Estudos Bíblicos Diego Nascimento

Estudo Bíblico Sobre a Mentira: 4 Motivos Para Evitá-la

A mentira é um dos piores males do mundo. Ela é sedutora, aparentemente mais fácil e cheia de vantagem. No entanto, ela é com certeza a principal arma do diabo para nos afastar de Deus. Hoje em dia é muito difícil encontrar alguém que não use a mentira para beneficiar a si mesmo, até mesmo entre os cristãos.

Sendo assim devemos nos conformar?

Claro que não! Por isso, nesse estudo bíblico você vai ver qual é a origem da mentira, como o cristão deve lidar com ela e sua relação com as obras das trevas. Leia até o final e aproveite!

A Origem da Mentira

Vocês pertencem ao pai de vocês, o diabo, e querem realizar o desejo dele. Ele foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Quando mente, fala a sua própria língua, pois é mentiroso e pai da mentira. (João 8:44)

Sua paternidade não é atribuída a Deus, o pai da mentira, isto é, o seu criador é o diabo. É nele que está sua origem. Não é em vão que ele tem esse nome. A palavra diabo é originária do grego diábolos, que significa caluniador ou acusador.

A primeira mentira foi contada por ele a Eva, no Éden (Gênesis 3.1-4). Ela induziu o casal ao erro, e consequentemente a morte e o pecado entraram na humanidade.

O Senhor Jesus Cristo afirma que o diabo foi homicida desde o princípio e não se apegou à verdade, pois não há verdade nele. Sendo assim, podemos entender que mentir é uma forma de assassinato. Quando mentimos assassinamos a verdade.

No diabo não há verdade. A única linguagem que ele conhece é a mentira. Levando em consideração que o sistema de vida do “mundo” está sob seu domínio, ele se utiliza de diversos elementos para mentir a humanidade. São formas de conduzi-la ao erro, assim como fez com Adão e Eva.

Não lhes escrevo porque não conhecem a verdade, mas porque vocês a conhecem e porque nenhuma mentira procede da verdade. (1 João 2:21)

Já ouvi alguns cristãos dizer, principalmente estudiosos: “A Bíblia é a mãe de todas as heresias! ”. Essa afirmação é um grande erro.

O apóstolo João diz que nenhuma mentira procede da verdade. A Bíblia é a verdade, a Palavra Santa de Deus. Embora o diabo a utilize frequentemente para criar ou embasar seus muitos enganos, a fonte não é a Bíblia, é ele mesmo.

O Cristão e a Mentira

Portanto, cada um de vocês deve abandonar a mentira e falar a verdade ao seu próximo, pois todos somos membros de um mesmo corpo. (Efésios 4:25)

Agora que sabemos qual a origem da mentira, vamos analisar a forma como o cristão deve lidar com ela. À Igreja de Éfeso o apóstolo Paulo diz que, cada um… deve abandonar a mentira e falar a verdade.

Não podemos mentir! Somos testemunhas de Jesus, que é a expressão da luz e da verdade. Nele não há nenhuma “treva”, ou engano (I João 1.5).

Por isso, nenhuma manifestação da mentira deve ser encontrada nas áreas das nossas vidas. Isso porque cada um de nós, cristãos, somos membros do corpo de Cristo, a Igreja. Somos sal e luz!

Qualquer cristão que seja dependente ou praticante da mentira, precisa nascer de novo. Quando o apóstolo João viu os céus abertos no Apocalipse, o anjo lhe mostrou os santos que haviam morrido e agora estavam diante de Deus.

Dentre tantas coisas eles tinham algo em comum:  “Mentira nenhuma foi encontrada em suas bocas; são imaculados”. (Apocalipse 14:5).

A Mentira e o Anticristo

A vinda desse perverso é segundo a ação de Satanás, com todo o poder, com sinais e com maravilhas enganadoras. Ele fará uso de todas as formas de engano da injustiça para os que estão perecendo, porquanto rejeitaram o amor à verdade que os poderia salvar. Por essa razão Deus lhes envia um poder sedutor, a fim de que creiam na mentira, e sejam condenados todos os que não creram na verdade, mas tiveram prazer na injustiça. (2 Tessalonicenses 2:9-12)

O espirito do Anticristo opera principalmente por meio da mentira e do engano. O seu grande objetivo é desviar a humanidade das Palavras ditas por Deus a nós por meio da Bíblia Sagrada.

