Estudos Bíblicos

Estudo Bíblico Sobre Dons Espirituais: Dons Espirituais e Significados

Os dons espirituais são uma manifestação da graça de Deus concedida pelo Espírito Santo. Os dons espirituais são fundamentais no crescimento e desenvolvimento da Igreja, o corpo de Jesus Cristo.

Os dons espirituais estão a disposição de todos os santos. No entanto, precisamos buscá-los diligentemente. Precisamos demonstrar interesse e disposição, porque os dons espirituais não são para proveito pessoal.

Neste estudo bíblico sobre dons espirituais veremos:

  • Quais são os dons espirituais?
  • Dons Espirituais: Romanos 12.6-8 
  • Dons Espirituais: I Coríntios 12.7-11
  • Dons Espirituais: Efésios 4.11-14 
  • Dons Espirituais: I Pedro 4.10,11 

Quais São os Dons Espirituais?

Irmãos, quanto aos dons espirituais, não quero que vocês sejam ignorantes.

Há diferentes tipos de dons, mas o Espírito é o mesmo. Há diferentes tipos de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. Há diferentes formas de atuação, mas é o mesmo Deus quem efetua tudo em todos. (1 Coríntios 12:1, 4-6)

Os dons espirituais não devem ser um tabu na Igreja. Os cristãos não devem apenas saber sobre os dons, de uma maneira geral como também, devem procurar descobrir quais possuem.

Como nosso Deus é extremamente criativo, ele dispôs uma grande variedade de dons espirituais e dons ministeriais.

Esses dons, se manifestam de diferentes maneiras, isso promove uma dinâmica poderosa e rica, na Igreja. Não há ambiente mais dinâmico que o de uma Igreja que explora os dons espirituais e ministeriais de sua comunidade.

Portanto, conhecer os dons espirituais e ministeriais é nosso dever. Precisamos buscá-los (Ver Estudo Bíblico Sobre Avivamento Espiritual).

Dons Espirituais: Romanos 12.6-8 

Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se alguém tem o dom de profetizar, use-o na proporção da sua fé. Se o seu dom é servir, sirva; se é ensinar, ensine; se é dar ânimo, que assim faça; se é contribuir, que contribua generosamente; se é exercer liderança, que a exerça com zelo; se é mostrar misericórdia, que o faça com alegria. (Romanos 12:6-8)

Profetizar – o cristão que possui esse dom espiritual é diferenciado. Na bíblia, os que possuem o dom de profecia, estão hierarquicamente abaixo, apenas dos apóstolos.

Podem ser considerados profetas, pessoas como Martinho Lutero, Jhon Wesley, Charles Spurgeon, Billy Graham.

Os profetas possuem palavras investida de grande autoridade sobre sua geração. Eles fazem uma diferença extraordinária em seus dias. Influenciando a sociedade em que vivem e levando muitas pessoas a Jesus Cristo.

Servir – esse dom é referente ao serviço prático, como o prestado por Marta (Lucas 10.40), ou algum serviço espiritual.

Pode referir-se aos serviços mais simples como lavar os pés dos discípulos (João 13.5), bem como serviços elevados, como José e Daniel (Ver Daniel na Cova dos Leões) que serviram com altas patentes em grandes reinos.

Ensinar – aqueles que possuem esse dom espiritual, ensinam de forma eficaz, interessante e inovadora.

Para eles ensinar é prazeroso e apaixonante. Isso fica evidente no interesse da maioria de seus alunos por seus ensinamentos. Jesus Cristo é um maravilhoso exemplo disso (Ver Ensinamentos de Jesus).

Este dom espiritual está escasso em nossas igrejas. Muitos ministros, com o passar dos anos permanecem ministrando os “mesmos sermões” e falando sobre os mesmos problemas, da mesma forma, os mesmos exemplos.

O cristão que possui o dom de ensinar, gera expectativa nos ouvintes sobre o assunto a ser tratado. Isso se dá por causa da sua criatividade em ensinar.

Dar ânimo – esse dom se manifesta na vida daqueles que diligentemente encorajam outros a permanecer na caminhada cristã.

Sua mensagem e ensino dá aos seus ouvintes uma vontade extra de seguir o caminho de Jesus Cristo. Pode ser considerado também como aquele que exorta.

Um bom exemplo de cristão com esse dom, é Barnabé o homem de Deus. Ele era profundamente dedicado a encorajar outros cristãos.

