Estudos Bíblicos

Estudo Bíblico Sobre Oração do Perdão: Como Receber o Perdão?

A oração do perdão é um presente de Deus para o ser humano. Através dela, temos a oportunidade de colocar nossos erros diante do Senhor e sair, restaurados.

Muitas pessoas querem saber qual o tipo de oração do perdão que é aceitável a Deus, ou seja, qual deve ser a oração para ser perdoado?

Pois bem, neste estudo bíblico sobre a oração do perdão veremos:

  • Oração do Perdão: Oração Para Ser Perdoado
  • Oração do Perdão a Deus: O Exemplo de Davi
  • Oração do Perdão Curta: O Exemplo do Publicano
  • Oração Para Ser Perdoado: O Exemplo de Jonas
  • Oração do Perdão de 21 Dias: O Exemplo de Daniel

Oração do Perdão: Oração Para Ser Perdoado

E a oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, ele será perdoado. (Tiago 5:15)

Um princípio fundamental na oração do perdão – assim como na oração em sentido geral – é a fé. Ou seja, para ser perdoado é necessário que haja em nós a convicção de que Deus é perdoador.

Observe o seguinte trecho bíblico:

“E Jesus, vendo a fé deles, disse ao paralítico: Filho, perdoados estão os teus pecados. (Marcos 2:5)

Antes de liberar perdão e cura sobre a vida do paralítico (Ver Cura Divina e Milagres de Jesus), o Senhor Jesus reparou na fé, da atitude deles.

Não é diferente com a oração do perdão. Ela precisa ser feita com uma atitude humilde, dependente, mas sobretudo confiante no amor de Deus.

O tema: oração do perdão, é muito amplo. Não há como falar “tudo” sobre ele. Mas há alguns exemplos bíblicos que podemos analisar e fazer algumas aplicações práticas em nossa vida.

De qualquer forma, a oração para ser perdoado não é algo cheio de muito segredos. Não há um formato pré-definido, mas há um pré-requisito fundamental: o arrependimento.

O significado da palavra arrependimento é o seguinte: rel. no judaísmo e no cristianismo, ato central da virtude religiosa que consiste em um sentimento de rejeição sincera, por parte do pecador, ao seu comportamento pregresso, e que resulta na intenção de um retorno contrito à lei moral. (Fonte: Pesquisa Google)

A atitude do arrependido deve ser: voltar-se para Deus e confiar no seu amor e graça. Além disso, crer que este amor e graça são capazes de mudar nossas vidas.

Se não houver esta convicção, muito provavelmente o pedido de perdão não cumprirá seu grande propósito, que é recuperar a confiança no relacionamento com Deus.

Oração do Perdão a Deus: O Exemplo de Davi

Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado.

Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares. (Salmos 51:1-4)

O grande rei Davi é, ainda hoje o monarca mais respeitado e amado de Israel. Sua história comovente de origem humilde e suas atitudes heroicas – como derrotar Golias – o transformaram numa inspiração.

Mas não é só isso, Davi é uma inspiração mundial. Michelangelo, um dos artistas mais respeitados de todos os tempos, em 1504 fez uma escultura de 5,17 metros de altura em sua homenagem.

Ele é também, autor do texto mais lido do mundo: o salmo 23. Traduzido em mais de 200 idiomas, este é o um dos clássicos da literatura mundial.

Nele, Davi apresenta a Deus como o supremo pastor e ele, Davi, como ovelha. O desenvolvimento do texto é uma bela referência a um Deus que nos ama e tem prazer em cuidar de nós.

Pois bem, este grande homem, certo dia, cometeu um grave erro. Adultério e assassinato, tudo em pouco tempo. Do adultério veio a gravidez, era um menino.

Após o nascimento a criança não estava bem, ele orou, jejuou, lamentou, mas nada resolveu. O menino morreu.

Contudo, Davi continua sendo um grande exemplo, mesmo diante de um grande erro. Isto, porque quando confrontado pelo profeta, ele confessou:

“Pequei contra o Senhor. E disse Natã a Davi: Também o Senhor perdoou o teu pecado; não morrerás”. (2 Samuel 12.13)

Davi não se justifica. Não agride o profeta, não manda prendê-lo ou matá-lo como fez Zedequias, com Jeremias. Ele não resiste, mas confessa: “Pequei contra o Senhor”.

A oração do perdão feita por Davi no Salmos 51, é um esboço daquilo que devemos apresentar ao Senhor Deus, em oração.

Oração do perdão não é oportunidade de justificativa, mas de reconhecimento. Nela nós lançamos o fardo do pecado e assumimos a leveza de Jesus Cristo.

Errar é humano!

De fato, erramos porque somos humanos. Mas arrependimento é para os humildes (Ver Estudo Bíblico Sobre as Bem-Aventuranças).

Oração do Perdão Curta: O Exemplo do Publicano

“Mas o publicano ficou à distância. Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: ‘Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador’”.

“Eu lhes digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado”. (Lucas 18:13,14)

Este é um exemplo de oração do perdão. O Senhor Jesus conta uma parábola (link), onde um fariseu e publicano vão orar a Deus.

A atitude dos dois é muito diferente. Enquanto o fariseu apresenta uma oração, com muito do que ele é capaz de fazer e destacando o quanto ele é “bom”, o publicano apresenta uma oração do perdão curta.

“Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: ‘Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador’”.

