Amar a Deus é algo que parece muito distante para a maioria das pessoas. Estes dias minha esposa Carol, estava conversando com uma irmã em Cristo e ela declarou que não tinha certeza de quais eram os sentimentos de Deus em relação a ela.

Se é nova convertida?

Não, ela é cristã há vários anos.

O que acontece é que muitos dos cristãos no Brasil vão a Igreja mas não fazem a menor ideia do que significa cultuar a Deus e desenvolver relacionamento com Ele.

Com essa deficiência, muitos não conseguem cumprir o maior e mais importante mandamento: amar a Deus!

Sendo assim, neste estudo bíblico vamos analisar bem os principais textos bíblicos que abordam o tema e ver o que significa amar a Deus na prática.

Fique confortável. Relaxe a alma… “E vem comigo!”

Ele Nos Amou Primeiro

Nós amamos porque ele nos amou primeiro. (1 João 4:19)

Há uma grande lição aqui!

Se você for casado vai entender melhor o que quero dizer. Lembra daquele momento em que você e o seu cônjuge discutiram e você tem certeza de que está com a razão? E que normalmente decidimos que não vamos pedir desculpas porquê estamos certos?

Pois é, Deus não pensa como nós.

Quando Adão e Eva pecaram no Éden eles feriram a única proibição que o Senhor Deus havia estabelecido. A punição poderia ter sido a extinção da humanidade. O Senhor poderia ter dado um “reset” e nós nunca saberíamos.

Mas ao invés disso, Ele os expulsou do Éden e com o passar da história foi se revelando e dando oportunidades ao ser humano até que tudo se completasse em sua revelação perfeita na pessoa de Jesus Cristo.

O ser humano jamais pode afirmar que o seu amor por Deus foi anterior ao amor de Deus por ele. Deus sempre vem em primeiro lugar ao nos amar, e nós respondemos com o nosso amor por ele. Nosso amor, portanto, é uma cópia do seu amor. Ele é a origem do amor, e nós seguimos o seu exemplo. (Kistemaker, S. J. (2006). Tiago e Epístolas de João. (C. A. B. Marra, Org., S. Klassen, Trad.) (1a edição, p. 459). São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã.)

Amar a Deus é fruto do amor de Deus por nós. Ele deu o primeiro passo na reconciliação. Mesmo com toda nossa culpa injustificável e estando Ele completamente coberto de razão, foi ele que “bateu na porta” e iniciou a conversa.

Amar a Deus Sobre Todas As Coisas

“Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? “

Respondeu Jesus: ” ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. (Mateus 22:36-38)

Não há dúvidas de que a maioria dos fariseus e mestres da lei odiavam Jesus. Era como se eles estivessem jogando algo do tipo “Battle Royale”. Queriam devorá-lo.

A intenção deles era mostrar que Jesus era contrário a Lei de Moisés e acusá-lo de blasfêmia. Daí a pergunta: “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? “

A resposta de Jesus é uma referência aos Dez Mandamentos. O Mestre joga ainda mais luz sobre o texto ao dizer: “Este é o primeiro e maior mandamento”. Ou seja, deve ser a nossa prioridade saber como cumpri-lo.

Amar a Deus é muito mais do que “gostar de Deus” ou achá-lo “o Legal ou Paizão”. Embora os nossos sentimentos estejam envolvidos, são as nossas atitudes – na maioria das vezes contrárias aos nossos sentimentos – que confirmarão nosso amor pelo Senhor.

Amar a Deus e a Obediência

Porque nisto consiste o amor a Deus: obedecer aos seus mandamentos. E os seus mandamentos não são pesados. (1 João 5:3)

Para confirmar o que eu disse antes, medite atentamente no texto de 1 João 5.3. O apóstolo nos mostra que amar a Deus consiste em obedecer aos seus mandamentos.

A palavra grega que ele utliza para ‘obedecer’ é tereo e significa: atender cuidadosamente a, tomar conta de, guardar. (STRONG, Concordância)

Tenho visto muitos cristãos dizendo que amam a Deus e estão “atolados” em uma vida de mentira, adultério, engano, fornicação. Muitos deles falam línguas estranhas, pulam e profetizam.

