O encontro entre Jesus e a Mulher Samaritana é um dos mais sensacionais da Bíblia. Particularmente, acho fantástico! Nele, há algumas verdades precisamos enxergar, caso contrário, princípios importantes dessa história vão se perder.

Tendo isso em mente, lhe convido a ler o estudo até o final, e apreciar os belos tesouros que nos são entregues em uma das conversas mais sensacionais da Bíblia.

PARTIU!

1. Jesus lhe oferece a água da vida – João 4:10,11

A primeira coisa que precisamos perceber nesse encontro entre Jesus e a Mulher Samaritana é que, o Mestre oferece para ela Água Viva, conforme vemos em João 4:10,11.

Após pedir água a mulher samaritana, ser questionado, Jesus respondeu que se ela soubesse quem Ele era, a situação era oposta: ela lhe pediria da água que jorra da fonte de água viva.

Sem entender, a samaritana continuou contrariando Jesus, afirmando que Ele não tinha nem como tirar água de um poço, quanto mais da fonte de água viva.

Jesus estava oferecendo para essa mulher a água que fluía de direto do Trono de Deus e do Cordeiro, e essa fonte, por si só, ela jamais seria capaz de encontrar.

Jesus estava oferecendo para um novo formato de vida que ela não conhecia, com uma nova estrutura, nova perspectiva, uma água-viva que a transformaria de dentro para fora, alterando completamente seu rumo e suas escolhas.

O Senhor Jesus sempre se achega a nós com uma proposta muito maior do que aquilo que exige de nós. Temos um Deus abundante!

2. Saciedade permanente – João 4:13,14

A segunda marca desse encontro, é que Jesus promete a mulher samaritana saciedade permanente, como vemos em João 4:13,14. O Mestre afirma, que qualquer um que beber da água do poço, terá sede novamente, em alguns minutos, mas quem beber da água que Ele oferece, jamais terá sede novamente.

E mais, essa água conduz para a vida eterna!

Muitas pessoas não sabem qual o propósito de sua vida, não sabem para que vivem, para que existem, e não fazem a menor ideia do que vai acontecer com seu espírito após a morte.

Jesus nos oferece Água Viva exatamente para nos dar todas essas respostas!

Sempre vai haver uma necessidade, sempre vamos precisar de alguma coisa, mas com Jesus, nEle, encontraremos uma vida de satisfação em todos os aspectos.

Muitas pessoas procuram respostas em tantos deuses e filosofias, mas se aproximam sinceramente de Jesus para desenvolver um relacionamento sincero com Ele.  Jesus é a resposta para todas as nossas necessidades, dúvidas e confusões.

Ele é a saciedade que precisamos!

Ele nos enche de plenitude, graça, respostas, consolo, conforto e muito mais.  Quando me refiro a respostas, não é que Jesus vai nos dar todas as respostas agora, mas que na revelação do reino, na eternidade, tudo será esclarecido.

Teremos a eternidade para conversar com Deus sobre todas as questões, sobre coisas que hoje não fazem o menor sentido. O Senhor Jesus nos promete saciedade permanente, para todas as áreas da nossa existência. 

3. A Sinceridade da Samaritana – João 4:15-18

A terceira marca desse encontro, é a sinceridade da Mulher Samaritana, conforme vemos em João 4:15-18. Neste texto, lemos que a mulher interessada pela água da vida, pede ao Mestre para beber.

Jesus, pede que antes disso, ela chame seu marido. A resposta dela é – “não tenho marido”. Diante de sua sinceridade, o Mestre lhe diz – você falou corretamente dizendo que não tem marido, o fato é que você já teve cinco e o homem com quem você agora vive não é seu marido o que você acabou de dizer é a verdade.

Ela é sincera com o Senhor Jesus e por isso pode desfrutar de várias bençãos nesse encontro. Quando nos encontramos com o Senhor, seja em oração, ou meditação, mesmo nos cultos, precisamos ser sinceros com ele quando.

Abrir o jogo, nosso coração, dizer o que nos incomoda, o que nos que nos alegra. Muitas vezes Deus permite situações em nossas vidas que não gostaríamos de viver.

Podemos ser sinceros e dizer isso a Ele!

Vejo isso em Jó e em Jeremias, por exemplo. Eles são completamente sinceros com Deus, com relação a como estão se sentindo.

Em momentos de angústia, dor e até mesmo de alegria, seja sincero com o Senhor seja como a mulher samaritana, porque Deus está à procura de filhos autênticos. 

4. A verdadeira adoração – João 4:20-24

A quarta marca desse encontro é a verdadeira adoração, como vemos em João 4:24. Aqui, a mulher samaritana, após reconhecer que Jesus é um Profeta, lhe pergunta qual o lugar de adoração correto: Jerusalém ou Samaria?

O Senhor lhe respondeu, que Deus não está atento a lugares físicos de adoração, mas a uma adoração verdadeira, feita em espírito e em verdade.

Leia também: As 6 Marcas da Verdadeira Adoração

Deus está neste momento, à de pessoas que o adorem em espírito e em verdade. Ou seja, não importa se ela é da denominação A ou da denominação B, o que Deus espera dela é um adoração verdadeira.

Não é o lugar que ela frequenta que vai fazer a diferença, mas a atitude dela em relação a Deus. Se ela adorar em espírito e em verdade, será encontrada.

Mas se ela só se preocupar em fazer parte da denominação, para Deus não faz a menor diferença, porque essas divisões são nossas e não de Deus. 

5. Reconhecendo o Messias – João 4:28,29

A quinta marca desse encontro entre Jesus e a Mulher Samaritana é o reconhecimento do Messias, como lemos em João 4:28,29.

Ela crê na declaração de que Jesus é o Messias, e imediatamente vai até sua cidade compartilhar a boa notícia com seus vizinhos que a rejeitavam por ser uma mulher que já havia tido vários maridos.

Após ouvi-la, eles também creram e foram até onde Jesus estava.

Depois que ouviram o Mestre, eles declaram que criam nEle como Messias, não apenas pelo que a mulher havia dito, mas por causa do que eles mesmos estavam testemunhando.

O encontro entre Jesus e mulher de Samaria não mudou apenas a vida dela, mas a vida de toda uma nação rejeitada pela indiferença e o ódio.

A atitude da mulher, em compartilhar as boas notícias com seus vizinhos, mesmo sendo ela alvo de seu preconceito, é algo que deve nos inspirar.

Muitas pessoas hoje tem ouvido acerca de Jesus em inúmeras pregações, mas tem endurecido seus corações e não reconhecem o Messias, não reconhecem Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.

Estão muito apegadas a seus próprios prazeres e não se rendem ao senhorio de Cristo. A Mulher Samaritana me ensina que quando encontro Jesus, devo reconhecê-lo como meu Messias e tomar decisões de mudança instantâneas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here