Estudos Bíblicos Diego Nascimento

Estudo Bíblico Sobre Avivamento Espiritual: Como Receber?

Neste estudo bíblico vamos analisar o avivamento ocorrido no dia de Pentecoste. Não pretendo abordar outros avivamentos ocorridos ao longo da história, como o avivamento na Europa, África e América. Não tenho como assumir que todas as informações, intenções e métodos desses movimentos, são agradáveis ao Senhor Jesus.

A minha intenção é estudar o avivamento bíblico. Ocorrido na Igreja primitiva. Dessa forma tenho certeza de que estou passando informações confiáveis do ponto de vista espiritual.

O avivamento ocorrido no dia de Pentecoste foi totalmente agradável a Deus e elimina qualquer tipo de desconfiança. É um avivamento com bases puras e totalmente bíblico.

O Propósito do Avivamento

 

“Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”. (Atos 1.8)

Após a morte e ressurreição do Senhor Jesus, Ele fez a seguinte declaração:

“E lhes disse: “Está escrito que o Cristo haveria de sofrer e ressuscitar dos mortos no terceiro dia, e que em seu nome seria pregado o arrependimento para perdão de pecados a todas as nações, começando por Jerusalém. Vocês são testemunhas destas coisas.

Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”. (Lucas 24:46-49)

Esse poder os capacitaria a anunciar o Evangelho de Jesus Cristo a todas as nações. Ou seja, poder com o fim específico de promover o Reino de Deus entre os homens.

Poder Para Testemunhar 

Nos nossos dias a visão de avivamento – na minha opinião – é deturpada por algumas doutrinas. Avivamento não tem o objetivo principal de promover pessoas nem denominações, mas sim o Reino de Deus e o Evangelho de Jesus.

A maior e mais contundente prova de que uma Igreja Cristã é avivada ou não, pode ser observada pela quantidade de pessoas que ela conduz a Cristo – por meio de conversões – e pela observação dos frutos do Espírito nos Cristãos que já fazem parte dessa comunidade, como por exemplo Barnabé.

Se estas características estiverem ausentes não há avivamento. Há movimento!

Ao receber o poder do Espírito Santo o Cristão autêntico é cada vez mais e de todas as formas, impelido a testemunhar a respeito de JesusAvivamento espiritual que não ultrapassa o lugar do culto é apenas terapia e euforia. 

Como Receber Avivamento?

“Quando chegaram, subiram ao aposento onde estavam hospedados. Achavam-se presentes Pedro, João, Tiago e André; Filipe, Tomé, Bartolomeu e Mateus; Tiago, filho de Alfeu, Simão, o zelote, e Judas, filho de Tiago. Todos eles se reuniam sempre em oração, com as mulheres, inclusive Maria, a mãe de Jesus, e com os irmãos de Jesus. Naqueles dias Pedro levantou-se entre os irmãos, um grupo de cerca de cento e vinte pessoas…” (Atos 1:13-15)

Não pode faltar a oração. Após a ascensão de Jesus ao céu, os apóstolos – líderes da Igreja – e as mulheres que seguiam a Jesus, bem como outros discípulos permaneceram juntos. Eles estavam sempre reunidos para orar.

Não há avivamento sem interesse. A liderança estava profundamente envolvida com o desejo, o sentimento e o propósito de uma revolução espiritual.

Todos Estavam Reunidos Em Um Só Lugar 

Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava. Havia em Jerusalém judeus, tementes a Deus, vindos de todas as nações do mundo. (Atos 2:1-5)

Havia comunhão entre eles. Após a ascensão de Jesus eles permaneceram juntos em um só lugar. Cada um não puxou para um lado em busca de seus interesses. Não há avivamento sem comunhão. 

Uma Expectativa Viva E Confiante

Cada um deles estava ali com uma expectativa. Eles queriam receber algo. Esse “algo” estava enraizado na promessa de Jesus: “Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”. (Lucas 24:49)

Não há avivamento real fora da Palavra de Deus. O poder e revestimento espiritual que desejamos deve ter os padrões bíblicos. Avivamento não é uma anomalia espiritual é fruto da instrução bíblica!

As Consequências…

Alguns, todavia, zombavam deles e diziam: “Eles beberam vinho demais”. (Atos 2:13)

Ao receber o poder de Deus e o revestimento do Espírito Santo, imediatamente a Igreja passou a receber maior oposição por parte dos incrédulos.

Não se espante!

Poderão te chamar de fanático. Louco. Estranho. Mas não se incomode, o Senhor Jesus disse:

“”Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês”. (Mateus 5:11,12)

Avivamento Produz Ousadia Espiritual

Então Pedro levantou-se com os Onze e, em alta voz, dirigiu-se à multidão: “Homens da Judéia e todos os que vivem em Jerusalém, deixem-me explicar-lhes isto! Ouçam com atenção: estes homens não estão bêbados, como vocês supõem. Ainda são nove horas da manhã! Pelo contrário, isto é o que foi predito pelo profeta Joel…” (Atos 2:14 -16)

Em contrapartida a oposição, o avivamento da fé também gera no cristão uma contundente carga de ousadia.

Ao perceber que os judeus estavam zombando da Igreja e interpretando errado os acontecimentos, Pedro ousadamente dirigiu-se a multidão com palavras cheias de poder. Pedro explicou detalhadamente, por meio das Escrituras, que aquilo era o cumprimento da profecia de Joel 2.28. 