Assim como fez com Adão e Eva, ele procura desvirtuar, manipular e trapacear o que Deus nos diz. O Senhor disse a Adão e Eva que não comessem o fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Mas a serpente maligna, distorceu as palavras:

Disse a serpente à mulher: “Certamente não morrerão! Deus sabe que, no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal”. (Gênesis 3:4,5)

A proposta do diabo nos nossos dias é a mesma. Pegar aquilo que Deus diz através de sua Palavra, e dizer: “Não é bem assim, é óbvio que você pode fazer de outro jeito”.

É dessa maneira que se manifesta o espirito do Anticristo. Como o próprio nome diz, ele é contrário a Jesus Cristo.

No entanto, essa manifestação de engano que se dá por meio de imagens de escultura que curam, operações de maravilhas feitas por médiuns, bruxarias, etc., são na verdade, a permissão de Deus.

Mas porquê Deus permite?

É uma forma de julgamento contra aqueles que ouvem a Sua Palavra e escolhem não crer nela, naquilo que Ele diz. Perceba que no deserto Moisés enfrentou esse cenário. O Senhor lhe deu poder para transformar a vara em serpente, da mesma forma os feiticeiros egípcios o fizeram, transformando suas varas em serpente.

Um detalhe, no entanto, faz toda a diferença. A serpente de Moisés devorou as serpentes egípcias (Êxodo 7.10-12). Isso ocorrerá sempre. O diabo pode até manifestar algum poder e influenciar algumas pessoas, mas o poder de Deus irá sempre devorar a ele e aos que o seguem.

A Mentira e o Juízo de Deus

Trocaram a verdade de Deus pela mentira, e adoraram e serviram a coisas e seres criados, em lugar do Criador, que é bendito para sempre. Amém. (Romanos 1:25)

Uma das manifestações mais comum da mentira nos nossos dias é a idolatria. O culto, a reverência, a fé em imagens de esculturas ou quaisquer outras divindades que representam pessoas, entidades, animais, etc.

Essa é uma prática antiga da humanidade. Paulo diz que, trocaram a glória do Deus imortal por imagens feitas segundo a semelhança do homem mortal, bem como de pássaros, quadrúpedes e répteis. (v.v 23)

Deus odeia isso!

Por causa disso Deus os entregou a paixões vergonhosas. Até suas mulheres trocaram suas relações sexuais naturais por outras, contrárias à natureza. Da mesma forma, os homens também abandonaram as relações naturais com as mulheres e se inflamaram de paixão uns pelos outros. Começaram a cometer atos indecentes, homens com homens, e receberam em si mesmos o castigo merecido pela sua perversão. (Romanos 1:26,27)

De acordo com o apóstolo Paulo, as relações homossexuais é uma das manifestações do juízo de Deus contra a humanidade, de uma forma geral. Ele diz, “Deus os entregou a paixões vergonhosas”.

Quando o Senhor criou Adão e Eva, um de seus objetivos era “povoar a Terra”. Visto que a relação entre um homem e uma mulher gera filhos, a intenção dele era a de que a humanidade crescesse. Se desenvolvesse.

Ao contrário disso, as relações homossexuais são estéreis. Ao manifestar seus juízos por meio dessa forma de relacionamento o Senhor Deus está encaminhando a humanidade para o seu fim. A intenção dele é exatamente oposta a primeira.

Ainda no campo da sexualidade, os jovens não querem mais conservar a virgindade até o casamento. Começam a namorar ou não, e logo, logo já estão tendo relações sexuais. Ferindo completamente o mandamento de Deus sobre o sexo (Hebreus 13.4).

O sexo perdeu completamente o seu objetivo. Selar a união entre duas pessoas que se amam e fizeram aliança diante de Deus e dos homens, de viver juntos na saúde e na doença, na pobreza e na riqueza até que a morte os separe. O prazer do sexo honra a Deus nesse contexto.

Nos nossos dias as pessoas mal se conhecem e já vão “pra cama”. Isso desonra a Deus, e promove uma série de males a sociedade.

Além do mais, visto que desprezaram o conhecimento de Deus, ele os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam. Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia. São bisbilhoteiros, caluniadores, inimigos de Deus, insolentes, arrogantes e presunçosos; inventam maneiras de praticar o mal; desobedecem a seus pais; são insensatos, desleais, sem amor pela família, implacáveis. Embora conheçam o justo decreto de Deus, de que as pessoas que praticam tais coisas merecem a morte, não somente continuam a praticá-las, mas também aprovam aqueles que as praticam. (Romanos 1:28-32)

A nossa sociedade é cada vez mais contrária aos princípios cristãos. Nunca fomos tão maus. Nunca se viu tantas mazelas sociais. Os planos dos líderes mundiais para melhorar as coisas, só as levam a piorar.

