Estudos Bíblicos

Estudo Bíblico Sobre Orações Fortes: 3 Exemplos Excepcionais

Orações fortes são um dos grandes aliados na nossa caminhada cristã. É indispensável que saibamos nos colocar diante de Deus em momentos decisivos da nossa história, de forma que possamos interceder.

Precisamos identificar na Bíblia, como orar de maneira que o Senhor Deus nos ouça e atenda ao nosso clamor.

Por isso, neste estudo bíblico sobre orações fortes veremos:

  • Orações Poderosas e Fortes
  • Orações Fortes Poderosas: O Profeta Elias
  • Orações Fortes Poderosas: O Rei Salomão
  • Orações Fortes Poderosas: O Exemplo de Jabez

Orações Poderosas e Fortes

Podemos apresentar orações fortes diante de Deus pelos mais diversos motivos, por exemplo:

  • Oração poderosa para alcançar uma graça;
  • Orações poderosas para o amor no casamento;
  • Orações fortes contra inimigos espirituais;
  • Orações fortes para amarração do Diabo;
  • Orações fortes contra o mal;
  • Orações fortes para trazer o amor de volta ao casamento;
  • Orações fortes para dormir;
  • Orações fortes para proteção.

Contudo, é muito importante que saibamos como orar. Apresentar todos os exemplos bíblicos é inviável, por isso, separei 3 exemplos de orações fortes na Bíblia.

Vamos analisá-las e observar quais as características marcantes de cada uma delas. A intenção é que tenhamos uma referência. Saber o que agrada a Deus em uma oração.

Quando soubermos identificar isso, com certeza apresentaremos orações mais eficazes.

Orações Fortes Poderosas: O Profeta Elias

A oração de um justo é poderosa e eficaz. Elias era humano como nós. Ele orou fervorosamente para que não chovesse, e não choveu sobre a terra durante três anos e meio. Orou outra vez, e o céu enviou chuva, e a terra produziu os seus frutos. (Tiago 5:16-18)

Um bom exemplo de orações fortes é a oração ministrada por Elias, diante dos falsos profetas em 1 Reis 18.

Ele os desafiou a oferecer sacrifícios. Cada um deveria invocar sua divindade, aquele que respondesse com fogo, devorando o sacrifício era o verdadeiro Deus.

Elias deu a preferência aos falsos profetas, que começaram cedo a invocar Baal, mas este não lhes respondeu. Isto deu mais ousadia a Elias, que começou a zombar deles.

Depois de clamar meio-dia sem sucesso, os falsos profetas desistiram e foi a vez de Elias invocar a Deus, o verdadeiro Senhor.

“Elias reparou o altar do Senhor, que estava em ruínas” (1 Reis 18:30). Após isso, ele orou:

“Ó Senhor, Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, que hoje fique conhecido que tu és Deus em Israel e que sou o teu servo e que fiz todas estas coisas por ordem tua.

Responde-me, ó Senhor, responde-me, para que este povo saiba que tu, ó Senhor, és Deus, e que fazes o coração deles voltar para ti”.

Então o fogo do Senhor caiu e queimou completamente o holocausto, a lenha, as pedras e o chão, e também secou totalmente a água na valeta.

Quando o povo viu isso, todos caíram prostrados e gritaram: “O Senhor é Deus! O Senhor é Deus! ” (1 Reis 18:36-39)

Orações fortes como a de Elias, precisam ser carregadas de objetivo, convicção e fé. O grande objetivo do profeta era glorificar a Deus.

A convicção dele, era fruto da sua intimidade com Deus, a qual lhe dava a oportunidade de viver experiências incríveis. A fé de Elias aumenta à medida que todas estas coisas se somam, no seu dia-a-dia.

Orações fortes estão sempre alinhadas a vontade de Deus. Elas não são egocêntricas, mesquinhas. Pelo contrário, são abrangentes.

A grande maioria das orações fortes, respondidas por Deus, resultaram em muitas glórias a Ele. Portanto, é muito importante que estejamos atentos a este aspecto.

Orações Fortes Poderosas: O Rei Salomão

Assim que Salomão acabou de orar, desceu fogo do céu e consumiu o holocausto e os sacrifícios, e a glória do Senhor encheu o templo. Os sacerdotes não conseguiam entrar no templo do Senhor, porque a glória do Senhor o enchia.

Quando todos os israelitas viram o fogo descendo e a glória do Senhor sobre o templo, ajoelharam-se no pavimento, chegando o rosto ao chão, adoraram e deram graças ao Senhor, dizendo: “Ele é bom; o seu amor dura para sempre”. Então o rei e todo o Israel ofereceram sacrifícios ao Senhor. (2 Crônicas 7:1-4)

O Senhor lhe apareceu de noite e disse: “Ouvi sua oração, e escolhi este lugar para mim, como um templo para sacrifícios. (2 Crônicas 7:12)

O rei Salomão recebeu de Davi, seu pai uma grande incumbência. Construir o Templo de Senhor, segundo a vontade de Deus.

A tarefa não era simples. Ele precisava administrar os bilhões de dólares em recursos, os milhares de servos e seguir minunciosamente o projeto.

No entanto, o maior desafio de Salomão era que o próprio Deus, aceitasse aquela obra. E para isso, após o término da construção ele orou (Ver 2 Crônicas 6).

