Estudos Bíblicos

Estudo Bíblico Sobre As Bodas de Caná da Galileia: Jesus Transforma Água em Vinho

As Bodas de Caná da Galileia é o lugar do primeiro milagre de Jesus. Leia o artigo e veja como o Senhor Jesus Cristo é surpreendente e pode mudar qualquer circunstância em nossas vidas.

As Bodas de Caná são mencionadas em João 2 e é um evento histórico. Elas registram o primeiro milagre de Jesus. É o lugar onde Jesus transforma água em vinho. A palavra Boda tem sua origem no latim “vota” e significa “promessa”. É uma celebração de casamento.

A palavra no plural: bodas, faz referência aos votos matrimoniais, feitos no dia do casamento. Caná da Galileia é assim chamada para distingui-la de outra cidade também chamada de Caná, na Coele-Síria.

Caná da Galileia é o cenário do primeiro milagre de Jesus e é também o lugar onde ele curou o filho do nobre, que estava doente, em Cafarnaum (João 4.46-50), e também o local onde habitava Natanael (João 2.12)

Como Jesus é um Deus de aliança e ama a família, não é a toa que Ele realiza seu primeiro milagre em um casamento.

Por Que Jesus Estava Nas Bodas De Caná?

No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava ali; Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento. (João 2.1,2)

Na ocasião das bodas de Caná, Jesus não era conhecido publicamente como Messias ainda.

As pessoas o conheciam por uma função bem mais humilde: Jesus de Nazaré o carpinteiro.

Nada de multidões, alvoroço. Apenas almoço aos domingos com a família. Orações no Templo e na sinagoga, festas de casamento, e só.

Jesus era uma pessoa comum. Até aquele dia.

Três ou quatro dias antes Jesus havia sido batizado por João Batista. Logo após encontrou Felipe e Natanael, João, Pedro e André.

O convite provavelmente chegou a Jesus por intermédio de Maria. Veja que o texto diz que Maria estava ali, e que Jesus e seus discípulos também foram convidados.

Isso nos leva a pensar que o convite foi primeiramente dirigido a Maria.

Por Que Maria Fala Com Jesus Sobre O Vinho Nas Bodas De Caná?

Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”. Respondeu Jesus: “Que temos nós em comum, mulher? A minha hora ainda não chegou”. (João 2:3,4)

As festas de casamentos dos dias de Jesus duravam de 3 a 7 dias. É provável que Maria, Jesus e seus discípulos tivessem chegado no final das bodas de Caná, visto que o bom vinho já havia sido servido.

Com Jesus, chegaram no mínimo seis pessoas: Maria, Pedro, João, André, Filipe e Natanael.

É muito provável que tenha sido esse o motivo que levou Maria a falar com Ele. O vinho acabou nas bodas de Caná justamente após a chegada deles.

Você sabe como são as mulheres. Questões como essas são importantíssimas para elas. Além do mais em acabando o vinho acabaria a festa.

O vinho nos dias do ministério de Jesus representava a alegria. Dessa forma, acabando o vinho, acabaria a alegria.

Então, educadamente Maria diz a Jesus: “Eles não têm mais vinho”.

A resposta de Jesus nos nossos dias parece ser um pouco rude. Mas não!

Nos dias do ministério de Jesus o termo “mulher” era uma forma respeitosa de chamar uma mulher.

Perceba que em outras ocasiões Jesus também se utiliza dele:

  • “Ó mulher grande é atua fé (Mateus 15.28);
  • “Mulher, estás livre da tua enfermidade (Lucas 13.12);
  • “Mulher, crê-me que a hora vem em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai (João 4.21).

Ou seja, ao chamar Maria de “mulher” nas bodas de Caná, Jesus não estava sendo indelicado.

No entanto, as palavras seguintes de Jesus são as que começam a causar polêmica teológica nos dias de hoje.

“Que temos nós em comum, mulher? A minha hora ainda não chegou”. Jesus dá a entender que não se importa muito com o problema apresentado por Maria, visto que não é o momento de revelar seu poder.