O publicano não apresenta muitas palavras. Não se justifica. Não tenta impressionar a Deus, ou mostrar que ele merece perdão.

Há uma simplicidade e uma beleza nessa oração sem precedentes. Infelizmente muitos cristãos não entendem esse princípio.

Eles tentam carregar o cristianismo com uma série de “regras” que o Senhor Jesus dispensou. Como a postura, palavras, tempo, horário, enfim.

Algo muito importante neste texto, é que o próprio Senhor Jesus faz a análise. Devemos lembrar que ele é o elo da salvação eterna. Isto é, nele nós somos perdoados.

Nele temos a preciosa oportunidade de ver qual o tipo de oração do perdão que o Senhor Deus espera que apresentemos.

Oração Para Ser Perdoado: O Exemplo de Jonas

E orou Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe. E disse: Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz.  (Jonas 2:1,2)

Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do Senhor; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo. (Jonas 2:7)

No livro do profeta Jonas (Ver Jonas Estudo) está registrada a forma como o Senhor Deus falou com ele e ordenou sua ida até a grande cidade de Nínive.

Conhecida e temida por sua crueldade e energia contra seus adversários, Nínive não trazia a simpatia dos seus vizinhos. Na verdade, o grande desejo da maioria deles é que eles sofressem tanto quanto fizeram sofrer.

Foi exatamente isso que o profeta Jonas sentiu quando o Senhor Deus lhe deu a ordem. Isso justifica sua tentativa de fuga. Jonas embarcou em um navio para Társis, caminho oposto a Nínive.

A desobediência de Jonas teve consequências. O Senhor Deus ordenou grande tempestade, esta castigou severamente a embarcação e o profeta percebeu que era o juízo de Deus sobre ele.

Quando percebeu isso, Jonas pediu para ser atirado ao mar. Quando isso aconteceu, veio um grande peixe e engoliu o profeta, onde Jonas permaneceu por três dias.

É muito importante percebemos que nossas atitudes têm consequências. A desobediência é um ato de rebeldia contra Deus, e normalmente produz resultados dolorosos.

Quando Jonas se viu diante da morte, em consequência de seus erros, ele clamou ao Senhor Deus. Ele fez uma oração do perdão.

“Na minha angústia clamei ao Senhor, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz”.  (Jonas 2:1,2)

“Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do Senhor; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo”. (Jonas 2:7)

Perceba que na oração do perdão, de Jonas, não há muita complicação. Mas algo fica muito evidente, a sinceridade e a atitude.

Após a oração de arrependimento, o grande peixe vomita Jonas a cerca de 150 km de Nínive, mas desta vez ele não foge. Ele obedece!

Arrependimento é isso. É nova oportunidade.

Quando erramos temos em Deus a oportunidade de nos arrepender e confirmar isso com uma nova atitude, ou tentando até conseguir acertar.

Oração do Perdão de 21 Dias: O Exemplo de Daniel

“E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; Pecamos, e cometemos iniquidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos…” (Daniel 9:4,5)

A oração do perdão é algo muito abrangente. Ela não envolve apenas nossa vida, mas a vida de quem nos cerca, até mesmo da nação.

O exemplo do profeta Daniel (Ver Daniel Estudo) é maravilhoso. Quando conhecemos a vida, o exemplo e as decisões dele, observamos que sem dúvida ele era um homem de Deus.

Contudo, vivia como escravo na Babilônia, vítima da investida de Nabucodonosor contra Jerusalém e todo Judá e Israel.

Para um judeu, ser escravo de outra nação significava pelo menos uma coisa: Deus os havia abandonado. Eles sabiam que enquanto o Senhor estivesse satisfeito com eles, jamais serviriam a outra nação.

Daniel entende pela leitura do livro do profeta Jeremias, que o cativeiro duraria 70 anos. Essa revelação o leva a apresentar a Deus a oração do perdão, não por ele apenas, mas por toda a nação.

As palavras de Daniel são sinceras, fortes, profundas. Elas estremecem as estruturas espirituais. Pois ele ora, em arrependimento por pecados cometidos por gerações.

O mais impressionante, é que o Senhor Deus ouve, e não apenas isso, Ele responde (Ver Daniel 10 Estudo). Ou seja, é algo que devemos considerar.

A oração do perdão é muito eficaz. Pode mudar a vida de pessoas, cidades, estados e até mesmo, nações.

Quando oramos e nos arrependemos pelos erros do nosso povo, o Senhor Deus ouve e responde. Portanto, ao invés de apontar, acusar e falar que não tem jeito, ore.

Ore em arrependimento, assim como fez Daniel. Ele era um homem correto, sua vida era íntegra, ele mesmo não vivia pecando contra Deus. Mesmo assim, ele orou pedindo perdão.

Conclusão

A oração do perdão é uma grande oportunidade. Através dela, Deus nos dá a chance de mudar a atitude, de escolher de novo, da maneira certa. Recomeçar!

Que bênção!

Não importa o quanto as circunstâncias ou a vida conspiraram para que você seguisse o caminho do erro. Deus lhe dá a chance de escolher mais uma vez.

Por fim, eu gostaria de conhecer sua opinião. Deixe seu comentário e compartilhe seu pensamento com o mundo.

Além disso, compartilhe este estudo bíblico com o maior número possível de pessoas e não esqueça de INSCREVER-SE NO NOSSO CANAL.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.