Estudos Bíblicos Diego Nascimento

Estudo Bíblico Sobre o Espinho na Carne: Força na Fraqueza

O espinho na carne mencionado em 2 Coríntios 12.7, pelo apóstolo Paulo é com certeza um dos grandes mistérios do cristianismo. Isso ocorre, pelo fato de não ficar claro sobre qual problema o apóstolo está se referindo.

De qualquer forma, há muitas e importantes lições que podem ser tiradas deste texto. Neste estudo bíblico o meu propósito é lhe apresentar uma análise sucinta do trecho e fazer aplicações preciosas para nossa vida.

Portanto, leia até o final e aproveite a viagem!

O Espinho na Carne

Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar. (2 Coríntios 12.7)

Este é um dos relatos mais fortes do testemunho de Paulo. Para impedir que o seu servo caísse em tentação, ou se tornasse soberbo por causa de tudo aquilo que ele lhe falava e fazia através de seu ministério, Deus permitiu que Satanás, tocasse em Paulo, de alguma maneira.

Há muitas suposições sobre o que poderia ser este espinho na carne. Tanto no âmbito natural, físico, como no âmbito mental. Confira a lista.

Tribulações mentais:

1. O desespero

2. O desânimo

3. A dúvida

4. A falta de confiança

5. As tentações

6. Os desejos sensuais

Tribulações físicas:

1. Perseguições

2. Defeitos na aparência pessoal

3. Malária

4. Dores de cabeça tipo enxaqueca

5. A epilepsia

6. Dores de ouvido

7. Inflamação no olho

A maioria dos estudiosos estão inclinados a concordar que este espinho na carne de Paulo, fosse provavelmente de uma inflamação nos olhos ou algo na visão. Isto ocorre devido as declarações do apóstolo aos Gálatas:

“E vós sabeis que primeiro vos anunciei o evangelho estando em fraqueza da carne; E não rejeitastes, nem desprezastes isso que era uma tentação na minha carne, antes me recebestes como um anjo de Deus, como Jesus Cristo mesmo.

Qual é, logo, a vossa bem-aventurança? Porque vos dou testemunho de que, se possível fora, arrancaríeis os vossos olhos, e mos daríeis”. (Gálatas 4.13 – 15)

Observe o que ele diz posteriormente:

“Vede com que grandes letras vos escrevi por minha mão”. (Gálatas 6.11)

A hipótese de que o espinho na carne a qual Paulo se refere, fosse algo psicológico ou espiritual, surgiu após a Reforma Protestante, no entanto é pouco provável que seja de fato o que tenha acontecido.

Isto ocorre, porque o apóstolo ao se referir a “espinho na carne” usa a expressão grega skolops sarx, e ela faz toda a diferença.

  1. Skolops ou espinho, de acordo com a concordância de Strong significa: pedaço pontiagudo de madeira, estaca, estaca afiada, farpa.
  2. Sarx ou carne, de acordo com Strong, significa: carne (substância terna do corpo vivo, que cobre os ossos e é permeada com sangue) tanto de seres humanos como de animais, corpo.

Ou seja, o texto original não faz referência a uma tribulação mental, mas sim a um espinho na carne, literalmente. Isto é, o problema de Paulo era físico.

O Espinho na Carne e o Mensageiro de Satanás

Não se sabe ao certo sobre o que Paulo está falando. Se era uma referência a alguém, ou seja uma pessoa ou ser que o atormentava com espancamento. Ou se era uma referência a algum ser espiritual que o afligia, com acusações e tormentos.

O que devemos ter em mente é o contexto geral do texto e a permissão de Deus para essa atuação diabólica. Porque de fato, o Diabo não tem poder para tocar nos servos fieis de Deus, a não ser que o Senhor permita.

Roguei ao Senhor

Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. (2 Coríntios 12.8)

Como servos de Deus temos a dificuldade de muitas vezes aceitar o fato de embora tão amoroso e compassivo, o Senhor permitir que na vida, tenhamos experiências tão difíceis e dolorosas.

Paulo relata que orou a Deus três vezes, sobre este assunto. Para alguém como ele – que tinha revelações incomparáveis – era muito. De qualquer forma, o espinho na carne nos leva a clamar ao Senhor. É um meio de aproximação de relacionamento com Deus, embora doloroso, é eficaz.

É preciso estar atento a natureza da tribulação do apóstolo. Não era por motivo de pecado, negligência, irresponsabilidade, ou coisas do tipo. O espinho na carne de Paulo, era motivado pela intervenção divina. Mesmo tendo Satanás como um dos agentes, o plano era de Deus.

Isso explica, porque muitos cristãos fiéis e dedicados sofrem. Assim como Jó, Paulo e tantos outros, eles estão vivendo um momento de particularidade com Deus. De qualquer forma, precisamos permanecer orando. Pedindo ao nosso Deus que nos fortaleça, guarde e console.

A Graça é o Suficiente

Mas ele me disse: “Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.

Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte. (2 Coríntios 12.9,10)

Esse trecho bíblico é formidável. Aqui eu gostaria de destacar as palavras: “o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. Vamos analisar o texto grego, original.

