“Eu e minha família serviremos ao Senhor” é uma das frases mais célebres da Bíblia. Josué disse isso em um momento em que havia vencido 35 reis e que todas as tribos de Israel estavam praticamente acampadas, a missão estava cumprida.

Eles haviam conquistado Canaã!

Mas, o povo que agora estava bem, queria viver uma vida longe de Deus e Josué lhes diz, que independente da escolha deles, “Eu e minha casa serviremos ao Senhor”.

Há muitas lições preciosas em torno dessa frase e é exatamente sobre elas que vamos tratar nesse estudo. 

Então aperte os cintos e “BORA!”

1. Temor ao Senhor ( Josué 24.14) 

A primeira exortação que Josué faz antes de dizer “eu e minha família serviremos ao Senhor” é que o povo deveria temer ao Senhor conforme está escrito em Josué 24:14.

Para que a minha família e a sua família vivam de maneira estruturada, feliz e sadia, ela precisa temer ao Senhor. 

E, temer a Deus é amar Sua palavra, ter uma vida de oração dedicada, estar na casa do Senhor em comunhão com os irmãos e servindo ao Senhor e aos irmãos.

Há muitos cristãos, jovens casais, que cresceram na igreja, casaram e agora tem seus filhos e não promovem essa integração entre eles e a igreja, se distanciam.

Devemos lembrar que a infância é a fase mais importante para a formação do caráter e convicções da criança. Deixar para formar o caráter do (a) seu (ua) filho (a) na adolescência pode complicar muito. 

Um grande erro!

Uma vez que a gestão de valores já está praticamente formada dentro dele, mudar a concepção é ainda mais difícil. Por isso que vemos na Bíblia a instrução para que a criança seja instruída desde pequena.

Muitos pais levam seus filhos a igreja, a vida inteira, mas em casa essas crianças não são ensinadas, em casa os pais não leem a Bíblia, não oram, não conversam sobre Deus.

Ou seja, Deus só está presente na vida da família quando eles vão à igreja. 

Isso é um grande erro!

Josué exorta o povo de Israel a temer ao Senhor. Isto é, que Deus fizesse parte do dia a dia deles. 

2. Servir a Deus com Integridade e Fidelidade ( Josué 24.14) 

A segunda lição que está em torno da frase “eu e minha família serviremos ao Senhor” é que devemos servir ao Senhor com integridade e fidelidade, conforme lemos no versículo 14. 

Isso está diretamente ligado a atitude do nosso coração!

Há muitas pessoas que estão na casa do Senhor que se denominam cristãs, mas interiormente não expressam uma devoção sincera.

Por isso, Josué deixa clara a importância de servirmos a Deus de maneira sincera e não de uma forma automática e religiosa. 

Não se deve estar apenas de corpo presente na presença de Deus, mas com integridade e fidelidade. E, integridade está relacionado com o interior, com o caráter e com a intenção do coração.

O exemplo de Pedro

Servir ao Senhor com integridade é muito bem descrito nas palavras de Pedro em João 6:68, quando o Senhor Jesus prega um sermão duro e a maioria da multidão  o abandona. 

Ele olha para os discípulos e pergunta: “Vocês também não querem ir” (João 6:67).

Pedro responde, “Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras de vida eterna” (João 6:68). Esse é um serviço com integridade.

Noutras palavas, Simão está declarando: “Jesus eu não vou estar com o Senhor apenas quando seu sermão for bom ou só quando o Senhor multiplicar pães e peixes.

“Eu não tenho mais para onde ir”. “Estou com o Senhor na bonança e na escassez.”

3. Fuja da idolatria (Josué 24.14)

A terceira lição que podemos absorver da declaração “eu e minha família serviremos ao Senhor” é que nós devemos fugir da idolatria, ainda no versículo 14.

Os filhos de Israel saíram do Egito, mas a geração inteira se perdeu no deserto. O povo que está aqui tomando posse da terra são os filhos dos que pereceram, mas ainda assim a mentalidade dos pais continuava presente em muitos deles.