A Soberania De Jesus e a Humildade de Maria

Sua mãe disse aos serviçais: “Façam tudo o que ele lhes mandar”. (João 2.5)

As palavras de Jesus não fizeram Maria desistir. Ela conhecia Jesus melhor do que qualquer pessoa.

Maria conhecia o coração generoso de Jesus. Ela sabia que apesar de não ser o momento Ele não ficaria indiferente para com ela. Jesus a amava.

Tendo tudo isso em mente ela diz aos serventes das bodas de Caná que fiquem à disposição de Jesus para o que ele precisar.

Acredito que esse gesto de Maria. Essa submissão a sua soberania, convenceu Jesus a fazer aquilo que ela estava pedindo.

Que grande mulher de Deus!

Jesus Transforma Água Em Vinho Nas Bodas De Caná

Ali perto havia seis potes de pedra, do tipo usado pelos judeus para as purificações cerimoniais; em cada pote cabia entre oitenta a cento e vinte litros. Disse Jesus aos serviçais: “Encham os potes com água”. E os encheram até à borda. Então lhes disse: “Agora, levem um pouco do vinho ao encarregado da festa”. Eles assim o fizeram. (João 2:6-8)

Também conhecidas como “talhas”, esses potes de pedra eram uma espécie de tanque de água que comportavam de 80 a 120 litros de água.

Era nessas talhas que os judeus faziam seus rituais de purificação.

Jesus ordena aos serviçais das bodas de Caná que encham os recipientes com água. O que eles obedientemente fazem.

A Bíblia não diz se eles questionaram ou não, mas encheram, apesar de parecer uma ordem estranha, a princípio.

Que nós sejamos assim. Que haja em nós disposição para obedecer a Jesus mesmo quando sua direção é inusitada.

Quando as talhas das bodas de Caná já estavam cheias, até o topo, Jesus ordenou que fosse servido.

O Melhor Vinho Das Bodas De Caná Da Galileia

E o encarregado da festa provou a água que fora transformada em vinho, sem saber de onde este viera, embora o soubessem os serviçais que haviam tirado a água. Então chamou o noivo e disse: “Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora”. (João 2:9,10)

Nas festas de casamento é muito comum que haja um cerimonialista. São as pessoas que cuidam da organização e do decorrer da festa.

Nas bodas de Caná da Galileia não foi diferente. Quando a nova remessa de vinho chegou que o cerimonialista provou. Ele percebeu que o último vinho era melhor que o primeiro.

E se admirou, porque todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora.

O primeiro milagre de Jesus, transformar água em vinho, revela muito do seu caráter.

Podemos esperar que aquilo é feito por Ele, é sempre excelente. É sempre o melhor.

Veja o que dize Gênesis:

“E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom…” (Gênesis 1.31).

O Primeiro Milagre De Jesus

“Este sinal miraculoso, em Caná da Galileia, foi o primeiro que Jesus realizou. Revelou assim a sua glória, e os seus discípulos creram nele.” (João 2:1-11)

Foi nas Bodas de Caná da Galileia que Jesus Cristo começou a operar seus milagres.

O seu primeiro milagre promoveu a continuidade da alegria em uma festa de casamento.

Como Deus ama a família!

Ele está sempre pronto a trazer alegria aos nossos lares, casas, famílias, filhos.

Aquilo que é feito por Jesus em nossas casas é com certeza, sempre, o melhor!

Conclusão

A presença de Jesus em nossos lares, famílias, negócios, enfim, a presença de Jesus em nossa vida nos traz segurança.

Ao estar presente nas bodas de Caná da Galileia, Jesus conferiu sua aprovação ao casamento entre um homem e a mulher e mostrou o quanto ama a família conforme Deus instituiu.

“Mas no princípio da criação Deus ‘os fez homem e mulher’. ‘Por esta razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’. Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne.” (Marcos 10:6-8)

A minha oração é para que Jesus esteja continuamente em nossas vidas. Trazendo alegria. Nos surpreendendo. Nos dando sempre o melhor.

