contra o seu próprio corpo. Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? (1 Coríntios 6:18,19)

Neste texto é muito interessante notar a urgência que Paulo nos apresenta sobre não cair na tentação da fornicação. O termo que ele usa para fugir é pheugo e significa: fugir, procurar segurança pela fuga, escapar com segurança do perigo.

Entendendo quais os graves e inevitáveis danos que esta prática causa ao ser humano como um todo, o apóstolo nos adverte energicamente a fugir, escapar à todo custo deste pecado tão nocivo ao nosso relacionamento com Deus.

Devemos Nos Abster da Fornicação

Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação… (1 Tessalonicenses 4:3)

A vontade de Deus para a vida de seus filhos é a santificação. Para dizer isso Paulo utiliza a palavra grega thelema que significa: o que se deseja ou se tem determinado que será feito, do propósito de Deus em abençoar a humanidade através de Cristo, do que Deus deseja que seja feito por nós.

Ou seja, para nos abençoar através de Jesus Cristo, Deus espera de nós santificação. Caso contrário, não desfrutaremos da plenitude do que o Senhor tem preparado para nós.

A fornicação aqui é um impedimento aos propósitos de Deus para nós. Muitos dos filhos de Deus têm se entregue as paixões da carne. Paixões momentâneas, amores errados, em jugo desigual e por isso vivem uma vida miserável, distante, muito distante daquilo que a Palavra de Deus nos assegura como vida abundante em Cristo.

A Fornicação Começa Por Dentro

Porque do interior do coração dos homens saem os maus pensamentos, os adultérios, as fornicações, os homicídios… (Marcos 7:21)

O Senhor Jesus em seu precioso ensino, deixa bastante claro que muitas das práticas que desagradam a Deus começam dentro de nós. Para isso, ele utiliza a Palavra grega esothen isto é: de dentro, aquilo que está dentro, interior da alma.

Com isso, percebemos que a fornicação começa nos desejos da nossa alma, se ela vai crescer ou não, será determinado pela nossa atitude.

Se alimentarmos o desejo ele acabará se tornando realidade, mas se entendemos que esta não é a vontade de Deus e combatemos isso ainda dentro de nós, venceremos.

Sobre isso, observe o que Tiago, irmão do Senhor Jesus disse:

Quando alguém for tentado, jamais deverá dizer: “Estou sendo tentado por Deus”. Pois Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Cada um, porém, é tentado pela própria cobiça, sendo por esta arrastado e seduzido.

Então a cobiça, tendo engravidado, dá à luz o pecado; e o pecado, após ter-se consumado, gera a morte. (Tiago 1:13-15)

Não podemos ceder à tentação da fornicação. Este é um pecado grave e tem destruído milhões de vidas e famílias em nossa nação e no mundo inteiro.

A Fornicação Não Deve Ter Espaço Entre Nós

Mas a fornicação, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos… (Efésios 5:3)

Uma das marcas do povo brasileiro é o gosto pela imoralidade sexual. Em grupos de mídias sociais, rodas de amigos, na internet, enfim, não são poucos os meios utilizados para disseminar a imagem da sexualidade de maneira pervertida e suja.

Algo que desagrada a Deus e fere o princípio do sexo, que deve ser praticado no casamento e com o objetivo de estabelecer a família e consumar o amor que o homem e a mulher sentem um pelo outro.

Esse modelo de sexo bestial, tão comum entre as pessoas da nossa nação é com certeza uma das causas de termos um país tão rico e tão miserável ao mesmo tempo.

A recomendação de Paulo a Igreja de Eféso é a de que a fornicação não deve ter espaço nem mesmo em nossos diálogos.

Em nossos dias Paulo diria: “Nem mesmo no seu WhatsApp, e-mail, rede social, piadas, conversas com amigos, etc. A fornicação não deve ser mencionada por vocês”.

Para isso, o apóstolo utiliza a palavra grega onomazo que significa: nomear, proferir, fazer menção do nome, dar nome a alguém, ser nomeado, levar o nome de uma pessoa ou coisa, proferir o nome de uma pessoa ou coisa.

Sendo assim, este é um assunto que deve ser tratado com muita seriedade, segundo os fundamentos da Bíblia Sagrada e não como diversão, piada ou normalidade.

Fornicação Tem Perdão?

E dei-lhe tempo para que se arrependesse da sua fornicação; e não se arrependeu. (Apocalipse 2:21)

E não se arrependeram dos seus homicídios, nem das suas feitiçarias, nem da sua fornicação, nem dos seus furtos. (Apocalipse 9:21)

Sim, a fornicação tem perdão.

Contudo, muitas de suas consequências não podem ser apagadas da vida do fornicador. Por exemplo, se em uma “relação sexual casual” a mulher engravidar, pelo menos a vida dela jamais será a mesma.

Um filho não é algo que se possa apagar da nossa história. Mas essa, dentre as tantas possibilidades é a menor das consequências. Mas podemos mencionar doenças venéreas incuráveis como AIDS ou as quase intratáveis como sífilis, clamídia e gonorreia (Fonte: Super Interessante).

Sobre a fornicação o sábio Salomão disse: 

Pode alguém colocar fogo no peito sem queimar a roupa? Pode alguém andar sobre brasas sem queimar os pés? Assim acontece com quem se deita com mulher alheia; ninguém que a toque ficará sem castigo. (Provérbios 6:27-29)

De qualquer forma, por mais dolorosas que sejam as consequências, o arrependimento sincero pode mover o coração de Deus para transformar o mal em bem.