Mas em chegando em casa a mulher é espancada, os filhos ficam com medo. É beberrão.

Contudo, na Igreja é uma referência.

Por isso, o Senhor Deus nos alerta, como alertou Samuel: “Não considere a sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração”. (1 Samuel 16:7)

Amar a Deus está diretamente ligado ao relacionamento que temos com Ele.

Amar a Deus e Desenvolver Relacionamento Com Ele

Aproximem-se de Deus, e ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração. Entristeçam-se, lamentem e chorem. Troquem o riso por lamento e a alegria por tristeza. Humilhem-se diante do Senhor, e ele os exaltará. (Tiago 4:8-10)

Servimos a um Deus Santo. Sendo assim o processo de santificação deixa de ser opção e passa a ser obrigação. Necessidade.

Tiago, irmão do Senhor nos convida a uma aproximação a Deus. Como consequência a promessa é a de que o Senhor se aproximará de nós.

A palavra grega utilizada por Tiago é eggizo e significa: aproximar-se, juntar uma coisa a outra, chegar perto, abordar. (STRONG, Concordância)

Somente desenvolvendo uma vida de proximidade ao Senhor é que experimentaremos profundas modificações de caráter, vontade e comportamento.

Deus deve ser um membro ativo da nossa vida, família, trabalho, relacionamentos. Embora invisível, Ele é real.

Uma maneira ótima e eficaz de nos aproximarmos de Deus, é por meio dos devocionais diários. Separe um tempo no seu dia para ler estudar as Escrituras e orar ao Senhor.

Dessa forma você estará expondo sua vida continuamente no altar do Senhor e sua alma sendo ministrada por Ele.

Amar a Deus de Todo Coração?

O Senhor viu que a perversidade do homem tinha aumentado na terra e que toda a inclinação dos pensamentos do seu coração era sempre e somente para o mal. (Gênesis 6:5)

Antes de prosseguir precisamos entender o que significa ‘coração’ aqui. Pois bem, a palavra grega utilizada é kardia e refere-se ao órgão humano, contudo o sentido bíblico é mais amplo. Observe:

CORAÇÃO É usado poucas vezes referindo-se ao órgão assim chamado. Refere-se ao mais profundo do ser humano, à sede tanto da mente como dos sentimentos (Sl 4:7; Pv 2:2, 9:1; 10; Mt 5:8, 28; Ef 1:18; 5:19). Se não está em comunhão com Deus, o coração é pecaminoso e precisa ser purificado (Sl 51:10; Jr 17:9–10). (BIBLE, Logos Software)

É a parte mais profunda do nosso ser. É quem somos. A sede do nosso pensamento. O lugar onde tiramos conclusões, onde escolhemos o que queremos, onde decidimos no que vamos crer e no que não vamos crer.

Amar a Deus de todo coração significa que este lugar será governado por Deus e não mais por mim. Minhas decisões, escolhas, fé, desejos e tudo o que sou estarão submetidos a Deus e à Sua Palavra.

Naturalmente este governo não pertence a Deus. Por natureza somos maus, rebeldes. A sujeição dessa área requer muito esforço e dedicação, pois esta é uma fortaleza que a nossa humanidade não quer perder.

O Que Significa Amar a Deus de Toda Sua Alma?

A palavra grega utilizada por Mateus para definir alma é psuche e significa: respiração, fôlego de vida, força vital que anima o corpo e é reconhecida pela respiração. (STRONG, Concordância)

Observe esta definição:

ALMA Originalmente, significa “vida” (Gn 2:7; 9:4; Lv 17:10–14; Rm 11:3; 16:4). Refere-se também à fonte dos apetites físicos (Nm 21:5; Dt 12:15; 20–24) e das emoções (Jó 30:25; Sl 86:4). Depois, significou a fonte da vontade e da ação moral (Dt 4:29; Sl 24:4; 25:1). Desse modo, a salvação da alma (Hb 10:39; 1 Pe 1:9–10) é a salvação da pessoa inteira. Alma e corpo não se distinguem na Bíblia como se diferenciam na filosofia grega. (BIBLE, Logos Software)

Amar a Deus com toda nossa alma, significa basicamente sujeitar a Deus os nossos desejos. É na alma que desejamos o bem e o mal. É aqui onde o pecado apresenta suas cobiças.