Saíram do Egito e da idolatria, porém essas coisas continuavam dentro dos seus corações. E a exortação de Josué é que joguem fora os deuses.

Como família, devemos manter os nossos lares limpos da influência da idolatria, do amor ao dinheiro, do amor a uma vida de pecado, da influência de ímpios.

Cuidado com as vozes!

Você precisa estar atento a quem você está ouvindo, quem são seus conselheiros, quem é a influência sobre o seu coração.

Porque todas essas coisas são caminhos pelos quais a idolatria e o pecado acessam o nosso coração. 

Essas pessoas saíram do Egito, mas a mentalidade do Egito continuava influenciando o coração deles, de forma que eles passaram o Jordão, tomaram posse de Canaã, mas a raiz de pecado continuava em seus corações. 

Eles estavam na Terra que Deus havia prometido, no lugar da promessa, porém,  interiormente eles não eram íntegros, não amavam só a Deus.

Queriam Deus, mas queriam outras coisas!

A exortação de Josué é que eles abram mão da idolatria aos deuses,  purifiquem seu interior e sirvam somente ao Senhor.  

4. Temos que fazer uma escolha ( Josué 24.15)

A quarta lição que está em torno da frase “eu e minha família serviremos ao Senhor” é que nós precisamos fazer uma escolha , como está escrito no Versículo 15.

Não é possível servir a Deus e servir aos Ídolos. Precisamos fazer uma escolha, pois, nosso Deus não compactua com quem é mente dividida. 

Não é possível servir a Jesus e servir a centenas de santos, centenas de deuses, centenas de entidades ou mesmo a uma. Às vezes você serve a Jesus e quer servir a um outro santo, ídolo, imagem de escultura. 

Não é possível!

Com Deus você precisa fazer uma escolha. Porque o Senhor não divide Sua glória com ninguém. Muitas vezes as pessoas dizem: “Ah, Deus entende!”, por esse texto e por centenas de outros textos, nós vemos que Ele não entende.

Se você entende que um ídolo é importante na sua vida, então Deus entende que você é capaz de perceber que o ídolo não é coisa alguma. E, que o Senhor fez todas as coisas, no céu e na terra.

O que está em sua Palavra são palavras de vida!

A nossa escolha nesse momento faz muita diferença, e Josué as apresenta aos israelitas: “Vocês precisam fazer uma escolha. Vocês precisam escolher entre Deus e os ídolos”.

É preciso fazer essa escolha hoje!

5. Posicionamento firme (Josué 24.15)

A quinta e última lição que eu tiro da frase “eu e minha família serviremos ao Senhor” é que nós precisamos ter um posicionamento firme conforme o que está escrito ainda no versículo 15.

Josué apresentou seu sermão. Fez as declarações de obrigações e responsabilidades de cada um e concluiu dizendo “independente do que vocês façam, da escolha de vocês,  eu e minha casa serviremos ao Senhor.”

Devemos seguir esse princípio porque ao nosso redor tem mais pessoas fazendo o que não agrada a Deus, do que pessoas fazendo o que O agrada.

E nós somos seres atraídos pela atitude de outros. Pessoas que nos cercam consciente ou inconscientemente tem muita influência sobre as nossas atitudes, sobre a nossa forma de pensar. 

Josué é um exemplo!

E, Josué está dizendo ao povo de Israel: “Olha, a atitude de vocês não tem peso nenhum sobre a minha vida, nem sobre a minha família.

Se vocês quiserem servir ao Senhor, amém! Mas se vocês não quiserem servir ao Senhor, eu vou servir e minha família também.”

Que grande posicionamento!

Principalmente em nossos dias, onde estamos tão preocupados com o que as pessoas acham em relação a nós, em que nós apreciamos tanto a opinião dos outros, esse é um exemplo sensacional: “EU E MINHA CASA SERVIREMOS AO SENHOR!”

Independente do que a sua família faça, é assim que eu e você deve vamos agir. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here