O jugo desigual é um tema bastante delicado na fé cristã. Isto acontece porque é necessário um bom entendimento e até mesmo maturidade espiritual para saber diferenciá-lo da não-evangelização.

Portanto, o bom entendimento do que significa o jugo desigual nos ajuda a manter a santificação da nossa fé, em um relacionamento puro com Deus e o relacionamento com os descrentes, na perspectiva de influenciá-los a crer no Senhor Deus.

Sendo assim, leia o estudo bíblico até o final e aproveite!

Jugo Desigual: O Que Paulo Quer Dizer?

Não se ponham em jugo desigual com descrentes. Pois o que têm em comum a justiça e a maldade? Ou que comunhão pode ter a luz com as trevas? Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente? Que acordo há entre o templo de Deus e os ídolos (2 Coríntios 6:14-16)

Antes de desenvolver o tema, é fundamental entender o que o apóstolo Paulo estava querendo dizer.

A expressão jugo desigual no grego é heterozugeo e significa: estar desigualmente unido, ter comunhão com alguém que não é semelhante, por exemplo, o que está escrito em 2 Coríntios 6.14, onde o apóstolo proíbe os cristãos de terem relações com os idólatras.

Ou seja, a revelação de Paulo, nos instruí a não ter relacionamento estreito com os descrentes. Observe o que Matthew Henry, fala sobre isso:

“Muito menos deveríamos unir-nos em uma comunhão religiosa com eles. Não devemos juntar-nos a eles em seus cultos idólatras, nem cooperar com eles na sua adoração falsa, nem quaisquer outras abominações. Não devemos misturar a mesa do Senhor com a mesa dos demônios, a casa de Deus com a casa de Rimom. O apóstolo apresenta diversas razões contra essa mistura corrupta. É um grande absurdo (v.v. 14,15). Entendemos por jugo desigual quando buscamos unir coisas que não se harmonizam. Isso seria o mesmo que arar com um boi e um jumento, ou semear diversos tipos de grãos misturados”. (Henry, Matthew, Comentário de Atos a Apocalipse)

Com isso, entendemos que jugo desigual é a sociedade (empresarial ou casamento, por exemplo) entre alguém que serve a Deus e alguém que não serve.

Jugo Desigual no Namoro

Que há de comum entre o crente e o descrente? (2 Coríntios 6:15)

O jugo desigual no namoro ocorre, quando o um rapaz ou uma moça que teme a Deus, se apaixona por alguém que não serve ao Senhor. Em nossos dias não é nada incomum que isso seja encarado como algo normal, mas não é!

Em nossa cultura, o namoro é um tempo de preparação para o casamento cristão, ou seja, o cristão não deve namorar sem propósito.

Os pais e a congregação devem instruir seus jovens, e formar neles uma mentalidade que valorize, aprecie e aproveite o tempo de namoro para conhecer o provável cônjuge.

Com isso, o princípio bíblico é de que haja comunhão, unidade entre os dois. Sobre isso, observe o que disse Amós: Duas pessoas andarão juntas se não tiverem de acordo? (Amós 3:3)

Ao namorar alguém que não se submete aos princípios bíblicos e não ama a Deus, você está assumindo o risco de construir uma família dividida. Onde, os seus filhos podem ou não temer a Deus.

Além do mais, o namoro cristão deve manter o padrão de santidade bíblico e a relação sexual só deve ocorrer após o casamento.

Sabemos que esse é um princípio ao qual o descrente dificilmente se submeterá, e possivelmente ele colocará a prova a devoção do fiel.

Com isso, o princípio bíblico é o de que o cristão deve namorar apenas outro cristão.

Pode Ocorrer Jugo Desigual Entre Cristãos?

Duas pessoas andarão juntas se não tiverem de acordo? (Amós 3:3)

Vamos continuar seguindo o princípio da concordância citado por Amós. Onde para caminhar juntas e chegar a um objetivo único, duas pessoas precisam concordar com relação a isso. Se ele divergirem, não chegarão a lugar algum.

