Parábola da Figueira - Jesus e a Bíblia

A parábola da figueira foi ministrada pelo Senhor Jesus para nos manter cientes da urgência de estarmos sempre preparados para o retorno de Jesus, como Senhor e Rei de todas as coisas.

Por meio dessa parábola, o Mestre os exorta a não relaxar em seu comprometimento com a fé, o Reino e as Escrituras. Devemos estar sempre atentos aos sinais, pois assim como a figueira floresce no verão, há muitos sinais que nos comunicam a volta de Jesus.

A Importância dos Sinais

Na parábola da figueira, o Senhor Jesus ensina que é possível prever o que está por vir, observando os sinais. Ao olhar para as folhas da figueira que brotam em abril, os judeus sabem que o verão está próximo. Da mesma forma, quando a Grande Tribulação vier, as pessoas saberão que o reino de Deus está próximo.

Contudo, há uma afirmação nesta parábola que causa um entrave teológico. É esta: “Eu lhes asseguro que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam…” (Lucas 21:29-33).

Alguns acham que Jesus estava dizendo a Seus discípulos que sua geração veria a destruição do templo. Essa interpretação decorre principalmente dos versículos 5-7 nos quais a discussão se referia à destruição do templo em Jerusalém por Tito, general Romano em 70 d.C.

No entanto, por causa do versículo 31 (em que Jesus falou da vinda do reino de Deus), e por causa de Mateus 24:34, parece preferível dizer que Suas palavras se referem à geração que vive no tempo dos eventos cosmológicos que irão apenas preceder Sua segunda vinda.

Essa geração realmente verá a fundação do reino de Deus – algo que toda geração de cidadãos judeus ansiava por toda a história da nação.

Fique Atento!

Em Lucas 21:34-36, o Senhor Jesus nos adverte, sobre o fato de estarmos prontos em todos os momentos. Embora um crente seja capaz de antecipar a vinda do reino pelos sinais, é possível ficar tão envolvido com os assuntos da vida terrena, que alguns não estarão prontos para o reino quando sua chegada se tornar um fato (v. 34). Dessa forma, não entrarão no Reino. Foi contra essa atitude errada que Jesus disse: Tenha cuidado (v. 34) e esteja sempre atento (v. 36).

Conclusão

Embora seja curta, a parábola da figueira possui uma mensagem muito forte para todas as eras cristãs, pois está diretamente relacionada a Segunda Vinda de Jesus e o Arrebatamento da Igreja.

Por meio dela, o Senhor nos exorta a estarmos prontos para o evento mais importante da história da humanidade, onde a história como conhecemos se findará e o Senhor Jesus inaugurará um novo céu e uma nova Terra.

Referências

  1. Martin, J. A. (1985). Luke Em J. F. Walvoord & R. B. Zuck (Orgs.), O Comentário do Conhecimento da Bíblia: Uma Exposição das Escrituras (Vol. 2, p. 257-258). Wheaton, IL: Victor Books.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here