Contribuir – há cristãos que são fundamentais para o financiamento no Reino de Deus. Eles contribuem não apenas com suas finanças, mas com sua energia, tempo, talentos, etc.

Estes cristãos têm prazer em contribuir para o desenvolvimento e crescimento da obra de Deus na Terra. Eles fazem de forma recorrente a oração: “Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”. (Mateus 6:10)

Liderar – Esse dom espiritual se manifesta na vida daqueles que de alguma forma, lideram a obra de Deus com eficiência.

Normalmente ele se manifesta na vida dos diáconos, presbíteros e pastores. No entanto, de uma forma mais ampla refere-se a todos os cristãos que lideram diversos setores na igreja, de forma eficiente.

Percebe-se na vida daqueles que possuem esse dom espiritual que sob sua liderança, a igreja ou seus setores apresentam considerável saúde e crescimento.

Mostrar misericórdia – o cristão que possui esse dom, normalmente está envolvido com obras de ação social na Igreja.

Com frequência fazem visitas aos necessitados, presos, viúvas. Estão continuamente levantando fundos ou recursos para auxiliar essas pessoas.

O Senhor Jesus Cristo, falou muito sobre a misericórdia. Um bom e claro exemplo de misericórdia é a parábola do bom samaritano.

Dons Espirituais: I Coríntios 12.7-11 

A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum. Pelo Espírito, a um é dada a palavra de sabedoria; a outro, a palavra de conhecimento, pelo mesmo Espírito; a outro, fé, pelo mesmo Espírito; a outro, dons de cura, pelo único Espírito; a outro, poder para operar milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a outro, variedade de línguas; e ainda a outro, interpretação de línguas.

Todas essas coisas, porém, são realizadas pelo mesmo e único Espírito, e ele as distribui individualmente, a cada um, conforme quer. (1 Coríntios 12:7-11)

Os dons espirituais são distribuídos na Igreja, visando o crescimento e bem do corpo e do indivíduo.

Essa distribuição, porém, se dá pela vontade de Deus e ação do Espírito Santo. Pois, “pelo Espírito, a um é dada… a outro… pelo mesmo Espírito”.

Ou seja, é importante desejarmos e buscarmos, mas o Espírito nos concederá segundo a vontade de Deus.

Pelo Espírito, a um é dada… 

Palavra de sabedoria – neste dom espiritual está envolvida a compreensão de verdades profundas de Deus. Essa compreensão é dada mediante uma manifestação direta do Espírito de Deus.

Palavra de conhecimento – esse dom espiritual se manifesta na vida dos mestres. Estes são aqueles que possuem um conhecimento diferenciado da palavra de Deus, e além disso são extremamente eficazes na comunicação desse conhecimento.

Fé – a fé como dom espiritual não é a mesma fé salvadora, suficiente para a justificação.

A fé, aqui mencionada é um alto grau de fé, por meio da qual coisas extraordinárias são realizadas. Foi com essa fé que o Senhor Jesus Cristo amaldiçoou a figueira, e ela nunca mais frutificou (Marcos 11.21).

Dons de cura – este dom espiritual se manifesta na vida de alguns cristãos para aliviar o sofrimento e a dor das pessoas.

A doença não faz parte do plano original da criação, ela é fruto do pecado. O Senhor Jesus se utilizou poderosamente deste dom (Ver os 35 Milagres de Jesus nos Evangelhos).

O dom de curar é uma evidência do desejo de Deus em restaurar a criação de uma forma completa (Ver a Cura Divina: o Deus da Cura).

Poder para operar milagres – este dom espiritual é bastante amplo. Ele inclui curas, expulsão de espíritos malignos, provisão sobrenatural (Ver a Multiplicação de Pães e Peixes).

O Senhor Jesus, como detentor da glória de Deus e possuidor de todos os dons espirituais manifestou este dom espiritual de diversas maneiras, no seu ministério.

Profecia – este dom espiritual envolve conhecimento prévio do futuro. Pode se manifestar, também na ministração da palavra de Deus de uma forma diferenciada. Superior ao ensino ministrado pelos mestres.

Discernimento de espíritos – o cristão que possui este dom espiritual sabe discernir claramente a manifestação de espíritos enganadores. Além disso é capaz de expor estes espíritos a luz.

Um bom exemplo disso é o apóstolo Paulo. Uma jovem, escrava e possessa por espirito de adivinhação seguia a ele e Silas e continuamente declarava que eles eram servos do Deus altíssimo.

