A santificação é um tema muito abordado na Bíblia. Isso porque ela é determinante em nossa participação no Reino dos Céus. Muitos acreditam que a morte de Jesus na cruz é o suficiente para salvar toda a humanidade, independente da maneira como cada ser humano vive.

Será que é assim mesmo? Estamos todos salvos independente de nossas escolhas e estilo de vida?

Essas e outras perguntas serão respondidas ao longo do estudo. Portanto, fique confortável. Prepare um bom lanche e tenha uma ótima leitura!

A Santidade de Deus

E proclamavam uns aos outros: “Santo, santo, santo é o Senhor dos Exércitos, a terra inteira está cheia da sua glória”. (Isaías 6:3)

A Santidade de Deus é um de seus atributos mais impressionantes, na minha opinião. Ela é impressionante até mesmo para seres celestiais de alto escalão como serafins. Observe:

Acima dele estavam serafins; cada um deles tinha seis asas: com duas cobriam o rosto, com duas cobriam os pés, e com duas voavam. (Isaías 6:2).

Mesmo os serafins, cobrem o rosto diante da Santidade do nosso Deus.

Obviamente, se não fosse a sua maravilhosa graça manifesta por meio de Jesus Cristo, nenhum de nós, absolutamente, permaneceria diante do Senhor. Mas como disse Jeremias “as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos”. (Lamentações 3.22)

O termo utilizado pelos serafins em hebraico é qadowsh ou qadosh  e significa: sagrado, santo, o Santo, separado.

Eles repetem a expressão três vezes. Se atentarmos para o significado do número 3 na Bíblia, veremos que ele está relacionado a plenitude de Deus. Isso significa que o nosso Deus possui a Santidade absoluta. Única. Perfeita.

Em resumo, o apóstolo João declara: E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. (1 João 1:5)

O Que é Santificação Segundo a Bíblia?

Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo.

E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação… (1 Pedro 1:14-17)

Pois bem, agora que sabemos quão majestosa é a santidade de Deus vejamos quais os reflexos dela em nossa vida.

De acordo com o apóstolo Pedro, não devemos nos conformar com o padrão estabelecido pelo sistema do pecado. Para dizer isso ele utiliza a palavra suschematizo que significa: Conformar-se (mente e caráter de alguém) ao padrão de outro, (moldar-se de acordo com).

Concupiscência aqui é epithumia e significa: desejo, anelo, anseio, desejo pelo que é proibido, luxúria.

Noutras palavras, devemos rejeitar o padrão de vida que tem sido “vendido” como ideal e cheio de fornicação, adultério, homossexualidade, mentira, engano e de tudo aquilo que fere a santidade do Senhor e nos separar, isto é seguir a santificação.

Para isso, Pedro diz que o nosso modo de viver, isto é, anastrophe no grego e significa: modo de vida, conduta, comportamento, postura – devem ser santos.

Separados para Deus.

O princípio é muito simples. Servimos a um Deus santo, que exige de nós santidade e nos julgará com base nela, como diz o texto: “E, se invocais por Pai aquele que… julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação…”

Recentemente eu ouvi uma pregação do Pastor Silas Malafaia que resume muito bem o conceito: “A salvação é para quem obedece”.

Fora de Cristo é impossível ser salvo.

Mas para ser salvo em Cristo é preciso guardar seus mandamentos.

Não acredite que você pode receber a vida eterna com Cristo com uma vida que ama o pecado e está longe de Deus. Mesmo tendo confessado Jesus como Senhor e Salvador da sua vida.

Pedro deixa muito claro em sua recomendação que durante o tempo da nossa vida aqui na Terra, devemos andar em temor. Isto porque o Deus que é Santo, Santo, Santo nos julgará também com base no nosso procedimento.

Santificação e Santidade Pessoal

E ali haverá uma grande estrada, um caminho que será chamado Caminho de Santidade. Os impuros não passarão por ele; servirá apenas aos que são do Caminho; os insensatos não o tomarão. (Isaías 35:8)

A expressão Caminho de Santidade no hebraico é composta também por duas palavras: derek (Caminho) e qodesh (Santo).

Derek significa: caminho, estrada, distância, jornada, maneira, direção, maneira, hábito, caminho referindo-se ao curso da vida, referindo-se ao caráter moral.

Qodesh significa: separado, santidade, sacralidade, posto à parte, santidade referindo-se a Deus, lugares e a coisas; algo à parte, separado.

De acordo com a visão de Isaías, dias chegariam em que o deserto floresceria e nele haveria uma grande estrada, um caminho chamado de o Caminho da Santidade, onde os impuros não passariam.

A palavra impuro aqui é tame e significa: impuro eticamente e religiosamente.

Podemos entender então, que aqueles que não foram purificados não passarão por esse caminho.

Mas como podemos ser purificados e entrar nesse caminho?

Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus, Pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, E tendo um grande sacerdote sobre a casa de Deus, Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu. (Hebreus 10:19-23)

Por meio da conversão sincera somos lavados espiritualmente pelo sangue de Jesus. Somente por meio dele podemos ter acesso a nova vida com Deus.

Santificação do Crente

Esforcem-se para viver em paz com todos e para serem santos; sem santidade ninguém verá o Senhor. (Hebreus 12:14)

De acordo com o escritor aos Hebreus devemos nos esforçar para viver em santificação diante de Deus e dos homens. A palavra grega que ele utiliza para dizer isso é hagiasmos e significa: consagração, purificação, o efeito da consagração, santificação de coração e vida.

O motivo que ele apresenta é bem forte. “Sem santidade ninguém verá o Senhor”.

Muitos cristãos passarão a eternidade no inferno por não terem exercitado a santificação. Por terem acreditado que não era necessário. O termo que ele utiliza para dizer que o impuro não verá ao Senhor é optanomai e significa: olhar para, ver, permitir-se ser visto, aparecer.

Os impuros não comparecerão diante de Deus. Não o verão face a face, como a Igreja remida. Contemplarão apenas a luz de justiça que consome o pecado, diante deles.

Mas jamais se fartarão da alegria do Senhor.

Santificação Para Jovens

Da mesma maneira, encoraje os jovens a serem prudentes. Em tudo seja você mesmo um exemplo para eles, fazendo boas obras… (Tito 2:6,7)

Seguindo o mesmo princípio da santificação, o apóstolo Paulo escreve ao jovem Tito e lhe orienta a ser um exemplo em tudo. Da mesma maneira, os outros jovens deveriam seguir o caminho da santidade.

A ideia de que o jovem é fraco e por isso vive uma vida de pecado é mentira do Diabo. Ao sermos lavados com o precioso sangue de Jesus e recebermos o Espírito Santo como selo, somos capacitados a viver em novidade de vida.

Portanto, o jovem não deve se conformar com uma vida espiritualmente fraca, diante de Deus. O que ele deve fazer é humilhar-se diante do Senhor para que seja fortalecido.

Santificação da Alma

A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo. Quando poderei entrar para apresentar-me a Deus? (Salmos 42:2)

Alma aqui é nephesh no hebraico e significa: alma, ser, vida, criatura, pessoa, apetite, mente, ser vivo, desejo, emoção, paixão.

Noutras palavras, a alma do Salmista estava sedenta por Deus. Por tudo o que o aproximava dele.

É muito interessante pensar nisto porque, a humanidade em geral deseja aquilo que satisfaz sua alma de maneira “carnal”, “pecaminosa”, terrena. Normalmente as pessoas estão sedentas por dinheiro, fama, poder, luxúria, mas por Deus?

Pois é, uma alma santificada é sedenta por aquilo que é santo. As motivações, os maiores anseios, sonhos, tudo isso é transformado e aperfeiçoado por Deus e sua santidade.

Muitas pessoas acreditam que viver com Deus é uma chatice. Mas estão enganadas. Um relacionamento sincero com o Senhor eleva a nossa vida para um grau de satisfação infinitamente superior.

Uma alma santa deseja o Deus Santo.

Conclusão

A santificação é critério indispensável para nossa participação no Reino dos céus como moradores eternos. Neste estudo percebemos que sem ela, não contemplaremos a face de Deus, mas somente o brilho do juízo e da justiça que procede dele.

A santificação é um processo que vai durar até a volta de Jesus ou quando dormirmos no Senhor.

Enquanto estivermos aqui na Terra, seremos vulneráveis ao pecado e nossa santificação será sempre aperfeiçoada.

É impossível sermos perfeitos aqui, mas em Cristo somos agradáveis a Deus e mais que vencedores.

Não esqueça de deixar seu comentário e compartilhar com seus parentes e amigos.

Deus aençoe!

15 COMENTÁRIOS

  1. Uma maravilha de estudo sobre a Santificação e sermos Santos diante de DEUS. Sabemos que é uma tarefa muito difícil e somos vulneráveis a nos afastarmos da busca dessa Santidade! Mas creio que com o Espírito Santo de DEUS nos auxiliando e nos alimentando, conseguiremos vencermos essa batalha espiritual! Deus continue abençoando sua vida o autor deste estudo!

  2. Deus abençoe grandemente vcsas vidas estou muito grata a Deus por vcs colocarem este estudo bíblico espero em aprender mais e me colocar na presença do senhor cada vez mais continue abençoando minha vida obrigada

  3. Palavra muito edificante verdadeira e o mais importante para nossa alma nossa vida e nossa Salvaçao, como realmente devemos ser fazer e nos comportar diante ao nosso desejo carnal, e qual é a verdadeira Santificação e Salvação Eterna Glória a Deus Aleluia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here