marca_final-01

Plenitude Em Cristo em 4 Conselhos

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Muitos cristãos estão em Cristo, receberam Jesus como Senhor e Salvador mas, não conseguem viver uma vida de Plenitude em Cristo. 

A Bíblia, no entanto, está recheada de princípios que se devem ser seguidos para que a Plenitude em Cristo seja alcançada. Porém, muitos não tem aplicado por diversas razões: falta de conhecimento, esquecimento e uma série de motivos. 

Neste estudo veremos quatro princípios que lhe ajudarão a viver uma vida plena em Cristo. 

Então, vamos lá!

1. Aprenda com Jesus 

É muito importante no cristianismo que se tenham referências corretas. Há muitas pessoas que entregam suas vidas a Jesus, mas nesse processo se entregam também a religiosidade ou mesmo a pessoas. Ou seja, elas não são só de Cristo.

Essas pessoas pertencem a Cristo, no entento muitas vezes as referências humanas bagunçam sua vida. Como exemplo, pode-se citar o sacerdote Eli. 

Eli era para ser um mentor na vida de Samuel, mas como não ouvia mais a Deus, isso se tornou um impedimento ao crescimento do menino. Mas, o Senhor Deus falou com Samuel e como o menino era regado também pelas orações de sua mãe Ana pode crescer no conhecimento do Senhor e se tornou um juiz, um sacerdote e profeta. 

Então se quisermos ter Plenitude em Cristo precisamos aprender com Jesus. 

Há muitas pessoas falando em nome de Jesus, anunciando o evangelho, invocando o nome de Jesus, mas quando em muitas áreas de suas vidas são observados de perto não conseguem edificar aos irmãos através da sua vida.

Mas, em Efésios 4, a exortação do apóstolo Paulo é que aprendamos com Cristo. Isto é, se olharmos para Cristo vamos ter a referência correta e podemos ter certeza que estaremos sendo edificados.

Hoje existem muitas vozes, muitos ensinos, principalmente com o advento da internet. E com isso,  fica muito difícil saber qual caminho seguir. Na dúvida, escolha seguir o caminho que é apontado pelas escrituras e ouvir a voz de Deus. Pois, assim você terá plenitude em Cristo. 

2. O modo de pensar 

Muitos cristãos tem o Cristianismo como religião e não como estilo de vida. Porém, se estudarmos atentamente o ensino do Senhor Jesus vamos perceber que o Cristianismo é um estilo de vida que precisamos aplicar ao nosso dia a dia e estar focados em vivê-lo. 

Nos versículos 22 e 24 Paulo faz analogia a uma roupa. Está dizendo que você foi ensinado a tirar a roupa do velho homem que se corrompe por desejos enganosos e a ser renovado no modo de pensar. 

Essa renovação no modo de pensar só pode acontecer se formos influenciados pelo ensino da palavra de Deus. Somente o lavar regenerador da palavra pode nos influenciar a pensar da forma correta. 

Quando é que nós pecamos contra essa direção do Espírito?

Quando o Espírito está nos dando uma direção e nós resistimos a ela porque queremos aprovação dos outros. Mas a transformação do Espírito passa diretamente pela renovação da nossa mente. 

Por isso, é muito muito importante que você separe tempo para ficar a sós com Deus. Afinal, existem muitas vozes, muitas exigências e pressão ao nosso redor. E se no meio desse turbilhão, não tivermos uma mente cativa a palavra de Deus jamais conseguiremos  pensar da forma correta, estaremos sempre confusos. E não viveremos a plenitude de Cristo. 

3. Parecidos com Deus 

Se você quiser ser Pleno em Cristo você precisa ser parecido com Deus. Se você fizer uma auto-análise da sua vida agora quanto você se parece com Deus?

No versículo 24, Paulo destaca “em justiça e em santidade provenientes da verdade”. Fomos chamados para nos revestir do novo homem parecidos com Deus.  No Éden quando o Senhor Deus fez Adão, 100% inocente não existia impedimentos no relacionamento  entre eles. 

Pois, Adão em sua inocência e pureza conseguia se relacionar com Deus abertamente. E, é para esse tipo de relacionamento que Deus nos chamou: um relacionamento aberto, verdadeitro. 

Deus não quer fazer parte apenas do domingo da sua vida. Ele quer fazer parte da sua semana completa, da suas férias, no luto. É esse tipo de relacionamento que Deus quer desenvolver conosco.

Ele não espera que sejamos os melhores religiosos dos nossos dias. Ele quer que sejamos filhos que imita o comportamento Dele em justiça e em santidade, que sejam provenientes da Verdade da palavra que Ele ensinou.

E, a santidade e a justiça devem se revelar nas nossas escolhas, nos nossos relacionamentos, na forma como administramos a nossa vida como um todo. Somos filhos e filhas de Deus e por isso devemos ser parecidos com o Pai para assim vivermos a plenitude de Deus. 

4. Cuidado com o Diabo

É muito importante que você e eu saibamos que nós que permitimos quem entra e quem sai da nossa vida. Não precisamos nos deixar intimidar pelo comportamento dos outros porque somos escravos de Cristo. 

No versículo 27, Paulo está querendo dizer aqui aos Efésios que eles precisam ter cuidado para não deixar o diabo entrar na sua vida. Porque o diabo vem com sutileza ou com agressividade tentando entrar na nossa vida e roubar a nossa intimidade com Deus. 

É você e eu quem permite o diabo entrar ou não na nossa vida. Por isso, precisamos estar atentos para que isso não impeça que vivamos a plenitude de Deus.

Não podemos deixar lugar para o diabo agir, não podemos deixar brechas para ele entrar. Precisamos nos revestir com o poderoso sangue de Jesus .E isso, nos alcançamos através de um relacionamento sincero com Deus. Se isso for evidente na minha e na sua vida tenha certeza que ele não vai conseguir entrar. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.