O Senhor está sempre disposto a nos dar tempo para nos arrepender, a questão é se vamos saber ou não aproveitar a oportunidade.

Nas referências de Apocalipse 2.21 e Apocalipse 9.21 o Senhor nos mostra que deu tempo para que os pecadores se arrependessem mas eles não quiseram seguir o caminho da justiça.

A Fornicação Pode Ser Evitada

Mas, por causa da fornicação, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido. (1 Coríntios 7:2)

A Bíblia nos apresenta o problema da fornicação, mas também nos apresenta a solução. O sexo é uma benção quando praticado dentro das normas criadas pelo Senhor Deus. Isto é, entre um homem e uma mulher que são casados.

Relações homossexuais, entre solteiros, casados com solteiros, com animais, prostitutas ou qualquer forma que esteja fora do padrão bíblico é pecado e deve ser evitada.

Para isso, também, o Senhor Deus instituiu o casamento, por causa da fornicação. A relação sexual dentro do casamento nos mantém puros diante de Deus.

Quando guardamos este mandamento somos agradáveis ao Senhor e recebemos a sua graça e a sua benção.

Em minha própria vida, para não acontecer de cair na tentação da fornicação, eu decidi desde a adolescência que não namoraria por muito tempo.

Minha oração ao Senhor era: “Deus amado, mostre-me a pessoa certa, nos abençoe e ajude-nos a casar para não pecar contra o Senhor”.

E assim, foi.

Eu e Carol namoramos, noivamos e casamos em um ano e um mês, mas não desonramos ao nosso Deus, nem a Igreja do Senhor. Eu não quero dizer que isso é uma regra. Este foi o meu caso.

É muito importante que o casal conheça suas limitações e o quanto estão dispostos a honrar ao Senhor com suas vidas. Conheço casais que namoraram mais tempo e não fornicaram, mas foram bem mais tentados.

Conhecendo nossa limitação eu e Carol optamos pelo casamento e por causa disso, também, temos visto a boa mão do Senhor sobre nós. Ele tem nos abençoado em todas as áreas da nossa vida e mais que isso, tem nos usado como canal para abençoar outras vidas.

Uma Recomendação dos Apóstolos

Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá. (Atos 15:29)

Quando os apóstolos de Jesus Cristo se reuniram em Jerusalém, no primeiro século uma de suas recomendações era que nós, gentios, fugíssemos da fornicação.

Não podemos permitir que em nossa vida seja algo normal, e não podemos admitir isso na sociedade como uma normalidade.

Sempre que tivermos a oportunidade, devemos nos posicionar e denunciar esta prática como pecado e desagradável a Deus.

A Fornicação e a Idolatria

Eles pedem conselhos a um ídolo de madeira, e de um pedaço de pau recebem resposta. Um espírito de prostituição os leva a desviar-se; eles são infiéis ao seu Deus. (Oséias 4:12)

Uma outra forma de fornicação ou imoralidade é a idolatria. Isto porque é um modelo de prostituição espiritual. A criação feita por Deus com tanto amor e zelo, o despreza continuamente e cria seus próprios ídolos. Um após o outro, cada um para suas necessidades que nunca acabam.

Ao profeta Oséias o Senhor Deus abre o coração e compara Israel a uma prostituta. Pois ela se desvia de Deus e se prostituiu com seus ídolos de madeira, gesso e barro.

Um verdadeiro contraste com a visão do apóstolo João em Apocalipse:

Eles cantavam um cântico novo diante do trono, dos quatro seres viventes e dos anciãos. Ninguém podia aprender o cântico, a não ser os cento e quarenta e quatro mil que haviam sido comprados da terra.

Estes são os que não se contaminaram com mulheres, pois se conservaram castos e seguem o Cordeiro por onde quer que ele vá. Foram comprados dentre os homens e ofertados como primícias a Deus e ao Cordeiro. (Apocalipse 14:3,4)

A multidão do povo de Deus foi vista como virgem, pura, santa. Isto porque durante sua vida aqui na Terra, serviram fielmente ao único e verdadeiro Deus.

Conclusão

A fornicação é vista na Bíblia como pecado grave contra o corpo e contra Deus. Embora seja visto como algo normal na sociedade brasileira, nós cristãos não podemos permitir que se torne normal dentro de nós ou em nossa vida.

Devemos rejeitá-la completamente, de todas as formas. Nossa vida, corpo e fé, devem ser limpos, puros, sem mácula. Assim como o nosso Deus é.

De toda forma, se cairmos na tentação, devemos confessar e nos arrepender sinceramente. Mudando de direção e praticando a justiça da Palavra de Deus.

O que você acha sobre isso? Deixe seu comentário. Compartilhe sua opinião com o mundo e acrescente valor ao estudo.

Por fim, compartilhe este estudo bíblico com o maior número possível de pessoas, amigos e parentes.

Deus abençoe!

10 COMENTÁRIOS

  1. Muito bom!
    O reino dos céus é tomado por esforço.

    Gálatas 2: 20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.

  2. Graça e Paz!
    Aprecio muito os estudos desse Website. Louvado seja Deus por sua vida pr Diego. Tem me ajudado bastante, no crescimento espiritual e no sentido de munir-me de conteudo para trabalhos com grupos pequenos de casais e grupos mistos também.
    mas quero registrar um dificuldade minha, não consigo ver o material em texto todos os dias. As vezes chega apenas em video. Prefiro o conteudo escrito.Contudo Obrigada pela bênção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here