marca_final-01

Quatro marcas de um Rei de Justiça

O Salmo 45 nos apresenta profeticamente a figura do Rei de justiça ideal que é apresentado como o Messias Jesus, pelo escritor aos Hebreus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

Os nossos dias são complicados em todos os aspectos da sociedade, inclusive em relação à justiça. O Salmo 45 nos apresenta um rei de Justiça, um rei perfeito que em sua glória e Majestade governa e dirige o seu reino com justiça. 

No Salmo 45 inicialmente o salmista descreve o casamento do Rei glorioso com a sua amada noiva, falando sobre o esplendor desse Rei, sobre como ele governa com justiça e também sobre a felicidade que tem a noiva desse Rei. 

Vamos estudar agora sobre as 4 marcas do Rei de Justiça

1. Verdade, misericórdia e justiça

No Capítulo 1, versículo 8 e 9 entendemos que este Salmo está diretamente relacionado ao Senhor Jesus e há três palavras aqui que merecem destaque: verdade, misericórdia e justiça. 

Segundo levantamento inédito e recente, realizado pelo Instituto sou da Paz,  7 em cada 10 homicídios no Brasil. Mostra ainda que 70% dos casos de assassinatos não são punidos no Brasi. 

O problema de injustiça no Brasil é um problema antigo. O diabo trabalha muito, nessa área, em nossa nação e o Senhor Jesus é o oposto da Injustiça: Ele ama a justiça. 

A primeira palavra que iremos estudar é verdade. Seu original é “emeth”, que significa fidelidade, credibilidade, confiabilidade.

O Senhor Jesus, em seu governo, inspira fidelidade, credibilidade e confiabilidade e por isso podemos confiar plenamente Nele. 

A outra palavra é misericórdia. No original hebraico, “hesed”, está relacionada a amor e compaixão.

Ou seja, o Senhor Jesus no Exercício do seu governo exprime verdade e confiabilidade, e exerce tudo isso em amor e compaixão. 

Por fim, o termo justiça. No original hebraico, “tsedeq”, significa o que é de direito ou justo, o normal, retidão (referindo-se a pesos e medidasno sentido mais amplo).

Isto é, o governo do Senhor Jesus é reto em todos os seus aspectos.

Por que isso é tão importante? Porque estamos vivendo dias em que se questionam sobre a credibilidade e a verdade.

As pessoas em nossos dias chegam a dizer que não existe uma verdade absoluta, dependendo do ponton de vista de cada um. 

Mas, o Senhor Jesus vem dizendo Eu sou o caminho, a verdade e a vida. E o Senhor Jesus é todas essas coisas, porque Ele é a medida perfeita de verdade, de justiça e de Misericórdia. Ele é o padrão!

Por mais que os nossos líderes se esforcem para ser justos em algum momento essa justiça vai falhar. Afinal, ela é limitada.

Mas, o governo do Senhor Jesus está fundamentado na verdade, na misericórdia e na justiça. Ele é o único Rei de Justiça. 

2. Um Rei de Justiça eterno 

Uma outra marca do reino do governo desse Rei de justiça é que é um reino eterno, como lê-se no versículo 6.

Ao longo da história a igreja, o povo de Deus tem sofrido muita perseguição.  E embora, como igreja cometamos muitos erros, consequência da noss natureza caída, o trono do  Senhor Jesus, subsiste para todo sempre.

A soberania de Deus é eterna e não pode ser questionada. No momento em que o Senhor Deus quiser Ele intervém na história. E embora, muitas vezes tenhamos a sensação de que o Senhor perdeu o controle isso não aconteceu nem jamais vai acontecer. 

A expressão Trono refere-se a autoridade, a governo. E a Soberania de Deus é eterna e Ele intervém na história sempre que for necessário. 

Deus é soberano e não existe personalidade, conhecimento, nada e ninguém em toda esta terra que possa ferir a soberania de Deus. 

3. Amas a Justiça

No versículo 7 o salmista declara que o Rei ama a justiça e odeia a iniquidade. A palavra iniquidade, no hebraico é “resha Ì” e está relacionado a perversidade, uma violência ou crime contra a lei civil ou em relações éticas. 

O brasil bate recorde de assassinatos e crimes violentos em todo o mundo e como já vimos 70% deles não se resolvem. E além disso, ainda temos o problema nas relações.

Por exemplo, na operação lava jato, homens já ricos desviaram montantes de dinheiro, que deveriam ter beneficiado a poulação como um todo. Mas, servimos a um Deus que ama a justiça.

No período das eleições vemos pessoas que surgem pessoas que começam a fazer promessas e não se dão ao trabalho nem de memorizar o texto, ficam lendo suas promessas. Deixando claro, que nem eles acreditam no que estão dizendo.

Mas, o nosso Jesus que é rei de justiça e eterno que ama o que é correto e odeia a iniquidade. 

4. Por isso foi escolhido para ser Rei de Justiça

O Senhor Jesus Ele é o único por vários motivos, mas o seu amor a justiça O diferencia. 

Deus permitiu que Nabucodonosor e a Babilônia invadissem sem Judá e a destruissem percebemos que um dos principais motivos foi a Injustiça social.

Tanto os sacerdotes como os líderes civis de Judá haviam se corrompido. 

Eles corromperam o templo, corromperam a justiça social, abandonaram os pobres as viúvas e corromperam o sentimento de adoração a Deus.

Diante dessa situação, Deus os advertiu começando por Isaías até Jeremias e eles não se arrependeram. 

O Senhor Jesus em seu governo não permite jamais que inocentes paguem por tensões políticas e coisas dessa natureza, porque é um Rei de Justiça, odiou a iniquidade e Deus o ungiu com óleo de alegria. 

Sobre o governo de Jesus vamos nos alegrar e teremos felicidade, satisfação e esperança. A marca do governo do Senhor Jesus é verdade, justiça e misericórdia! Nele estamos bem guardados e cudiados. 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Jesus e a Bíblia © 2020. Todos os direitos reservados.