marca_final-01

O Papel do Pai Segundo a Bíblia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O papel do pai segundo a Bíblia envolve muito mais que apenas pagar as contas de casa e dar presentes legais aos filhos. Analisando o Texto Sagrado, percebemos que não é tão simples quanto a sociedade dos nossos dias demonstra.

O papel do pai segundo a Bíblia pode ser visto, na minha opinião, de forma resumida na figura do pai do filho pródigo. Isso mesmo! Em dias de tanta libertinagem ele deve nos inspirar sobre: até que ponto devemos proibir os nossos filhos de fazer algo?

Leia o estudo até o final e descubra!

O Papel do Pai Segundo a Bíblia em 4 VERDADES

1. Deixar o filho escolher

Jesus continuou: “Um homem tinha dois filhos. O mais novo disse ao seu pai: ‘Pai, quero a minha parte da herança’. Assim, ele repartiu sua propriedade entre eles. “Não muito tempo depois, o filho mais novo reuniu tudo o que tinha, e foi para uma região distante; e lá desperdiçou os seus bens vivendo irresponsavelmente. (Lucas 15:11-13)

O filho pródigo já era um homem adulto, capaz de assumir responsabilidades e de distinguir o bem do mal. Perceba que na Parábola seu pai não tenta impedi-lo, provavelmente porque conhecia o caráter do seu filho ou porque já estava cansado de dizer a ele que não era um boa escolha.

De qualquer forma, o Texto Sagrado nos mostra que o pai entregou sua parte e pouco tempo depois, o garoto não tinha mais nada.

O papel do pai segundo a Bíblia é aconselhar o filho, não evitar que ele cometa erros. Claro que cada fase da vida do filho, conta com a responsabilidade do pai, e o sim e o não, estão diretamente ligados à isso.

Filhos adultos, não devem ser inibidos de cometer erros, afinal eles já são adultos.

2. Ser um porto seguro

“Caindo em si, ele disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome! Eu me porei a caminho e voltarei para meu pai, e lhe direi: Pai, pequei contra o céu e contra ti. Não sou mais digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados’. (Lucas 15:17-19)

O pai do filho pródigo lhe passou a confiança de que, ao cometer erros ou mesmo perdendo tudo e sendo abandonado por todos, ele poderia voltar para casa. Em meio à maior desgraça de sua vida, foi no seu pai que ele pensou.

O papel do pai segundo a Bíblia é mostrar para o filho que ele terá sempre com quem contar, independente de sua decisão. 

Isso não significa que o pai deve apoiar o erro ou pecado, mas ser uma referência de acolhimento.

3. Manifestação da Graça 

A seguir, levantou-se e foi para seu pai. “Estando ainda longe, seu pai o viu e, cheio de compaixão, correu para seu filho, e o abraçou e beijou. (Lucas 15:20)

Quando o pai do filho pródigo o viu ainda ao longe, correu para abraçá-lo. De acordo com a tradição judaica, correr publicamente era um desonra para um senhor, mas ele não se importou com isso.

O papel do pai segundo a Bíblia é ser uma manifestação da graça de Deus. 

O pai correu ao encontro do filho e o abraçou e beijou, sem questionamentos ou acusações, ele apenas o amou, porque não existe um ex-filho.

4. Sua marca é o amor

“Mas o pai disse aos seus servos: ‘Depressa! Tragam a melhor roupa e vistam nele. Coloquem um anel em seu dedo e calçados em seus pés. Tragam o novilho gordo e matem-no. Vamos fazer uma festa e comemorar. Pois este meu filho estava morto e voltou à vida; estava perdido e foi achado’. E começaram a festejar”. (Lucas 15:22-24)

O retorno do pródigo para casa gerou muita alegria em seu pai. Ele deu ordens aos seus servos para que uma festa fosse preparada e para que os componentes de filhos: o anel, os calçados e a roupa fossem entregues a ele.

O papel do pai segundo a Bíblia é distinguir seus filhos das demais pessoas, pelo amor. Um pai não se envergonha de seu filho. Um pai amoroso não permite que seu filho perca sua identidade na família.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.

});