De acordo com a concordância de Strong, ‘poder’ aqui é dunamis e significa: poder para realizar milagres, poder moral e excelência de alma.

A palavra ‘aperfeiçoa’ é teleioo e significa: tornar perfeito, completar, executar completamente, efetuar, finalizar, levar até o fim, acrescentar o que ainda está faltando a fim de tornar-se algo completo.

E por fim, ‘fraqueza’ que é astheneia e significa: falta de força, fraqueza, debilidade do corpo, saúde debilitada ou enfermidade da alma.

Noutras palavras, o Senhor Deus está dizendo a Paulo, – “Eu quero melhorar você para que o meu poder de milagres seja mais recorrente, intenso e constante em sua vida. E eu faço isso, enquanto você está debilitado e frágil”.

Fraco e Forte

Essas palavras geraram em Paulo conforto e esperança. O apóstolo entende o propósito e se alegra com a situação de sofrimento. Por isso, suas palavras seguintes são:

“Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte”.

Esse testemunho nos dá esperança e conforto. Sofrer por amor Cristo, é algo nobre e de muito proveito. Muitas pessoas estão sofrendo por causa do pecado, dos vícios e de suas próprias cobiças.

Mas sofrer por Cristo tem um valor eterno e produz glória para Deus. Além disso, muitas pessoas se arrependem e se voltam para o Senhor, por causa do testemunho de servos fiéis.

Conclusão

O espinho na carne de Paulo em termos gerais é uma incógnita. Mas talvez tenha sido algo que o Espírito Santo fez de propósito. Talvez seu objetivo seja o de não criar um padrão. Cada um de nós temos diversas dificuldades, o “espinho na carne” que temos de suportar no dia-a-dia, na vida.

A experiência do apóstolo deve servir de inspiração e força. A nossa fé pode confiar no Senhor, no fato de que ele está atento aos nossos sofrimentos e está nos aperfeiçoando durante o processo.

Eu oro, com o objetivo de que assim como Paulo foi aperfeiçoado na fraqueza nós sejamos igualmente, de forma que o poder seja evidência em nossas vidas.

Por fim, eu gostaria de conhecer a sua opinião. Deixe seu comentário, sua opinião, eu gostaria de saber o que você tem a dizer. Não esqueça de compartilhar este estudo bíblico com o maior número possível de pessoas.

Deus abençoe!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, e estudante de Teologia. Seu amor por Jesus e pela Bíblia o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

19 Comentários

  1. Noémia Pereira disse:

    Um bom estudo sobre o “espinho na carne”, senti-me abençoada, que o Senhor vos abençoe muito neste ministério.

  2. Jair francisco disse:

    parabens irmao Diego seu estudo e otimo.

  3. Conceição de souza fernandes disse:

    Sou grata a Deus por pessoas como vc dedicada a nos ajudar que Deus seja sempre louvado em sua vida estudo ótimo.

  4. ALEXSANDRO PEREIRA DOS SANTOS disse:

    A Paz e a graça irmão Diego. sou Pr.Alexsandro estou tentando estudar seus estudos mais não consigo abri-ló. pode me ajudar?

  5. Joel Oliveira disse:

    Tenho aprendido muito pelo pouco tempo que me inscrevi neste estudo bíblico já aprendi muita coisa,as vezes passo horas e horas lendo,a minha vontade é ler todos os artigos não dá mas sempre leio alguma coisa, que Deus te abençoe irmão,a paz do senhor Jesus.

  6. Cid Jorge disse:

    Bom dia. Venho aqui neste dia. Escreve minhas sinceras satisfação pelo estudo por vcs gostaria de agradecer pq nus ajuda e mto nos q estamos começando e mto importante te um estudo deve nível tudo bem explicado mto bom mesmo Deus abençoe vcs

  7. María de f s kogg disse:

    Muito bom explicação sobre espinho

  8. LEOZI BARBOZA PIRES BARBOZA PIRES disse:

    A Paz do Senhor,
    Sempre estou lendo a biblia e vemos nas pregações dos pastores como Deus usa seus servos e busca ver em nos como nos portamos diante de determinadas situações, amo ver como somos preservados pela mão poderosa deste DEUS. E como nos ensina no dia a dia, no momento estou sendo afligida pelos meus familiares, mas em momento algum me separo deste DEUS verdadeiro. orem para que nossas experiencias fortaleça a nossa FÉ.
    ABRAÇOS

  9. Jose Everaldo Monte disse:

    Muito bom!Gostei!

  10. Silma olavia Lima disse:

    A paz do senhor , hoje eu compreendi o porque q Deus permitiu q algumas tribulações viesse sobre minha vida , gostei muito do estudo q Deus possa continuar usando vcs pra ajudar mais pessoas .

  11. Anderson Rezende da silva disse:

    Muito maravilhoso este estudo Diego nascimento. Obrigado Deus abençoe muito mas!!

  12. IVAN FRANCISCO DA SILVA disse:

    Paz do Senhor! Eu gostei muito desse estudo eu tô aprendendo muito bom gratificante

  13. Olinda disse:

    Deus abençoe por esse estudo hj entendi essa passagem sobre Paulo aprendi muito é glorioso entender sobre a palavra d Deus!!!!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
});