Estudo Bíblico Sobre Amar a Deus: O Maior Mandamento!

Amar a Deus é algo que parece muito distante para a maioria das pessoas. Estes dias minha esposa Carol, estava conversando com uma irmã em Cristo e ela declarou que não tinha certeza de quais eram os sentimentos de Deus em relação a ela.

Se é nova convertida?

Não, ela é cristã há vários anos.

O que acontece é que muitos dos cristãos no Brasil vão a Igreja mas não fazem a menor ideia do que significa cultuar a Deus e desenvolver relacionamento com Ele.

Com essa deficiência, muitos não conseguem cumprir o maior e mais importante mandamento. Sendo assim, neste estudo bíblico vamos analisar bem os principais textos bíblicos que abordam o tema e ver o que significa amar a Deus na prática.

Fique confortável. Relaxe a alma… “E vem comigo!”

Ele Nos Amou Primeiro

O nosso amor a Deus, é fruto do amor dEle por nós. O apóstolo João explica o motivo dizendo que “Ele nos amou primeiro” (1 João 4:19).

Há uma grande lição aqui!

Se você for casado vai entender melhor o que quero dizer. Lembra daquele momento em que você e o seu cônjuge discutiram e você tem certeza de que está com a razão? E que normalmente decidimos que não vamos pedir desculpas porquê estamos certos?

Pois é, Deus não pensa como nós.

Quando Adão e Eva pecaram no Éden eles feriram a única proibição que o Senhor Deus havia estabelecido. A punição poderia ter sido a extinção da humanidade. O Senhor poderia ter dado um “reset” e nós nunca saberíamos.

Mas ao invés disso, Ele os expulsou do Éden e com o passar da história foi se revelando e dando oportunidades ao ser humano até que tudo se completasse em sua revelação perfeita na pessoa de Jesus Cristo.

O ser humano jamais pode afirmar que o seu amor por Deus foi anterior ao amor de Deus por ele. Deus sempre vem em primeiro lugar ao nos amar, e nós respondemos com o nosso amor por ele. Nosso amor, portanto, é uma cópia do seu amor. Ele é a origem do amor, e nós seguimos o seu exemplo. (Kistemaker, S. J. (2006). Tiago e Epístolas de João. (C. A. B. Marra, Org., S. Klassen, Trad.) (1a edição, p. 459). São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã.)

Portanto, o amor que temos a Deus é fruto do amor de Deus por nós. Ele deu o primeiro passo na reconciliação. Mesmo com toda nossa culpa injustificável e estando completamente coberto de razão, foi ele que “bateu na porta” e iniciou a conversa.

“Amar a Deus Sobre Todas As Coisas”

Não há dúvidas de que a maioria dos fariseus e mestres da lei odiavam Jesus. Era como se eles estivessem jogando algo do tipo “Battle Royale”. Queriam devorá-lo.

A intenção deles era mostrar que Jesus era contrário a Lei de Moisés e acusá-lo de blasfêmia. Daí a pergunta: “Mestre, qual é o maior mandamento da Lei? ” (Mateus 22:36)

A resposta de Jesus é uma referência aos Dez Mandamentos. O Mestre joga ainda mais luz sobre o texto ao dizer: “Este é o primeiro e maior mandamento” (Mateus 22:37,38). Ou seja, deve ser a nossa prioridade saber como cumpri-lo.

Amar a Deus é muito mais do que “gostar de Deus” ou achá-lo “o Legal ou Paizão”. Embora os nossos sentimentos estejam envolvidos, são as nossas atitudes – na maioria das vezes contrárias aos nossos sentimentos – que confirmarão nosso amor pelo Senhor.

A Relação Entre Amar a Deus e a Obediência

Para confirmar o que eu disse antes, medite atentamente no texto de 1 João 5.3. O apóstolo nos mostra que amar a Deus consiste em obedecer aos seus mandamentos.

A palavra grega que ele utliza para ‘obedecer’ é tereo e significa: atender cuidadosamente a, tomar conta de, guardar. (STRONG, Concordância)

Tenho visto muitos cristãos dizendo que amam a Deus e estão “atolados” em uma vida de mentira, adultério, engano, fornicação. Muitos deles falam línguas estranhas, pulam e profetizam.