Avivamento Produz Arrependimento

Quando ouviram isso, os seus corações ficaram aflitos, e eles perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos? “Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus chamar”. Com muitas outras palavras os advertia e insistia com eles: “Salvem-se desta geração corrompida! “Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas. ” (Atos 2:37-41)

As palavras do apóstolo Pedro foram como “a espada afiada de dois gumes” descrita em Hebreus 4.12, no coração dos ouvintes.

Avivamento produz pregação voltada para o arrependimento não para o entretenimento. Rodopios. Correria. Gritos. Euforia. Perda de sentidos. Não é esse o principal objetivo de um avivamento com base nas Escrituras Sagradas. O principal objetivo de um avivamento espiritual é a conversão de pessoas a Jesus.

Perceba que a promessa é bastante específica: “Mas receberão poder… e serão minhas testemunhas. ”. Não é poder para autopromoção ou satisfação pessoal. É poder para fazer o Reino de Deus crescer!

Após a ministração de Pedro cerca de três mil pessoas foram acrescentadas a comunhão da Igreja.

Precisamos desse avivamento!

Conservando o Avivamento da Fé 

“Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Todos os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. ” (Atos 2:42-47)

Avivamento exige dedicação. “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos…”. Precisa ser conservado, senão os seus efeitos desaparecem. Observe o conselho do apóstolo Paulo a Timóteo:

“Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, fazendo isso, você salvará tanto a si mesmo quanto aos que o ouvem. ” (1 Timóteo 4:16). O princípio é basicamente o mesmo.

Após receber o avivamento é necessário estar atento a seu próprio relacionamento com Jesus e com a doutrina. Foi o que a Igreja primitiva fez. Mesmo estando cheios do poder de Deus, eles não baixaram a guarda.

Para conservar o avivamento recebido eles se dedicaram ao ensino dos apóstolos. Ou seja, aos ensinos de CristoAvivamento espiritual não é fruto de uma anomalia bíblica. É fruto de um estudo saudável das Escrituras.

Exige comunhão, oração e temor. “Eles se dedicavam… à comunhão, ao partir do pão e às orações. “Todos estavam cheios de temor…”. Uma das consequências do avivamento é a comunhão entre os irmãos. Unidade. Uma Igreja sem união é uma Igreja carnal.

O derramamento do Espírito Santo sobre a Igreja no dia de Pentecoste produziu uma profunda unidade. De tal maneira que eles partiam o pão juntos e tinham tudo em comum, inclusive temor.

Eles se amavam!

Avivamento exige culto. Muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos… Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. ”

Uma Igreja avivada é uma Igreja que oferece cultos aos Senhor, com frequência e prazer. Todos os dias a Igreja se reunia para oferecer um culto sincero e amoroso ao nosso Deus.

Eram nos cultos que se evidenciavam os frutos do ensino apostólico, das orações e da comunhão. De que forma? Muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. Havia poder para curar, libertar e restaurar sendo evidenciado entre eles.

Uma outra consequência disso era a alegria. Os crentes se comportavam com “alegria e sinceridade de coração, louvando a Deus”. Eram pessoas alegres. Felizes. Animadas. Isso contagiou a comunidade local e eles conquistaram “a simpatia de todo o povo”.

Uma Igreja avivada, que conhece e estuda a Bíblia, está em constante oração, se mantém unida e cultua constantemente ao Senhor, colhe o mais precioso dos frutos. Vidas para Jesus!

E o Senhor lhes acrescentava todos os dias os que iam sendo salvos. Esse é o principal objetivo do avivamento espiritual. A conversão de almas. O arrependimento dos pecadores. Não a autopromoção.

Conclusão

O poder do Espírito Santo tem como principal objetivo capacitar o crente para a pregação do Evangelho e expansão do Reino de Deus.

O que o avivamento bíblico não produz?

  • Senso de superioridade espiritual;
  • Espírito de julgamento;
  • Isolamento;
  • Desprezo para com os mais fracos na fé.

E então o que você acha? Que atitudes nós deveríamos melhorar para desenvolver um avivamento genuíno em nossa nação? Deixe sua resposta! Compartilhe sua opinião com o mundo!

Deus abençoe!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

5 Comentários

  1. Lucas disse:

    O Estudo É Bacana Gostei Muito E Cheguei A Conclusão Que Para Termos Um Verdadeiro Avivamento Precisamos Primeiramente Deixar O Amor Pela Obra De Deus Crescer Em Nosso Coração, Não Fazer Nada Como Obrigação Ou Por Outro Interesse Se Não Pelo Amor. Que Deus Continue Te abençoando

  2. Pb Everaldo Dos Santos disse:

    Muito bom site bons estudos biblicos que nos ajuda bastante tirar algumas duvidas que o eterno continue te abençoando, estarei te ajudando em oração, pra que vc continue sendo essa ferramenta nas mãos do todo poderoso Deus criador do Céu e da terra!!!

  3. Angelina disse:

    Glória a Deus muito bom o estudo ,Deus abençoe!

  4. Renato disse:

    Gostei muito desse estudo,mas percebo que a igreja atual está longe de um verdadeiro avivamento,movimentos tem de mais,avivamento não,que o tenha misericórdia de nós…

  5. Lucas Felipe disse:

    Poxa esse estudo é Fantástico, particularmente eu amei e concordo sim com o estudo abordado. Deus abençoe!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});