Eu gostaria de conhecer sua opinião. Saber se você tem algo a acrescentar. Deixe seu comentário!

Deus abençoe!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

14 Comentários

  1. Ronaldo disse:

    Muito bom… muito bom mesmo

  2. Claudemar disse:

    Alem doque foi dito acima a preocupação com a família isso e obvio e notório desde Adão e Eva.

  3. Claudemar disse:

    Esse casamento essa alegria esse milagre e o melhor ficou para o final, nisso tudo entendo que nada mais nada menos q casamento d Jesus sendo o noivo e a sua santa igreja senso a noiva, ou seja o primeiro milagre d Jesus foi implantar a era da Graça criando sua igreja e derramando a alegria simbolizado pelo vinho alegria do Espírito Santo em nossas vidas.

  4. agenor disse:

    na festa de canan .no casamento pergunta?qual era nomes dos noivos ? obrigado

  5. Elias disse:

    Paz do Senhor Jesus a todos!
    Vamos analisar o milagre de Jesus:100 litros é uma média boa,pois, cabiam de duas a três metreta que cada metreta é 30 a 40 litros. 600 L X 30.000,00 = 18.000.000,00 isso é o valor monetário que pra Jesus não importava. As talhas de água eram para purificação e Jesus usou as talhas de pedra que significam o coração do homem e o vinho que também simbolizam o seu sangue que seria derramado para a purificação dos homens e das mulheres.
    Talhas não eram para se colocar vinho mas sim água para purificação. Certo? Água significa a Palavra quelava e então o vinho foi colocado segundo a Palavra de Deus, o Verbo de Deus.
    Respeitando os pensamentos contrário que colocar a minha humilde interpretação. E quanto nós deixarmos de crer em milagres não vai causar nenhum demérito aos feitos de Jesus pois Ele continua fazendo e eu sou prova disso. Nós crendo ou não eles aconteceram e continuam acontecendo. Creiamos nós ou não! O crer trás muitos benefícios e Jesus disse: ” se tu creres tudo é possível ao que crer”. Temos vivenciado os milagres de Jesus em nossos dias. Jesus ajuda na nossa incredulidade se quisermos, caso contrário ninguém tem nada que ver a não ser nós mesmos. Minha mãe é um milagre, eu sou um milagre.Louvado seja Deus.

  6. Elem Gastesi disse:

    Olá! A paz do Senhor!
    Uma ótima explanação do texto bíblico.
    Acredito que em uma festa como esta planejada, arquitetada, faltar bebida ou comida seria algo vergonhoso, é como se convidássemos pessoas para uma “grande” festa e em um determinado momento não tivesse mais comida ou bebida, isso seria um grande constrangimento.
    Mas algo muito interessante é que Jesus foi convidado sem segundas ou terceiras intenções, mas pelo simples fato de querer a sua presença naquele momento tão importante. O milagre foi a consequência de Jesus estar presente. Quando Jesus está presente, algo sempre acontece. Oh Glórias a Deus!
    Quando Maria diz para fazer tudo conforme Jesus pedisse, aqui me mostra que devemos obedecer por completo a Palavra (Jesus). Quando Jesus libera sua palavra do que deveria ser feito, eles começam a encher as talhas e mesmo não contemplando, o milagre ja estava sendo operado.
    Quanto aos questionadores sobre o vinho bom para o final, lembro daquela passagem que diz que o fim é melhor do que o princípio, e naquela festa com certeza poderia ter pessoas que não acreditassem em Jesus como Salvador, mas crendo ou não eles provaram o milagre de Jesus.
    Então a Palavra nos diz que ali Jesus principiou seus sinais.
    Aqui entendo que quando convidamos a Jesus para tomar o controle da situação, a reversão é o princípio dos milagres que Jesus poderá operar.