Mas em chegando em casa a mulher é espancada, os filhos ficam com medo. É beberrão. Contudo, na Igreja é uma referência.

Por isso, o Senhor Deus nos alerta, como alertou Samuel. Não devemos considerar a aparência, mas o coração, a atitude (1 Samuel 16:7).

Amar a Deus está diretamente ligado ao relacionamento que temos com Ele.

Desenvolvendo Relacionamento

Servimos a um Deus Santo. Sendo assim o processo de santificação deixa de ser opção e passa a ser obrigação. Necessidade.

Tiago, irmão do Senhor nos convida a uma aproximação a Deus. Como consequência a promessa é a de que o Senhor se aproximará de nós (Tiago 4:8-10).

A palavra grega utilizada por Tiago é eggizo e significa: aproximar-se, juntar uma coisa a outra, chegar perto, abordar. (STRONG, Concordância)

Somente desenvolvendo uma vida de proximidade ao Senhor é que experimentaremos profundas modificações de caráter, vontade e comportamento.

Deus deve ser um membro ativo da nossa vida, família, trabalho e relacionamentos. Embora invisível, Ele é real.

Uma maneira ótima e eficaz de nos aproximarmos de Deus, é por meio dos devocionais diários. Separe um tempo no seu dia para estudar as Escrituras e orar ao Senhor.

Dessa forma você estará expondo sua vida continuamente no altar do Senhor e sua alma sendo ministrada por Ele.

Como Amar a Deus de Todo Coração?

Pouco tempo depois criar o ser humano, o Senhor Deus viu a perversidade que havia em seu coração e que sua inclinação natural era para o mal (Gênesis 6:5).

Antes de prosseguir precisamos entender o que significa ‘coração’ aqui. Pois bem, a palavra grega utilizada é kardia e refere-se ao órgão humano, contudo o sentido bíblico é mais amplo. Observe:

CORAÇÃO É usado poucas vezes referindo-se ao órgão assim chamado. Refere-se ao mais profundo do ser humano, à sede tanto da mente como dos sentimentos (Sl 4:7; Pv 2:2, 9:1; 10; Mt 5:8, 28; Ef 1:18; 5:19). Se não está em comunhão com Deus, o coração é pecaminoso e precisa ser purificado (Sl 51:10; Jr 17:9–10). (BIBLE, Logos Software)

É a parte mais profunda do nosso ser. É quem somos. A sede do nosso pensamento. O lugar onde tiramos conclusões, onde escolhemos o que queremos, onde decidimos no que vamos crer e no que não vamos crer.

Amar a Deus de todo coração significa que este lugar será governado pelo Senhor e não mais por mim. Minhas decisões, escolhas, , desejos e tudo o que sou, estarão submetidos a Deus e à Sua Palavra.

Naturalmente este governo não pertence a Deus. Por natureza somos maus, rebeldes. A sujeição dessa área requer muito esforço e dedicação, pois esta é uma fortaleza que a nossa humanidade não quer perder.

O Que Significa Amar a Deus de Toda Sua Alma?

A palavra grega utilizada em Mateus 22:36 para definir alma é psuche e significa: respiração, fôlego de vida, força vital que anima o corpo e é reconhecida pela respiração. (STRONG, Concordância)

Observe esta definição:

ALMA Originalmente, significa “vida” (Gn 2:7; 9:4; Lv 17:10–14; Rm 11:3; 16:4). Refere-se também à fonte dos apetites físicos (Nm 21:5; Dt 12:15; 20–24) e das emoções (Jó 30:25; Sl 86:4). Depois, significou a fonte da vontade e da ação moral (Dt 4:29; Sl 24:4; 25:1). Desse modo, a salvação da alma (Hb 10:39; 1 Pe 1:9–10) é a salvação da pessoa inteira. Alma e corpo não se distinguem na Bíblia como se diferenciam na filosofia grega. (BIBLE, Logos Software)

Amar a Deus com toda nossa alma, significa basicamente sujeitar a Deus os nossos desejos. É na alma que desejamos o bem e o mal. É aqui onde o pecado apresenta suas cobiças.

Se a nossa alma for submissa ao Senhor Deus teremos emoções sadias. Seremos pessoas plenas e perfeitamente conscientes dos nossos caminhos.

A alma tem sido o alvo preferido do Diabo no século XXI para destruir o ser humano. A cada ano o número de pessoas com depressão apenas aumenta, além dos suicídios.

