Estudos Bíblicos Diego Nascimento

Estudo Bíblico Sobre Adoração a Deus: 6 Marcas Importantes

A adoração a Deus deve ser um momento especial na vida do cristão. Isso porque quando o adoramos em verdade, temos a certeza de que Ele recebe a nossa devoção.

Contudo, em nossos dias. Dias de muita aparência exterior, a adoração tem sido também maquiada no “photoshop das redes sociais” ou mesmo no sorriso do domingo de manhã na Igreja.

Chegando a segunda-feira, ou ao término do culto, muitos cristãos esquecem o que ouviram. Ao sair eles “deixam de ser adoradores” e voltam a carnalidade do dia-a-dia.

Neste estudo bíblico sobre adoração, eu quero analisar com você quais os aspectos importantes, desta que é uma das matérias mais importantes da nossa fé.

Portanto, fique confortável. Deixe as notificações do celular “pra lá” e “se ligue” no texto.

O Que é Adoração a Deus?

Derrubem os seus altares, esmigalhem as suas colunas sagradas e queimem os seus postes sagrados; despedacem os ídolos dos seus deuses e eliminem os nomes deles daqueles lugares. Vocês, porém, não adorarão ao Senhor, o seu Deus, como eles. (Deuteronômio 12:3,4)

Ainda no deserto, quando Israel era uma nação errante, o Senhor Deus tomou o cuidado de instruí-los em relação a diversos assuntos. Culto. Leis. Questões sociais.

Enfim, o Deus de Israel tomou o cuidado de instruir seu povo para que eles não cometessem os erros das nações ímpias.

A adoração foi um desses assuntos.

Israel recebeu a ordem de destruir todos os elementos do culto idólatra das nações inimigas. O objetivo era que à medida que essas nações fossem sendo conquistadas, ocorresse uma purificação da terra e o culto fosse apenas para o Senhor.

Outra exigência, é que os cultos dos israelitas deveriam ser diferentes dos cultos idólatras. Deveria ser algo que proporcionasse um estilo de vida superior e um relacionamento sincero com o Deus vivo.

Portanto, adoração a Deus é um ato de reverência, submissão ao único e verdadeiro Deus, o Pai de Jesus Cristo e Criador do céu e da Terra.

Como está escrito:

Respondeu Jesus: ” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. (Mateus 22:37)

Deus Requer Adoração Exclusiva

Não esqueçam a aliança que fiz com vocês e não adorem a outros deuses. (2 Reis 17:38)

A miscigenação existente no Brasil, fruto de sua colonização e entendimento do povo, fez com que ao longo desses 500 anos nossa nação se transformasse em uma grande diversidade religiosa.

Limitando nossa visão ao catolicismo – que é a religião professada por aproximadamente 60% dos brasileiros – temos um cristianismo misturado com as religiões africanas e umbanda.

Imagens de esculturas nos templos católicos e datas comemorativas, como o Carnaval, são fruto disso.

Com isso quero dizer que o cristão brasileiro tem dificuldade em cumprir este mandamento: “não adorem a outros deuses”.

Mesmo os cristãos evangélicos são tentados nesta área a adorar suas denominações, pastores, liturgias e etc. A ponto de o membro de uma denominação não saudar o outro ou mesmo não considerá-lo cristão.

Porém, o Senhor Deus requer de nós adoração exclusiva. Não deve haver em nossa vida nenhuma forma de idolatria, ao que quer que seja, ou a quem quer que seja.

Maria – mãe de Jesus – os apóstolos, os mártires, são todos exemplos de fé e submissão a vontade de Deus. Mas nada justifica o fato de eu fazer uma imagem deles, reverenciá-la e lhe dirigir minhas orações.

Fazendo isso, acabamos cometendo o mesmo erro de Israel. Nos prostituindo espiritualmente com deuses que são obras de nossas mãos e nada podem fazer, pois são falsos.