    Abraço,
    Elem Gastesi

  7. Yuri Kovaliov disse:

    Não existe milagre; não acredito em milagre. E não acredito que Jesus tenha transformado água em vinho, apesar da literalidade do texto bíblico. Aliás, o que deve ser questionado, em textos bíblicos, é, justamente, sua literalidade. Em geral, bons intérpretes do texto bíblico não aceitam interpretações literais. É meu caso. Jesus veio a este mundo é disse que não derrogaria a Lei. Pois bem! Que Lei? A Lei de Deus, que rege este Universo; e neste Universo, fisicamente falando, não existe a transformação de água em vinho, por razões de lógica simples: o composto ‘água’ é muito diferente do composto ‘vinho’. E repito: Jesus não veio para derrogar a Lei. Logo, essa suposta transformação ‘material’ não tem lógica. A lógica está assentada na transformação moral do ser humano, como apregoam tantas passagens bíblicas, tanto nas Escrituras como no Novo Testamento. A transformação é, portanto, moral e/ou intelectual: a água simboliza a pureza, a ignorância, o ser humano simples; enquanto que o vinho simboliza o ser humano sapiente, conhecedor de sua razão. Em termos da simbologia da linguagem bíblica, é completamente plausível que a interpretação não seja a literal. Querer viver em um mundo como este, em que nenhum milagre (a não ser por mero eufemismo vocabular de expressão comum) ocorreu ou ocorre ou ocorrerá, é o mesmo que viver alienado e não construir pensamentos lógicos e simples. É claro que a Bíblia é um livro frente o qual cada historieta demanda o ato de pensar, e pelo muito que já vivi neste planeta, percebi, com cristalina evidência que o ser humano é, no geral, incapaz de pensar… com lógica e com sensatez. Obrigado pela atenção.

    • Diego Nascimento disse:

      A paz de Cristo permaneça sobre a sua vida Yuri!

      O milagre da transformação de água em vinho foi literal. Jesus mandou encher as talhas com água e quando os serviçais levaram para o encarregado da festa provar, e ele bebeu era vinho. Sem contar que o encarregado não sabia de onde o vinho viera, apenas o serviçais.

      Não há como provar água e confundir com vinho e vive-versa!

      Por fim, a lei sobre a qual o Senhor Jesus Cristo se refere é a Lei de Moisés ministrada no Antigo Testamento.

      Você falou que não acredita em milagres. Recomendo que assista ao filme: “Milagres no Paraíso”. Será útil para o seu conhecimento.

      Obrigado por sua participação.
      Deus o abençoe!

      • Yuri Kovaliov disse:

        Agradeço por sua resposta. ‘Milagre’ é uma palavra usada para referenciar o que não pode ser explicado, ou seja, quando desconhecemos, podemos denominar por ‘milagre’. Portanto, por lógica simples, milagre não existe, mesmo!
        E como eu havia dito: o texto das Bodas de Caná é totalmente abstrato e simbólico; não é, por certo, literal – Jesus não veio para derrogar a Lei!… transformar água em vinho é uma derrogação da Lei. Desculpe-me, por favor. Não causarei mais transtornos.
        Agradeço pela atenção.

        • Diego Nascimento disse:

          Tranquilo Yuri!

          Não tenho a intenção de impor minhas ideias. Somos seres humanos, e a diferença de pensamentos faz parte da nossa humanidade. O importante é que embora pensemos de forma diferente, mantenhamos o respeito e o amor.

          Você é sempre bem-vindo!

          Deus o abençoe!

  8. Diego Nascimento disse:

    Amém Verdiz!

    Realmente, há muito mais revelação de Deus neste texto. Isso é algo maravilhoso. As riquezas que existem na Palavra de Deus são fantásticas.

    Obrigado por acrescentar sua opinião é muito importante para o crescimento da obra de Deus!

  9. Verdiz Chirunguze disse:

    Louvado seja Deus.
    Gostei do estudo mas acredito que existe mais revelações da parte de Deus que ainda não foram escritos neste artigo.
    Que Deus possa vos abencoar bastante.

    “Que haja em nós disposição para obedecer a Jesus mesmo quando sua direção é inusitada”

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.