Sendo assim, de acordo com os princípios bíblicos de relacionamento cristão o cristão evangélico deve de preferência, namorar outro cristão evangélico. E em alguns casos, para que o relacionamento prospere, é melhor que sejam da mesma denominação.

Digo isso, porque já ouvi muitos relatos de cristãos que começaram a namorar cristãos católicos e no casamento eles tiveram muitos problemas de diferenças doutrinárias, como: batismo de crianças, uso de álcool, fumo, participação da festa do Carnaval, culto a imagens de escultura e devoção a Maria, etc.

Ou seja, mesmo cristãos, divergimos profundamente em questões fundamentais da fé, e no namoro e ainda mais no casamento esse é um problema sério.

O jugo desigual pode ocorrer até mesmo entre cristãos evangélicos. Por exemplo, digamos que dois jovens comecem a namorar e um deles crê no livre arbítrio e o outro na predestinação.

Se eles não souberem se respeitar e entrar em consenso, qual ensinamento ministrarão aos seus filhos com relação a salvação eterna?

Portanto, o princípio de comunhão, concordância no relacionamento entre duas pessoas, é algo que deve ser levado muito a sério.

Jugo Desigual no Casamento

Que harmonia entre Cristo e Belial? Que há de comum entre o crente e o descrente? (2 Coríntios 6:15)

No casamento o jugo desigual é ainda mais grave que no namoro. E ele pode acontecer de duas maneiras:

  1. Se um cristão deliberadamente se apaixona por um não-cristão e se casa;
  2. Quando um dos cônjuges se converte a Cristo, durante o casamento.

No primeiro caso, as consequências do jugo desigual serão fruto das escolhas pessoais do cristão.  E o que resta é orar pela conversão ou ceder ao mundanismo.

No segundo caso, onde o que ocorreu foi fruto do arrependimento sincero e desejo de servir a Deus, o apóstolo Paulo aconselha o seguinte:

Aos outros eu mesmo digo isto, e não o Senhor: se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não se divorcie dela. E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele.

Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos.

Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz

Você, mulher, como sabe se salvará seu marido? Ou você, marido, como sabe se salvará sua mulher?

Entretanto, cada um continue vivendo na condição que o Senhor lhe designou e de acordo com o chamado de Deus. Esta é a minha ordem para todas as igrejas. (1 Coríntios 7:12-17)

O Que Isso Significa?

No segundo caso, onde a conversão ocorre durante o casamento, se o cônjuge não concordar ou quiser proibir a submissão a Jesus e a Palavra de Deus, o cristão convertido se quiser, pode se divorciar.

Isso ocorre por causa do maior mandamento: “Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças’”. (Marcos 12:30)

Nenhum outro amor ou relacionamento é mais importante do que este. O cristão não é obrigado a viver com alguém que não ama a Deus e que quer proibi-lo de servir.

Jugo Desigual é Pecado?

Pois somos santuário do Deus vivo. Como disse Deus: “Habitarei com eles e entre eles andarei; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo”. Portanto, “saiam do meio deles e separem-se”, diz o Senhor.

“Não toquem em coisas impuras, e eu os receberei” “e lhes serei Pai, e vocês serão meus filhos e minhas filhas”, diz o Senhor Todo-poderoso. (2 Coríntios 6:16-18)

O antigo testamento o jugo desigual era punido com a morte, em alguns casos (Ver Esdras 9: O Problema dos Casamentos Mistos) . No Novo Testamento, a consequência é a limitação da presença de Deus.

Não é possível afirmar que o cristão que vive em jugo desigual irá ao inferno, mas podemos dizer com certeza que ele não vive a plenitude do plano de Deus.

Observe as palavras do Senhor Jesus: “Eu lhes digo: naquela noite duas pessoas estarão numa cama; uma será tirada e a outra deixada. (Lucas 17:34)

Ou seja, mesmo com todas as dificuldades de um relacionamento com discrepâncias na fé, é possível que o cristão vá ao céu.