A Verdadeira Adoração a Deus

Nossos antepassados adoraram neste monte, mas vocês, judeus, dizem que Jerusalém é o lugar onde se deve adorar”. (João 4:20)

A pergunta da mulher samaritana era fruto de um conflito entre judeus e samaritanos que já durava séculos e interferia diretamente no estilo de vida de ambos os povos.

A fé do povo samaritano estava fundamenta no Pentateuco, assim como a fé do povo judeu. Historicamente falando, a região dos samaritanos era espiritualmente rica histórica e espiritualmente, tal como Judá e Jerusalém.

O conflito começou – ao que tudo indica – durante a reforma de Jerusalém, após o cativeiro babilônico e persa. Quando Neemias e o povo, rejeitou a ajuda dos samaritanos, por eles serem um povo mestiço (Neemias 2.20).

Eles nasceram da união entre os judeus e os povos gentios. Caldeus, filisteus, moabitas e etc. Assim, como Neemias, Esdras os repudiou por sua desobediência (Esdras 9) e desde então eles não convivem bem.

Além do mais, durante a reforma de Jerusalém muitas autoridades samaritanas se opuseram fortemente contra a reconstrução da cidade.

Enfim, o que podemos ver é que a pergunta da mulher samaritana se refere a um grave conflito social da sua época. Onde povos que buscavam a Deus incessantemente, não conseguiam viver em paz.

A religiosidade e tradição de ambos, era notória, mas lhes faltava algo e a mulher samaritana com muita sede de Deus, queria saber a verdade.

O Que Deus Está Procurando?

No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade”. (João 4:23,24)

A palavra grega para adorar é proskuneo e significa:

Beijar a mão de alguém em sinal de reverência, no Novo Testamento, pelo ajoelhar-se ou prostrar-se, prestrar homenagem ou reverência a alguém, seja para expressar respeito o para suplicar, usado para reverência a pessoas e seres de posição superior, aos sumos sacerdotes judeus, a Deus, a Cristo. (Concordância de Strong)

Outra palavra que deve ser analisada é ‘verdadeiro’, no grego é alethinos e significa:

Que tem não apenas o nome do objeto em consideração e semelhança com ele, mas que participa da essência do mesmo, correspondendo em todos os sentidos ao significado da ideia transmitida pelo nome. Real, genuíno, verdadeiro, oposto ao que é fictício, imitação, imaginário, simulado ou pretendido, contrasta a realidade com sua aparência, oposto ao que é imperfeito, frágil, incerto, verídico, sincero. (Concordância de Strong)

Ou seja, Jesus Cristo está nos dizendo que Deus está à procura de pessoas que o reverenciem sincera e verdadeiramente. Ele não se interessa por quem parece que o adora. Sua atenção está voltada para quem adora de fato.

A adoração em espírito refere-se a ligação profunda com Deus, onde no âmago do seu ser, da sua existência o ser humano o reconhece como Senhor e Deus. Neste lugar, o espírito o ama e adora.

Qual a Relação Entre o Louvor e Adoração?

Toda a terra te adora e canta louvores a ti, canta louvores ao teu nome”. (Salmos 66:4)

É uma relação muito forte.

Não são poucas as referências ou situações, em que a Bíblia menciona alguém louvando ao Senhor em ato de adoração. 

Miriã e Moisés na travessia do mar. Ana após o nascimento de Samuel. Davi, no retorno da Arca a Jerusalém. O Senhor Jesus, antes de ressuscitar Lázaro.

Ou seja, são muitas as vezes em que o povo de Deus, em adoração louva ao Senhor. Na verdade, isso é algo tão profundo que até mesmo na eternidade, continuaremos louvando seu nome.

Agora mesmo, enquanto escrevo este estudo bíblico, bilhões de anjos louvam o nome do Senhor em sinal de adoração.

