O encontro entre Jesus e o jovem rico é cheio de muitas lições importantes para a vida de todos nós. Embora muitos cristãos critiquem o jovem, muitos de nós, no lugar dele, provavelmente teríamos sido reprovados.

Mar por quê?

Exatamente pelos motivos que o levaram a reprovação.

Neste estudo, quero analisa com você, pontos importantes dessa conversa e identificar pontos em comum, entre ele e nós, para que quando formos “desafiados” por Deus possamos obedecer.

Para um ótimo entendimento do estudo, é muito importante que você assista ao vídeo. Ele é imprescindível. Dito isto, aperte os cintos e “BORA!”

5 Marcas do encontro entre Jesus e o Jovem Rico

O jovem rico tinha um sentimento de dedicação e submissão a Deus, que o havia acompanhado por toda sua vida, mas Jesus o desafiou para ir ao próximo nível, ele não conseguiu obedecer ao chamado.

Abaixo, segue as 5 etapas desse encontro poderoso, e também o vídeo, onde explico cada uma delas:

1. Reconhecimento e desejo – Lucas 18:18,20

Certo homem importante lhe perguntou: “Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna? ” (Lucas 18:18)

Você conhece os mandamentos: ‘Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, honra teu pai e tua mãe’”. (Lucas 18:20)

2. Um caráter obediente – v.v 21

“A tudo isso tenho obedecido desde a adolescência”, disse ele. (Lucas 18:21)

3. O próximo nível – v.v 22

Ao ouvir isso, disse-lhe Jesus: “Falta-lhe ainda uma coisa. Venda tudo o que você possui e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois venha e siga-me”. (Lucas 18:22)

4. O Jovem rico é reprovado – v.v 23

Ouvindo isso, ele ficou triste, porque era muito rico. (Lucas 18:23)

5. O problema das riquezas – v.v 24,25

Vendo-o entristecido, Jesus disse: “Como é difícil aos ricos entrar no Reino de Deus!

De fato, é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus“. (Lucas 18:24,25)

Conclusão

O encontro entre Jesus e o jovem rico, nos mostra que é muito fácil julgar as pessoas por seus erros, principalmente quando não nos preocupamos em conhecer seus motivos.

Quando penso na reprovação desse jovem e olho para dentro de mim mesmo, suplico ao Senhor Jesus que gere em mim, dia após dia, um coração obediente e dedicado.

Que esteja disposto, a ir, fazer e abrir mão, de qualquer coisa que ele me pedir.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here