Isso porque as nações, as lideranças, as comunidades estão cada vez mais longe do que é realmente sagrado. A mentira se tornou verdade para eles. “A voz de deus é a voz do povo!”. Gritam.

De fato! A voz do deus deste século, o diabo, que cega o entendimento dos homens. Não a voz do Deus Soberano, criador dos céus e da Terra. A voz dele é única. Inconfundível.

Há uma aprovação generalizada ao prazer. O prazer sem escala de limites. O limite é o próprio prazer. Onde cada um é o seu próprio deus. O resultado são milhões de assassinatos, mortes em trânsito, roubos, latrocínios, abusos sexuais, atentados terroristas, divórcios, etc.

Caminhamos de forma acelerada em direção ao penhasco da desorganização dos conceitos de família e sociedade saudáveis. Tudo isso são formas de Deus manifestar seus juízos contra as mentiras do diabo, também contra aqueles que acreditam nele.

A mentira é algo tão sério, que os que a praticam, ou acreditam nela, não herdarão o Reino de Deus. Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira. (Apocalipse 22:15)

Conclusão

A mentira é principal ferramenta do diabo na missão de conduzir a humanidade ao inferno. Ele a utiliza de forma hábil e comumente eficaz porque ela é sua criação. Ao contrário do nosso Deus, que é tremendo e Todo-poderoso, só há uma coisa que lhe é impossível fazer. Mentir! (Hebreus 6.18).

Não se deixe levar pela mentira, pelo engano. Estude constantemente a Palavra de Deus, em oração e rogue ao Espírito Santo que abra seu entendimento para compreender a vontade de Deus.

Se deseja acrescentar algo, tirar dúvidas, dar sua opinião, deixe em forma de comentário, será muito proveitoso saber o que você pensa sobre o assunto e compartilhe com seus parentes e amigos.

Deus abençoe!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

9 Comentários

  1. liliane disse:

    Se morrer assim a tendencia e ir pro inferno se não se houver um arrependimento, se der tempo na vida.

  2. liliane disse:

    Nossa como a mentira faz parte de uma pessoa eu fico pensando ate onde e ate quando essa pessoa vai,eu tenho uma cunhada gente como ela mente, conversando assim contigo ela mente discaradamente eu fico só ouvindo e pena<indo q mentirosa

  3. Rodrigo disse:

    Omitir é mentir?

  4. Márcia disse:

    Maria, de fato Abraão não mentiu, Sara era mesmo sua irmã por parte de pai.Não precisa mentir e nem falar suas verdade se não quiser, basta apenas responde: Não quero tocar no assunto, não me sinto à vontade em responder, prefiro não comentar, e por ai vai.

  5. Vera Tagliarini disse:

    Excelente o estudo

  6. Maria disse:

    Eu tenho uma dúvida que me tem consumido. Mentir é pecado mas então significa que temos que falar toda mas toda a verdade seja em que momento for. Por exemplo eu sempre ouvi dizer que mesmo que as coisas na nossa vida estejam mal, se nos perguntarem como vamos devemos dizer que está tudo bem. Se alguém chega para mim e me pergunta algo sobre a minha vida (às vezes não por preocupação mas para ficar a saber sobre a minha vida), eu tenho que dizer a verdade nua e crua. O rei Davi uma ocasião fez-se de doido para escapar dos inimigos, Abraão mentiu dizendo que Sara era sua irmã. Quando usamos de uma falsidade para protecção, ou para não exposição ou para não magoar alguém ainda assim, aos olhos de Deus é pecado? Tenho essa angústia dentro de mim

    • Paz Maria!

      Nos relacionamentos existe algo chamado bom senso. Observe o que está escrito:
      Corra ao encontro dela e lhe pergunte: ‘Está tudo bem com você? Tudo bem com seu marido? E com seu filho? ’ ” Ela respondeu a Geazi: “Está tudo bem”. (2 Reis 4:26)

      A mulher disse ao servo do profeta que estava tudo bem, mas o fato é que seu filho estava morto. Ela sabia que apenas Eliseu podia ajudá-la. Ela não contou nem mesmo ao seu marido que o filho estava morto, para não alarmá-lo.

      Contudo, ao chegar diante de Eliseu, que realmente podia ajudá-la ela derramou sua alma.

      Recomendo que você leia esta história de 2 Reis 4, ela vai lhe ajudar a compreender melhor o assunto.

  7. Wantuil Basílio disse:

    Gostei, quero compartilhar com outros amigos!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.