Como está escrito:

Então olhei e ouvi a voz de muitos anjos, milhares de milhares e milhões de milhões. Eles rodeavam o trono, bem como os seres viventes e os anciãos, e cantavam em alta voz: “Digno é o Cordeiro que foi morto de receber poder, riqueza, sabedoria, força, honra, glória e louvor! ” (Apocalipse 5:11,12)

Há um convite expresso pelo Espírito Santo para que nós nos juntemos aos anjos do Senhor, para que aqui na Terra louvemos o seu Santo Nome em sinal de adoração.

Benefícios da Verdadeira Adoração a Deus

Por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam orando e cantando hinos a Deus; os outros presos os ouviam. De repente, houve um terremoto tão violento que os alicerces da prisão foram abalados. Imediatamente todas as portas se abriram, e as correntes de todos se soltaram. (Atos 16:25,26)

O verdadeiro adorador chama a atenção de Deus em diversos aspectos e por isso desfruta de uma intervenção diferenciada em sua vida.

No episódio de Atos 16:25,26, depois de expulsar o demônio de uma escrava, Paulo e Silas são presos, torturados e lançados na ala mais difícil da prisão.

O que esperar de homens em uma situação como essa? Presos injustamente por causa da Palavra de Deus?

Poderíamos esperar tristeza, certa dúvida, murmuração, questionamentos sobre o amor e integridade de Deus, etc.

Mas não foi o que aconteceu.

Paulo e Silas surpreenderam a ordem natural das coisas e chocaram os outros presos e a história. Perto da meia-noite, ao invés de tentar dormir por causa das feridas, eles oravam e cantavam hinos a Deus e os outros presos ouviam.

Que belo testemunho de fé e perseverança.

Em virtude disso, o Senhor Deus enviou um violento terremoto. Os alicerces da prisão foram abalados e as celas abertas.

O carcereiro ao ver aquilo pensou em tirar a própria vida, pois sabia que em caso de fuga de prisioneiros, era essa a pena aplicada por Roma.

No entanto, Paulo o impediu. Nenhum dos prisioneiros havia fugido. Todos haviam ficado. O poder e a glória de Deus encheram o lugar. Eles queriam saber mais sobre a fé de Paulo e Silas.

A verdadeira adoração atraí a atenção diferenciada de Deus para nossa vida. O Senhor intervém de maneiras poderosas e sobrenaturais na vida dos seus servos que o amam e lhe dedicam sinceramente suas vidas e sua fé.

Conclusão

A adoração a Deus é um elemento fundamental em nosso relacionamento com Ele. Precisamos reverenciá-lo, nos submeter ao seu governo e autoridade.

Devemos dar ao Senhor nossa completa devoção e apresentar tudo o que temos: corpo, alma, inteligência, talentos, enfim, todo o nosso ser para que estejam à disposição do seu governo.

O verdadeiro adorador vive uma vida acima da média. A intervenção do Senhor é notória, perceptível.

A minha oração é para que o Senhor encontre em mim e em você, as características de um verdadeiro adorador.

E você o que acha? Tem algo acrescentar? Deixe seu comentário.

Não esqueça de compartilhar este estudo com seus parentes e amigos.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. Danielly Freitas disse:

    Nossa, você é uma bênção de Deus 👏👏 vou compartilhar esse estudo, para que todos aprendam a adorar a Deus em espírito em verdade

  2. Marinalva dos Santos Silva disse:

    Mto bom o estudo apreder a dobrar o senhor

  3. Edna Lúcia disse:

    Gostei muito explica exatamente como tem que ser um verdadeiro adorador!

  4. Nelito Mubai disse:

    Glorias a Deus! Precisa de uma palavra pura igualzinho a esta. Deus te abençoe! Bom ensinamento eu oro sempre a Deus para que nao me tire da presença dEle…

  5. Silas disse:

    Amém , muito bom !

  6. Vinícius Santana disse:

    Muito bom um estudo completo.
    Que Deus em cristo Jesus continue te abençoando e enchendo de sabedoria para escrever mais e mais.

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});

O jesuseabiblia.com tem uma nova Política de Privacidade e Cookies Saiba mais.