marca_final-01

A Paixão e o Amor Intencional

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No segundo capítulo do livro As 5 Linguagens do Amor, Gary Chapmam vai discorrer um pouco sobre a paixão e o amor intencional.

Os primeiros dias do relacionamento e de paixão são bem intensos, casados, namorados ou noivos vão concordar. Mas, isso com o tempo vai se esvaindo. Será que isso é ruim? Será que nós devemos continuar nos sentindo? É sobre isso que vamos estudar.

Então, vamos lá!

O texto de 1 Coríntios  13: 4 a 7 enumera algumas qualidades do amor. Perceba que a todo momento a Bíblia está nos estimulando a amar e por isso é muito importante entendermos o fundamento do amor no nosso relacionamento, no nosso casamento.

Para isso, Gary Chapman vai fazer a distinção entre a paixão e o amor. “A pessoa que está apaixonada tem a ilusão de que seu amado é perfeito”. E perguntas que devem ser feitas racionalmente acabam sendo deixadas de lado.

Sendo assim, precisamos entender que a paixão eterna é pura ficção. No final, com os pés no chão outra vez, nossos olhos se abrem e veremos os defeitos da outra pessoa, seu jeito de ser.

“Se as pessoas permanecessem apaixonadas e obcecadas estaríamos todos em sérias dificuldades!”. De forma que a longo prazo a paixão não é uma benção, na verdade acaba se tornando uma maldição.

Por isso, o propósito de Deus para nossa vida é o amor!

O amor descrito em 1Coríntios, um amor intencional, que se doa, que não abre mão e que sofre muitas vezes. No entanto, para isso você precisa, marido ou mulher, se posicionar, ser intencional. 

Seja a pessoa que se importa com as dores do seu cônjuge, em aliviar os fardos da sua vida e você vai ter uma família e um relacionamento sensacional. Pequenas atitudes podem mudar o relacionamento e o rumo das histórias.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.