O que é isso?

Reflexo de uma geração que está com sua alma cada vez mais longe de Deus.

O Que Significa Amar a Deus de Todo Entendimento?

A palavra em Deuteronômio 4:6, para ‘entendimento’ é dianoia e significa: mente como centro das habilidades intelectuais, afetivas e volitivas, meio de expressão do pensamento e do afeto, pensamentos tanto bons quanto maus.

Noutras palavras, amar a Deus com todo o nosso entendimento significa tomar decisões ou fazer escolhas que honrem a Deus e glorifiquem o seu nome.

Muitas vezes ficamos em dúvida sobre o que fazer ou não, é algo comum. Para cumprir esta parte do mandamento o nosso critério de escolha deve excluir a possibilidade de que nossa atitude causará tristeza no Espírito Santo.

A Relação Entre Amar a Deus e Ao Próximo

Em nossos dias não é incomum ver e ouvir pessoas dizendo que amam a Deus e causando muita dor no próximo.

Cito por exemplo, o atentado as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001. Cerca de 4 mil mortos e milhares de feridos, além das outras que foram diretamente afetadas pelo incidente. Muitos perderam parentes, amigos, empregos, dinheiro, enfim.

Tudo isso, foi causado por pessoas que diziam amar muito a Deus.

Na visão bíblica há uma grande contradição aí. Dizer que ama a Deus e não amar o próximo é mentira, disse João. O amor a Deus é validado pelo meu relacionamento com os outros seres humanos e suas necessidades (1 João 4:20).

É possível que João estivesse se dirigindo aos mestres gnósticos, que diziam amar a Deus, mas cuja conduta mostrava ódio para com os cristãos. O amor a Deus não pode ser um sentimento caloroso em nosso coração, que se move verticalmente para o céu, mas que, horizontalmente, não alcança o nosso próximo. O amor verdadeiro a Deus e ao nosso próximo se estende em ambas as direções. (Kistemaker, S. J. (2006). Tiago e Epístolas de João. (C. A. B. Marra, Org., S. Klassen, Trad.) (1a edição, p. 460). São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã.)

Devemos aperfeiçoar nosso amor a Deus, e como consequência nosso relacionamento com as pessoas será mais valioso, verdadeiro e frutífero.

Conclusão

Amar a Deus é algo que está muito além daquilo que as palavras conseguem descrever. Ele é refletido diretamente em nosso comportamento, escolhas e atitudes.

A exigência é que nos aproximemos de Deus de maneira sincera, diária e contínua. Não deve ser algo baseado nas dificuldades, tipo: “Ah! Meu Deus, preciso disso, daquilo e de mais isso…”

Não!

Deve ser uma relação baseada no amor sincero e no respeito.

Fazendo assim, seremos seres humanos plenos, felizes. Pois estaremos junto às fontes de água da vida.

11 COMENTÁRIOS

  1. obrigado irmão diego,gostei muito do estudo biblico amar a Deus o maior mandamento.eu sou crente Pentecosta em Angola-Cabinda gosto aprender muito da palavra de Deus, manda sempre

  2. Meu Deus que emoção na realização desse estudo. Eu sentir a presença de Deus e um imenso constrangimento em perceber o quanto estamos distantes do algo que confessamos como amor a Deus e ao próximo.
    Que possamos nos conscientizar do que é o verdadeiro amor, aprender a viver nesse amor, praticar e compartilhar esse amor.
    Que possamos aprender definitivamente que Deus não é nossa caixinha de tesouro, caixa de bens, de herança, que possamos através desse amor parar de mexer nos bolsos de Deus enquanto ele nos abraça e buscar com toda verdade de sentimentos a sua face.
    Que Deus continue abençoando grandemente a vida do ministro da palavra Diengo Nacimento, que sobre ele plene total responsabilidade sobre o ensinamento genuíno da palavra… alcançando vidas e vidas de forma concreta e verdadeira.

  3. Muito Esclarecedor. Vou compartilhar com Pessoas que Aconselho …Gosto muito desses Momentos pra Aprender sempre um pouco mais da Palavra Fiel e Perfeita do Nosso Amado e SENHOR JESUS Cristo de Nazaré!!!Deus Abençoe tua vida e teu Ministério

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here