Significado do Natal Para os Cristãos - Jesus e a Bíblia

Preciso confessar que o Natal é a minha época preferida do ano. As famílias se aproximam, as casas ficam cheias, as mesas fartas e o mundo fica colorido. Mas o mais importante é o significado do Natal que enche o meu coração.

Nele uma grande parcela do mundo, comemora o nascimento de Jesus, o Filho de Deus.

É fato, que em nossos dias a atenção tem sido dividida com o Papai Noel, suas renas e os gnomos.

Mas eles são, lenda!

Ao contrário de Jesus Cristo, que é completamente real.

A Origem da Tradição Natalina

O Natal não foi sempre assim, cheio de coisas legais e coloridas.

Ele começou a ser comemorado oficialmente por volta do século IV e foi instituído pela liderança católica para substituir o festival que celebrava o deus Sol, no solstício de inverno.

Desde então, que a data celebra o nascimento do Filho de Deus.

O Nascimento de Jesus é o verdadeiro Natal

Desde os tempos antigos que o Senhor Deus prometeu que enviaria um Salvador do mundo (Isaías 9:6-7). Alguém que promovesse a reaproximação entre Deus e o ser humano, visto que a nossa comunhão natural com o Criador foi perdida no Éden, após o erro de Adão e Eva.

A cidade onde isso deveria acontecer era Belém-Efrata. De acordo com a profecia, dela sairia o Rei Eterno do povo de Deus.

O que de fato aconteceu, quando José e Maria voltaram de Nazaré para sua cidade natal (Belém). Maria que estava grávida entrou em trabalho de parto.

Não tendo hospedaria disponível, eles se acomodaram em uma manjedoura, e ali Maria deu à luz a Jesus Cristo.

Os Reis Magos

Guiados por uma estrela, três reis magos vieram do Ocidente para reverenciar Jesus. Quando a estrela finalmente parou de si movimentar, eles identificaram o lugar em que Jesus estava, e entraram.

Quando viram o menino, eles se prostraram e adoraram ao Senhor e o presentearam com: ouro, incenso e mirra (Lucas 2:9-11).

A atitude dos reis magos é belíssima, e deve ser a nossa, não apenas no Natal, mas todos os dias da nossa vida.

Quando eles encontraram Jesus, também havia muitas distrações. Mas para eles o Filho de Deus era onde o foco deles deveria estar.

Em nossos dias, somos tentados a dar glória a Noel e sua fantasia. Mas podemos resistir, e adorar ao verdadeiro Deus que nos abençoa e muda a nossa vida.

Os Pastores de Belém

Enquanto Jesus estava nascendo na manjedoura, havia pastores de ovelhas cuidando de rebanhos (Lucas 2:1). De repente, eles foram surpreendidos por uma luz gloriosa e uma voz angelical que lhes deu a boa notícia do nascimento do Messias e as instruções de como encontrá-lo.

Antes que eles partissem, um grande e maravilhoso coral de anjos apareceu e começou a louvar a Deus por causa do nascimento de Jesus.

Eles davam “Glória a Deus e declaravam paz aos homens na Terra”. (Lucas 2:11-14)

Ao ver tudo aquilo, eles tomaram uma decisão: “vamos a Belém visitar o menino!”. E correram para lá imediatamente.

Ao encontrar o lugar em que Jesus estava, eles maravilhados, contaram sobre como Deus os havia encontrado e dito sobre o nascimento de Seu Filho.

Em nossos dias, Deus de muitas maneiras nos cerca com a intenção de chamar a nossa atenção e nos direcionar para o encontro de Jesus.

Os pastores tinham escolha?

Sim, claro!

Eles poderiam pensar – Que “doidera” hein! Vou lá em Belém nada. É muito longe. Esses anjos escandalosos me encheram de medo. Vou ficar aqui mesmo.

Não foi isso que eles fizeram. Eles seguiram a direção de Deus.

O verdadeiro sentido do Natal, está em ir ao encontro do conhecimento de Cristo. É celebrar a encarnação do Filho de Deus.

Para as pessoas que creem assim, haverá paz!

Os Símbolos do Natal

Em nossos dias, alguns cristãos consideram o Natal uma festa pagã, e não cristã por causa dos símbolos que são utilizados.

Histórica e teologicamente falando, não há argumentos que defendam ou proíbam um cristão de celebrar a data. É algo que está mais relacionado a consciência de cada um.

Sobre assuntos dessa natureza, o apóstolo Paulo nos aconselha em Romanos 14, a agir de acordo com a nossa fé e a sinceridade do nosso culto.

Particularmente, eu sigo a sintonia da tradição de que o Natal é uma data cristã que celebra o nascimento de Jesus e é uma oportunidade maravilhosa de compartilhar o conhecimento da revelação de Deus através de Seu Filho, com as pessoas que ainda não o conhecem.

Sendo assim, o sentido do Natal para o cristão pode ser resumido em alguns de seus símbolos:

  1. A estrela – representa a estrela que guiou os reis magos até Belém;
  2. Os presentes – O ouro, o incenso e a mirra entregue a José e Maria como presente para Jesus;
  3. O presépio – uma ilustração da manjedoura, do menino da promessa, dos reis e dos pastores;
  4. A árvore – Jesus como a videira verdadeira, aquele sobre quem todos os seus irmãos se ajuntam;
  5. As luzes – Jesus como a luz do mundo;
  6. A ceia – Jesus como o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Conclusão

O Natal terá o sentido que você determinar. É um tema não abordado na Bíblia, no sentido que conhecemos hoje. A data nasceu do desenvolvimento da humanidade e da comunhão da Igreja de Jesus.

Há quem defenda de maneira enérgica, que o significado do Natal é completamente pagão e não glorifica a Deus, pois Jesus não nasceu em 25 de dezembro.

E há quem acredite, assim como eu, que a data é uma celebração do nascimento do Filho de Deus, e a maior dádiva do Senhor aos homens.

Dessa forma, fica a seu critério celebrar ou não.

Contudo, não julgue quem pensa diferente (Romanos 14), procure conhecer suas motivações.

Deus abençoe!

E que sua vida seja sempre um FELIZ NATAL!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here