Aparentemente aquela era uma jovem que reconhecia os servos de Deus. Mas não! Paulo viu além e expulsou o espírito maligno da moça (Atos 16.16-19).

Variedade de línguas – este dom espiritual pode manifestar-se de duas maneiras: línguas naturais e línguas doa anjos.

Este dom se manifestou primariamente no dia de pentecoste (Ver Avivamento Espiritual: Como Receber?). É um dom fantástico para a comunicação e expansão do Evangelho.

Interpretação de línguas – assim como o dom de discernimento de espíritos a interpretação de línguas é fundamental para a saúde da igreja.

O apóstolo Paulo proibiu o uso público das línguas na igreja, quando não houvesse intérprete (I Coríntios 14.27,28).

Este é um ponto, que muitas igrejas principalmente as pentecostais desprezam. Não é incomum em suas reuniões muitas pessoas falarem “línguas estranhas” sem ninguém para interpretar o que está sendo dito.

Isso é grave!

É extremamente importante que saibamos o que está sendo ministrado, para que não sejamos enganados pelo diabo e pela carne.

Dons Espirituais: Efésios 4.11-14 

E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, e cheguemos à maturidade, atingindo a medida da plenitude de Cristo.

O propósito é que não sejamos mais como crianças, levados de um lado para outro pelas ondas, nem jogados para cá e para lá por todo vento de doutrina e pela astúcia e esperteza de homens que induzem ao erro. (Efésios 4:11-14)

O propósito dos dons espirituais não é para a promoção pessoal, é para “preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado, até que todos alcancemos a unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus”.

Os dons espirituais dentre tantas coisas, têm a finalidade de preparar os cristãos para uma vida saudável e produtiva no seio da igreja. São mecanismos de segurança e desenvolvimento para o corpo de Jesus Cristo.

A vontade de Deus é que cresçamos como cristãos. Não sejamos como crianças. Os dons espirituais, portanto, são responsáveis por essa evolução. Pela maturidade, pelo crescimento.

Dons Espirituais: I Pedro 4.10,11 

Cada um exerça o dom que recebeu para servir aos outros, administrando fielmente a graça de Deus em suas múltiplas formas.

Se alguém fala, faça-o como quem transmite a palavra de Deus. Se alguém serve, faça-o com a força que Deus provê, de forma que em todas as coisas Deus seja glorificado mediante Jesus Cristo, a quem sejam a glória e o poder para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4:10,11)

Os dons espirituais envolvem diretamente o trabalho físico. O exercício e a ministração deles produzem desgaste, cansaço e muitas vezes o sentimento de solidão.

Mas os dons espirituais não são propriedades particulares, eles são para servir aos outros. O exercício dos dons espirituais produz glória para Deus. Cada vez que alguém é salvo, curado, encorajado, ministrado de alguma forma.

Ao receber dons espirituais estamos recebendo de Deus, a oportunidade, o privilégio de sermos úteis aos santos, a igreja, ao nosso Deus.

Receber dons espirituais é superior a qualquer honra humana. Portanto, busque diligentemente os dons espirituais, para que de alguma forma você possa servir a Igreja de Jesus Cristo.

Conclusão

Os dons espirituais são uma ferramenta poderosa para o crescimento e desenvolvimento da obra de Deus. Distribuídos pelo Espírito Santo, os dons espirituais são para a edificação da Igreja e não para proveito pessoal.

Os dons espirituais estão a disposição dos salvos em Jesus Cristo. Dessa forma, se você está em Cristo, há uma diversidade de dons espirituais e ministeriais disponíveis para seu crescimento no Reino de Deus.

Como filhos de Deus, é desejo do nosso Pai dividir entre nós dons que sejam úteis para que o mundo o conheça cada vez mais. Portanto, se você deseja dons busque a Deus e ele com certeza te ouvirá.

Por fim, sobre os dons espirituais eu gostaria de conhecer a sua opinião. Deixe seu comentário. O que você pensa sobre os dons espirituais?

Não esqueça de compartilhar com seus parentes e amigos. E INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE.

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

2 Comentários

  1. Guilherme Santana disse:

    Amei o estudo!!! Foi muito útil pra mim, me identifiquei muito com alguns dons!!!! Sem dúvidas esse estudo foi um instrumento de Deus para me doar mais conhecimento sobre esse assunto!!!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.