Se a nossa alma for submissa ao Senhor Deus teremos emoções sadias. Seremos pessoas plenas e perfeitamente conscientes dos nossos caminhos.

A alma tem sido o alvo preferido do Diabo no século XXI para destruir o ser humano. A cada ano o número de pessoas com depressão apenas aumenta, além dos suicídios.

O que é isso?

Reflexo de uma geração que está com sua alma cada vez mais longe de Deus.

O Que Significa Amar a Deus de Todo Entendimento?

Vocês devem obedecer-lhes e cumpri-los, pois assim os outros povos verão a sabedoria e o discernimento de vocês. Quando eles ouvirem todos estes decretos dirão: “De fato esta grande nação é um povo sábio e inteligente”. (Deuteronômio 4:6)

A palavra utilizada aqui para ‘entendimento’ é dianoia e significa: mente como centro das habilidades intelectuais, afetivas e volitivas, meio de expressão do pensamento e do afeto, pensamentos tanto bons quanto maus.

Noutras palavras, amar a Deus com todo o nosso entendimento significa tomar decisões ou fazer escolhas que honrem a Deus e glorifiquem o seu nome.

Muitas vezes ficamos em dúvida sobre o que fazer ou não, é algo comum. Para cumprir esta parte do mandamento o nosso critério de escolha deve excluir a possibilidade de que nossa atitude causará tristeza no Espírito Santo.

Amar a Deus e Ao Próximo

Se alguém afirmar: “Eu amo a Deus”, mas odiar seu irmão, é mentiroso, pois quem não ama seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê. (1 João 4:20)

Em nossos dias não é incomum ver e ouvir pessoas dizendo que amam a Deus e causando muita dor no próximo.

Cito por exemplo, o atentado as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001. Cerca de 4 mil mortos e milhares de feridos, além das outras que foram diretamente afetadas pelo incidente. Muitos perderam parentes, amigos, empregos, dinheiro, enfim.

Tudo isso, foi causado por pessoas que diziam amar muito a Deus.

Na visão bíblica há uma grande contradição aí. Dizer que ama a Deus e não amar o próximo é mentira, disse João. O amor a Deus é validado pelo meu relacionamento com os outros seres humanos e suas necessidades.

É possível que João estivesse se dirigindo aos mestres gnósticos, que diziam amar a Deus, mas cuja conduta mostrava ódio para com os cristãos. O amor a Deus não pode ser um sentimento caloroso em nosso coração, que se move verticalmente para o céu, mas que, horizontalmente, não alcança o nosso próximo. O amor verdadeiro a Deus e ao nosso próximo se estende em ambas as direções. (Kistemaker, S. J. (2006). Tiago e Epístolas de João. (C. A. B. Marra, Org., S. Klassen, Trad.) (1a edição, p. 460). São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã.)

Devemos aperfeiçoar nosso amor a Deus, e como consequência nosso relacionamento com as pessoas será mais valioso, verdadeiro e frutífero.

Conclusão

Amar a Deus é algo que está muito além daquilo que as palavras conseguem descrever. Ele é refletido diretamente em nosso comportamento, escolhas e atitudes.

A exigência é que nos aproximemos de Deus de maneira sincera, diária e contínua. Não deve ser algo baseado nas dificuldades, tipo: “Ah! Meu Deus, preciso disso, daquilo e de mais isso…”

Não!

Deve ser uma relação baseada no amor sincero e no respeito.

Fazendo assim, seremos seres humanos plenos, felizes. Pois estaremos junto às fontes de água da vida.

6 COMENTÁRIOS

  1. obrigado irmão diego,gostei muito do estudo biblico amar a Deus o maior mandamento.eu sou crente Pentecosta em Angola-Cabinda gosto aprender muito da palavra de Deus, manda sempre

  2. Muito Esclarecedor. Vou compartilhar com Pessoas que Aconselho …Gosto muito desses Momentos pra Aprender sempre um pouco mais da Palavra Fiel e Perfeita do Nosso Amado e SENHOR JESUS Cristo de Nazaré!!!Deus Abençoe tua vida e teu Ministério

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here