De acordo com a revelação de Paulo, Deus só estará presente, andando, passeando, influenciando e agindo continuamente na família, quando há santidade nos membros da casa.

Quando um dos líderes da família, o pai ou a mãe, não se submetem a esse governo, eles estão automaticamente “limitando” o agir de Deus.

O Senhor só tem livre acesso, quando há submissão de todos, mas principalmente dos líderes, seja do lar, da Igreja, da nação, enfim.

A presença do jugo desigual tem como uma das graves consequências o impedimento da plenitude da benção de Deus.

Conclusão

Como cristãos não devemos nos pôr em jugo desigual com os fiéis. Isto significa que não devemos desenvolver relacionamentos profundos com quem não teme a Deus.

Isso acontece, porque de acordo com a revelação bíblica não existe comunhão entre luz e trevas, entre Cristo e Belial, entre Deus e os ídolos. Ou seja, é algo que afeta diretamente o nosso relacionamento com Deus.

E você, o que pensa sobre o assunto? Tem alguma dúvida? Quer compartilhar sua opinião?

Deixe seu comentário e compartilhe seu pensamento com o mundo. Além disso, não esqueça de compartilhar este estudo bíblico com seus parentes e amigos.

Deus abençoe!

14 COMENTÁRIOS

  1. sou da denominação batista e não concordo com isso jugo desigual é outra coisa tem muito crente que casa e vive uma vida muito diferente do que são dentro da igreja não é porque casa com um impio que vive errado nós somos a luz de cristo e temos que ser luz na vida do impio se não pra que ser luz a luz só clareia na escuridão vamos ser luz na vida deste povo que não conhece jesus

  2. Amei o estudo …
    Sou evangélica,estou passando por dificuldade nesse sentindo,estou divorciada,e sempre que aparece pessoa que ñ conhece a palavra de Deus pra eu relacionar….”relacionar “que digo conhecer a pessoa “namorar.”
    Tenho me colocado nas mãos de Deus.
    Gostei mto do estudo.
    Deus vós abençoe!!!

  3. ADSJ. Complementando o comentário anterior que eu fiz: Os pastores da ICM orientaram a minha esposa que se eu quisesse separar era para ela separar, mas não era para ela ir para religião pois eu estaria impedindo ela de servir ao Senhor na Obra do Espírito Santo, pois quando eu Saí da ICM e fui para AD eu saí da Obra do ES e fui para a religião e perdi a salvação. Agora depois de ler o seu texto eu entendi tudo. Por isso que eles a orientam assim, pois me julgaram que perdi a salvação, a benção do Senhor ao saí da Obra do Senhor (ICM) e ter ido para AD, e por isso se eu estou impedindo ela de “servir ao Senhor na Obra do Espírito Santo – ICM” então que ela se separe. Estou perplexo!!!

  4. APDSJ, Sou Membro da Igreja AD há 07 meses e vim da Igreja ICM por onde eu estive por 24 anos, porém minha esposa permanece por lá e ela está lá há 24 anos. Você falou que tem duas maneiras no julgo desigual no casamento. Eu entendo que tenha uma terceira maneira, vou explicar, pois no meu caso que estou em outra denominação/congregação e apesar da bíblia ser a mesma e as duas serem evangélicas cristãs “pentecostais” há uma divergência significativa na doutrina e na forma de servir e cultuar, afirmo aqui que fui para AD por direção do Espírito Santo. Peço que comente esta outra maneira que é depois de casado o esposo muda de denominação religiosa e a esposa não o acompanha e por isso eu afirmo na prática que há um jugo desigual porque vivo isso, ela diz que não se sente bem e não gosta, na realidade ela não concorda, pois acha que eu saí da Obra do Espírito Santo e fui para religião mesmo eu contando todas as experiências que tive com dons e palavras, mais isso é um outro assunto. Obrigado. Que Deus o abençoe.

  5. Não concordo q devem se separ o casal.q o marido não quer Cristo.Jesus nos diz q casamento é um só. Ou então viveremos sozinho até a volta de Jesus .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here