É uma oração cheia de amor ao próximo, nobreza, dedicação e submissão a Deus. Salomão cumpre perfeitamente o papel de um líder que ama seu povo e se importa com seu bem-estar.

Após a oração de Salomão, caiu fogo do céu que consumiu o sacrifício oferecido pelo rei e pelo povo. Além disso, “O Senhor lhe apareceu de noite e disse: “Ouvi sua oração, e escolhi este lugar para mim, como um templo para sacrifícios. (2 Crônicas 7:12)

As orações fortes de Salomão alcançaram seu objetivo. Deus o ouviu e mais, recebeu o Templo como Casa de Oração.

Aprendemos com Salomão, que orações fortes são respondidas quando elas possuem um objetivo nobre. Ela está além daquilo que “eu desejo”. Salomão era peça fundamental em um projeto que envolvia a glória de Deus.

Com isso, temos uma ideia de porquê Deus cura alguns e outros não. Porque opera na vida de alguns e de outros não. É algo que está relacionado ao objetivo.

Deus não faz milagres por fazer (Ver Estudo Bíblico Sobre Milagres de Jesus). Ele não é exibicionista, narcisista. Deus não é vaidoso. Suas ações e milagres sempre possuem um proposito.

Com isso, fica a pergunta: O que Deus “ganha” ao responder sua oração? Ao responder sua oração, no que o Reino de Deus cresce?

A sociedade egocêntrica que vivemos nos faz olhar para Deus e achar que Ele tem “obrigação” de fazer o que queremos, simplesmente porquê Ele é Deus e é amor (Ver Estudo Bíblico Sobre o Amor de Deus).

Mas não é assim que funciona. O Senhor nosso Deus é Santo e objetivo. Ele só responderá orações que estiverem de acordo com os padrões de Sua Palavra.

Orações Fortes Poderosas: O Exemplo de Jabez

Jabez foi o homem mais respeitado de sua família. Sua mãe lhe deu o nome de Jabez, dizendo: “Com muitas dores o dei à luz”.

Jabez orou ao Deus de Israel: “Ah, abençoa-me e aumenta as minhas terras! Que a tua mão esteja comigo, guardando-me de males e livrando-me de dores”. E Deus atendeu ao seu pedido. (1 Crônicas 4:9,10)

Uma das orações fortes mais inusitadas da Bíblia Sagrada é sem dúvida a de Jabez. Na verdade, ela é motivo de muita discussão teológica, porque parece contradizer o princípio fundamental da oração: a glória de Deus.

As palavras de Jabez são:

“Ah, abençoa-me e aumenta as minhas terras! Que a tua mão esteja comigo, guardando-me de males e livrando-me de dores”.

É muito importante considerarmos as palavras de sua mãe e o significado de seu nome: “Com muitas dores o dei à luz”. É muito possível que a vida de Jabez tenha sido muito dura. Difícil!

Com isso, devemos lembrar que Deus tem prazer em cuidar dos quebrantados de coração. Pessoas marcadas pela vida, com traumas. Aquelas que na vida não tiveram muitas oportunidades, ou nasceram em um contexto de dor e escassez.

Pensando assim, as palavras de Jabez são o reflexo de alguém que precisa muito de Deus e não esconde sua dependência.

Se fizermos uma comparação, a oração de Jabez não é tão diferente da oração de Moisés, no Salmo 90:

Volta-te, Senhor! Até quando será assim? Tem compaixão dos teus servos! Satisfaze-nos pela manhã com o teu amor leal, e todos os nossos dias cantaremos felizes.

Dá-nos alegria pelo tempo que nos afligiste, pelos anos em que tanto sofremos. Sejam manifestos os teus feitos aos teus servos, e aos filhos deles o teu esplendor!

Esteja sobre nós a bondade do nosso Deus Soberano. Consolida, para nós, a obra de nossas mãos; consolida a obra de nossas mãos! (Salmos 90:13-17)

Se observarmos com cuidado, percebermos que as orações fortes de Jabez e Moisés, possuem muitas semelhanças, e o grande objetivo de ambas é a consolação.

Neste caso, percebemos que não é egoísmo ou mero desejo de ter mais. As palavras de Jabez são muito mais abrangentes do que parecem.

Vivemos em um mundo de muitas dores e aflições. Pessoas de todo o mundo morrendo de fome, ou depressão, afligidas pelo caos do mundo.

Ao ouvir essas pessoas, Deus tem um profundo desejo de consolá-las e restituir aquilo que lhes foi tirado. Oportunidades, conhecimento, benefícios. O Senhor tem prazer em abrir portas para seus servos.

Conclusão

Orações fortes são aquelas carregadas de um grande propósito. Aprendemos que Deus não é um “operador de milagres”. Ele não opera milagres por operar.

O Senhor Deus responde a orações fortes quando elas possuem os critérios de Sua Palavra: objetivo, convicção e a glória de Deus.

Ao cumprir os critérios da Palavra de Deus podemos orar com convicção. Tendo a certeza de que o Senhor nos responderá, no tempo determinado.

Por fim, eu gostaria de saber sua opinião. Deixe seu comentário, compartilhe seu pensamento com o mundo.

Além disso, compartilhe este estudo bíblico com o maior número possível de pessoas e não esqueça de INSCREVER-SE NO NOSSO CANAL DO YOUTUBE.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

1 Comentário

  1. Cristina disse:

    Gosto mito dos seus Estudos,Nao sao longos ,mais super objetivos e edificantes

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.