Jesus

Jesus e as Crianças: Deixai Vir a Mim os Pequeninos

Aprendemos com a Bíblia em diversos momentos, mas o episódio de Jesus e as crianças nos revela muito sobre Deus. Jesus estava ensinado como de costume. Pessoas com olhos fitos nele. Milagres. Gritos de glória a Deus! O culto havia sido uma maravilha.

“Depois disso algumas mães trouxeram suas crianças para que Jesus tocasse nelas e as abençoasse, mas os discípulos as repreendiam, dizendo-lhes que não o incomodassem. Mas quando Jesus viu o que estava acontecendo, ficou muito indignado com os discípulos e lhes disse: “Deixem que as crianças venham a mim, porque o Reino de Deus pertence àqueles que são semelhantes a uma criança. Eu lhes digo a verdade: Todo aquele que se recusar a vir a Deus como uma criança, nunca lhe será permitido entrar no seu Reino”. Então ele tomou as crianças nos braços, pôs as mãos sobre a cabeça delas, e as abençoou. (Marcos 10:13-16)

Ao final dele no entanto, “mães trouxeram suas crianças para que Jesus tocasse nelas e as abençoasse, mas os discípulos as repreendiam, dizendo-lhes que não o incomodassem. ” (Marcos 10:13)

Os discípulos estavam cansados. Estressados. Com fome. Quando viram aquela multidão de crianças em direção a Jesus, lhes faltou a paciência.

Jesus e as Crianças: A Relação Verdadeira

Jesus e as Crianças

“Mas quando Jesus viu o que estava acontecendo, ficou muito indignado com os discípulos e lhes disse: “Deixem que as crianças venham a mim, porque o Reino de Deus pertence àqueles que são semelhantes a uma criança. ” ((Marcos 10:14)

“Deixem que as crianças venham a mim…”. O relacionamento de Jesus e as crianças é o genuíno exemplo da pureza.

Aquelas crianças não estavam indo à Jesus com interesses pessoais, carnais. Era o simples desejo de estar perto dele e receber sua benção que as atraía.

Jesus e as crianças nos mostram o quanto nos tornamos insensíveis e egoístas quando nos tornamos adultos.

Os discípulos se acharam no direito de determinar quem se aproximava ou não de Deus. Acharam por um momento que isso estava sobre seu controle.

Muito líderes religiosos têm feito o mesmo. Muitas de suas regras, fundamentos, e doutrinas só servem para impedir as “crianças” de irem até Jesus.

Faça Parte da Nossa Comunidade!

Gostou do nosso conteúdo? Cadastre seu e-mail e seja informado sobre novas publicações.

Jesus e as Crianças: O Caminho Para Deus

“Eu lhes digo a verdade: Todo aquele que se recusar a vir a Deus como uma criança, nunca lhe será permitido entrar no seu Reino”. (Marcos 10.15)

Jesus e as crianças nos mostram que Deus não destaca desempenho profissional, pessoal, posição social. Jesus destaca dependência, pureza, sinceridade.

Quantas vezes seu filho (a) já errou?

Deixaram de ser seus filhos?

Quantas vezes você o (a) mandou embora por causa de seus erros?

O princípio é o mesmo. A diferença é que a criança ao errar recorre a seus pais em busca de perdão. O perdão de seus pais consequentemente lança fora o fardo da culpa.

Jesus e as Crianças: Aprendendo a Ser Como Criança

“Então ele tomou as crianças nos braços, pôs as mãos sobre a cabeça delas, e as abençoou. ” (Marcos 10.16)

Jesus e as crianças nos ensinam que a alma sincera, que o busca, não é desprezada.

Veja o que diz o Salmos 107:

“Eles andaram perdidos pelos desertos e por terras áridas, sem achar uma cidade onde pudessem morar. Passando fome e sede, estavam a ponto de morrer. No meio de tanto sofrimento, clamaram ao SENHOR, e ele os livrou das dificuldades em que se encontravam. Mostrou-lhes o caminho certo e seguro para alcançar uma cidade onde pudessem morar. Deem graças ao SENHOR por seu amor cuidadoso! Louvem o Senhor pelas maravilhas que ele faz em favor dos homens! Ele sacia o sedento e dá alimento de sobra ao faminto. (Salmos 107.4-9)

Ele é assim. Está sempre disposto a nos tomar em seus braços e nos abençoar. O que acha de correr para seus braços hoje? Como criança!

Sobre o autor | Website

Diego Nascimento é membro da Primeira Igreja Batista de João Pessoa, estudante de Teologia e Administração. Seu amor por Jesus o inspirou a fundar esse site.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.